PesquisaMorte:

ArquivoMorte

CadastroMorte

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

domingo, 5 de novembro de 2017

AnáliseMorte: Marvel vs Capcom - Infinite

Temos luta, temos crossover, temos HQ contra Games, temos:

Marvel vs Capcom
Infinite



O infinite é porque temos as Joias do Infinito também... e se você não sabe o que é, vai ficar sabendo agora!

Esse jogo é de luta, e a história é bem limitada, não tanto quanto a dos outros, mas é. Alias, esse é tecnicamente o último MvC lançado até agora, mas sua história tenta criar um começo pra franquia... logo, ele seria como um "Marvel Vs Capcom Zero", então faz sentido começar a franquia por este. Lembrando que haverá spoilers... mas o foco do jogo é jogar (lutinha) então, você não irá sofrer tanto pelas informações antecipadas... se bem que também falarei de filmes e jogos e poderei revelar outras coisas então... bem... pense bem antes de ler rs.

Boa leitura...


MvC é um jogo de luta bem frenético, com personagens das histórias em quadrinhos da Marvel, e de jogos de vídeo-game da Capcom.



Um dos principais atrativos desse game é a velocidade e a possibilidade de gerar combos atrás de combos, sem a necessidade de movimentos especiais ou movimentos exorbitantes. Qualquer jogador consegue, sem muito esforço, realizar combos grandes ou pelo menos vencer uma luta, e digo isso pois eu me enquadro no perfil de "amador" quando o assunto é luta, e ainda assim, zerei de boa no modo campanha e arcade.



Alias, nem todo jogo de luta conta com um "modo campanha", inclusive a própria franquia Marvel vs Capcom, que pela primeira vez apresenta esse modo, bem trabalhado, bem desenvolvido, com uma narrativa bem pensada, mas em contrapartida, conta com um enredo bagunçado.

Eu não me importava com a diferença entre narrativa e enredo em uma história, mas dessa vez não tive escapatória, pois me vi diante um conflito enorme: A história é boa, mas é contada de jeito confuso.



A narrativa se importa em explorar os personagens o máximo que dá, sem menosprezar ou diminuir nenhum, as vezes dando maior importância pra um ou outro, mas no geral, é equilibrada, abrangente e objetiva... Só que a forma como o enredo mostra as coisas deixa o produto final bagunçado de mais.

A história no modo campanha rola por CGI e algumas lutas intermediárias (afinal é um jogo, de luta, não um filme) porém, pelo enorme acervo de personagens, ela vai mostrando eles um a um, apresentando inclusive com o nome, mas sem explora-los a fundo em primeiro momento, em seguida os coloca em pequenos grupos e vai mostrando a interação deles, em missões, o que os desenvolve de forma aceitável.



Mas tudo ocorre ao mesmo tempo em uma visão cronológica, e quando todos os eventos, dos grupinhos separados, se chocam em um mesmo momento, é uma explosão de informações contrapostas que, forçam legal a barra.

São várias pequenas tramas, que do nada se misturam e, se já não bastasse o crossover de personagens, rola o de informações.

Mas, quem sou eu pra reclamar, afinal antes nem se preocupavam em contar uma história e só tinha o Modo Versus ou Modo Arcade.



O Arcade é um formato bastante utilizado em jogos de luta, pra dar ao menos uma justificativa pras lutas, um tema, um conceito.



Nem sempre apresentam sequer uma ordem competitiva fixa, as vezes vem lutas aleatórias e tal, mas no final, é costume haver um chefão, um guerreiro poderoso como saideira, geralmente que nem faz parte da grade de personagens jogáveis.



Enfim, eu não vou falar de combos ou jogabilidade, pois meu foco é contar a história e explicar os personagens, mas, pode ser que eu mencione um pouco sobre os movimentos deles, nada muito detalhado, afinal não sou um guia (rs), e o próprio jogo conta com modo Treinamento, Luta vs Máquina, Jogador vs Jogador, e até um modo Online, então alternativas pra aprender a jogar com seu personagem favorito é o que não falta... 

Alias, meus personagens favoritos são Mega Man, Zero, Dante e Felícia... mas a Felícia não tem nesse Marvel vs Capcom então... fiquei mó triste...



Esse jogo conta com poucos personagens (em comparação com os outros da franquia) mas até que é uma grade bem variada. Tem um lado só de Capcons, e outro só de Marvels, ambos trazendo personagens famosos.

A Capcom tem uma infinidade de jogos, principalmente de luta, então seus escolhidos pra rixa de realidades já chegam com uma jogabilidade boa. Até mesmo aqueles que não são originais de pancadarias (como meus favoritos por exemplo), aparecem com uma jogabilidade dinâmica.



A Marvel por outro lado, parece ter investido em personagens para fins de divulgação do UCM (Universo Cinematográfico Marvel), trazendo o visual das HQs, mas os personagens são todos recentemente explorados no UCM. Ressalto isso pelo fato de, em jogos anteriores, a Marvel ter se representado pelos personagens mais famosos de sua grade na época, os X-Men... e eu até sei o porquê disso: Direitos Autorais.

A Marvel é detentora dos direitos autorais de todos seus personagens, mas os direitos para exibição cinematográfica não. Logo, eles podem fazer e vender suas histórias em quadrinhos, podem vender bonecos e brinquedos, podem fazer desenhos animados, mas não podem reproduzir nas telonas do cinema... pelo menos não todos.



Os X-Men são o grupo de personagens de maior relevância e variação. São tantos mutantes que história é o que não falta, e nos MvC essa variedade era demonstrada e explorada muito bem, com inclusive personagens favoritados (Wolverine sempre foi fod4, e olha que tinha até versões diferentes dele no mesmo jogo), porém, no passado, a Marvel focava em HQ's e derivados, e sua iniciativa no cinema foi através da Fox, pra quem eles venderam os direitos de exibição dos X-Men. 

Com o tempo, a Marvel passou a investir diretamente no cinema, mas teve de fazê-lo com personagens que ainda tinha posse dos direitos de exibição. Como a Marvel tem personagem pra dar e vender, literalmente, eles foram bem sucedidos no cinema e atualmente, lideram a "Febre dos Super-Heróis", que de tão reproduzidos (filmes de heróis) ta quase se tornando um gênero de filme. Só que eles não podem usar X-Mens ou Quarteto Fantástico, duas franquias de peso no universo em quadrinhos, mas que pertencem à Fox quando o assunto é cinema... 

Isso porque o Homem-Aranha, outro grande personagem da Marvel, tava com seus direitos reservados pela Sony, outra empresa que investiu legal no cinema, e por um tempo se tornou um obstáculo pra empreitada da Marvel. Porém, como visto em "Capitão America: Guerra Civil", a Marvel recuperou os direitos cinematográficos do Homem-Aranha (pelo menos ta podendo exibir), o que já rendeu participação especial, filme novo, e todo uma previsão de filmes franquiados.


Sem contar que fez o aranha ir pros vingadores... eu achei essa imagem quando fui falar do homem aranha mais pra frente, e tinha que por em algum lugar... mano, o Homem de Ferro já foi tipo, coadjuvante, na história do aranha! 
Daí vem os games... A Marvel pode produzir e investir como bem entender no caso de games, e foi o que fizeram nos 3 MvC que precederam o Infinite, aproveitando os vilões icônicos de Quarteto Fantástico, o herói que todos amam chamado Homem-Aranha, e também vários mutantes de X-Men, incluindo o Capitão Deadpool. Só que agora, eles não apenas cortaram esses personagens, alguns extremamente bem desenvolvidos em jogabilidade (Wolverine era show) mas também ignorando algumas vantagens narrativas que poderiam ser primordiais pro conceito (Deadpool se encaixaria muito bem em Infinite)... todos os personagens que trouxeram são do universo cinematográfico Marvel.


Dava pra jogar com 2 Wolverines no mesmo time no MVC2, de tão show que ele era, tinham múltiplos personagens... um com Garra de Adamantium, um com Garra de Osso, puro fanservice pois no gameplay nada mudava mas, era legal!
Até da pra entender a razão, pois se eles colocassem X-Mens no jogo, ajudariam na hype dos jovens jogadores diante os novos filmes da Fox. Eles estariam ajudando a concorrência, e isso é inadmissível no mundo comercial. Deadpool ta com tudo, imagina eles colocando ele novamente, no novo investimento franquiado deles... por mais que poderiam, não seria uma ação inteligente...  


Especial do Deadpool no Marvel Vs Capcom 3
Então tudo o que vemos são personagens de filmes que já estrearam e alguns de filmes que vão estrear ainda. o que deixa muito clara a intenção da Marvel. Por exemplo, alguns personagens tem visual alternativo, e adivinha qual o visual do Hulk e do Thor!? São os mesmos do filme "Thor: Ragnarok", filme que mistura elementos da HQ do "Thor: Ragnarok", com "Planeta Hulk". 



Isso é condenável? Eu não acho... mas é ruim pros fans. A Marvel já preparou seu universo do cineminha, e já adaptou várias histórias incríveis, como por exemplo a "Guerra Infinita", que é um dos maiores crossovers de super-heróis Marvel, o qual no cinema não contará com nenhum mutante... Isso passa uma experiência incompleta, pois imagina como seria ver os heróis tudo se matando nas telonas! 



Pois é, a Marvel, pelo que parece, planeja evitar criar conteúdo pra Fox investir, e quem sabe assim eles não recuperam os direitos... Só acho que depois de Deadpool isso vai ser bem difícil de acontecer, porque o filme não contou com quase nada de história, e foi aclamado... da pra fazer muito só com o material pré-produzido sobre ele, quem dirá sobre os X-Men. 

Eu soube que a Marvel interrompeu a produção das HQs do Quarteto Fantástico pra dar uma brecada na Fox, mas ai eles criaram um filme às pressas e meia boca pra manter os direitos (se não me engano, se os caras ficam muito tempo sem produzir algo do qual detém o direito comprado, a empresa que vendeu pode reclama-lo sem custos) então, essa guerra vai longe, só espero que não seja infinita (ba-dum-tiz... meu deus eu tenho certeza que não fui o primeiro a fazer essa piada... envergonho-me).

Falei de mais já, bora pro jogo...

Marvel vs Capcom Infinite conta uma historia a-cronológica, que explica a união dos dois universos (Marvel e Capcom). A explicação é digna de prêmio, e é muito bem bolada, e todo mundo participa. Cada personagem tem uma personalidade, e a trama, apesar de bem embaralhada, cumpre seu papel ao ligar todo mundo.


Esse é o Marvel vs Capcom 1, só coloquei aqui pra você ver como eram os gráficos antes, e como ficaram no novo... a animação recebeu uma retocada 3D, mas o gameplay ta igualzinho o primeiro jogo...
A jogabilidade consiste em lutas de duplas, onde cada jogador entra com 2 personagens e altera entre eles durante o combate (alias, esse esquema de duplas é do primeiro jogo, que foi "resgatado" nesse game).



Existe uma barra de energia que se acumula conforme os personagens levam dano, chegando até 4 vezes carregadas. Ela serve pros especiais, que podem ser feitos de forma automática (apertando os R1 e L1 ao mesmo tempo) ou Manual (faz-se um ataque especial usando os botões de golpe mais forte). Cada personagem tem um movimento especial próprio, além de ter pequenos golpes especiais que demandam combinações, mas é tudo bem intuitivo (só sair dando Hadouken com geral).



No modo Arcade, as lutas são de uma dupla fixa que o jogador seleciona, contra duplas aleatórias em cenários aleatórios, até chegar na última luta, contra o chefão final do modo campanha mesmo.



No modo Campanha, a história é contada e o jogador assume o papel de todos os personagens, incluindo vilões, dependendo da parte da história. Essas lutas ocorrem em cenários condizentes com a trama, mas em sua maioria acontecem contra os mesmos inimigos, que são personagens genéricos que tão ali só pra fazer você lutar com alguma coisa.



O chato disso é que várias dessas lutas são contra dupla atrás de dupla do mesmo inimigo, e apesar de cada disputa ter uma exigência (tempo mínimo, quantidade de derrotados, uso específico de algum ataque, etc) tudo se torna meio repetitivo, e pouco desafiador. Na verdade, chega a ser irritante, pois entre uma cutscene e outra rola um loading enorme, que passa de 1 minuto (meu pc não é tão ruim assim e as vezes demorou muito pra carregar... talvez na versão de PS4 e XOne seja melhor), e ai a luta não dura nem 20 segundos (sem exagero, teve uma luta que durou uns 15 segundos e já foi pra outro loading demorado).



Em contra-partida o jogo é curtíssimo, e não é preciso jogar e salvar com um por um dos personagens pois a história é a mesma pra todo mundo (nem há essa possibilidade pois as duplas são escolhidas pelo jogo pro jogador experimentar todo mundo). Mas, tem muito jogo de luta que, pra você entender a história, tem que jogar com todos os personagem, isso quando tem o modo campanha...

Não tem segredo pra lutar, é só dar chute, soco, chute forte, soco forte, pular, voar (tem uns personagens que voam), ir pra trás pra defender, etc.

Tem movimentos especiais como esquivar, contra-atacar, mas, são coisas que você aprende jogando, e mais importantes pro modo Versus e Arcade, afinal você não escolhe nada no modo Campanha. 

Bora então ver os Personagens e suas respectivas origens/franquias...

CAPCOM

Arthur




Ele é um humano baixinho, que protagoniza um jogo antigo chamado Ghost and Goblins. O game é marcado por sua dificuldade alta (padrão da época) e o fato de exigir um salvamento duplo.



Ao termina-lo pela primeira vez, o jogador descobre que é tudo uma ilusão gerada pelo capeta e Arthur precisa passar por todas as fases novamente, e enfrentar o verdadeiro chefão, o tinhoso em pessoa.




Seu objetivo é salvar a donzela, e ele consegue se o jogador tiver muita, mas muita força de vontade e perseverança, qualidade essa transmitida para o personagem em MvC.



Ele conta com um arsenal variado de armas, obtidas em pontos específicos do jogo, mas diz a lenda que nem todas elas prestam. A melhor arma, ao que parece, é a adaga, pela praticidade e velocidade, e tem um lança-fogo que é uma porcaria, mas, em MVC nada disso importa, pois a jogabilidade passa longe da clássica.



O game original era aventura na horizontal, com hordas de inimigos surgindo e um clima meio sinistro. A vida de Arthur era representada por suas vestimentas (armadura significa que ele ta com 2 vidas, cueca significa que ele só tem 1 vida, pelado não faz diferença pois ele já ta morto... e vira caverinha).



Bem, ele tem um certo vínculo respeitoso mútuo com Thor, provavelmente por suas característica medievais (que assemelham-se as nórdicas). Ele é corajoso e imponente, e sua altura pouco influencia em suas habilidades de guerreiro... mas na hora da luta da uma vantagem legal com relação a golpes altos (que geralmente são os mais fortes).

Ele faz parte do grupo "Paranormais".

Chris Redfield




Ele é um soldado da STARS, que protagonizou vários jogos da franquia Residente Evil, sendo um dos personagens mais adorados. 



Ele teve uma evolução notável, onde após tomar uma surra humilhante no segundo game em que apareceu (Code Veronica)...




Apareceu todo bombado pro quinto jogo, dando o troco em seu inimigo... 



Depois perdeu o excesso de massa muscular, mantendo-se fortão, mas não tanto (ele não move mais as pedras gigantes na base do murro... eu acho...)



E por fim, reapareceu todo magrela, como membro da empresa que antagonizou a franquia por anos.




Ele usa armas de fogo, e não tem nenhum super-poder ou algo do tipo. 



Ele é apenas um personagem de um jogo originalmente de terror e survival horror, que evoluiu pra um gênero de ação em terceira pessoa, justamente por causa de Chris. 

Chun-Li




Sei que ela é uma mina que da chutinhos e é da franquia Street Fighters... careço de informações, mas sei que ela é policial, pois em um dos diálogos ameaça Rocket por ele ser um criminoso...



Chun-Li é praticamente uma das protagonistas de Street Fighter, e é extremamente habilidosa com chutes. 



Ao que sei, ela entrou no meio do jogo de luta pra vingar a morte do pai, que também era policial (na real ela seguiu carreira por causa dele), e bem... é isso (Lembra que eu disse que tem jogos que nem se dão ao trabalho de contar uma história detalhadamente? Street Fighter sobrevive desse modelo!).



A jogabilidade dela em MvC é muito diferente dos Street Fighters (que toda hora mudam a mecânica e os movimentos) mas, ela é bem fortinha. 

Dante




Meio humano (ou anjo, depende da perspectiva), meio demônio, ele é um Nephilim imortal, que tem como profissão a caçada aos demônios.



Ele repudia a raça, apesar de sua conexão, e é um personagem de múltiplas facetas, dependendo da fase em sua vida.



A versão mostrada em MvC é a dele rebelde, que foi tecnicamente a melhor fase de sua vida, com uma personalidade debochante, jovial e radical. Ele é legal, e isso é legal de se ver, tanto que essa forma, com habilidades e tudo mais, saindo do Devil May Cry 3, é uma formula repetida do Marvel vs Capcom 3. E olha que existem mais dois jogos depois desse que mostram Dante com mais habilidades, algumas até mais interessantes que as de DMC3... mas optaram por este Dante, talvez por ser o mesmo de MvC3, ou sua personalidade ser a que melhor se encaixaria na trama...


Bem, Dante é justo e busca fazer as coisas do seu jeito, porém de forma beneficente. 


Prefere provocar todo mundo pra depois sair na porrada, mas ele é gente boa.


Firebrand




Ele é um Gárgula que é inimigo em Ghost and Goblins, porém ganhou franquia própria onde é protagonista (Gargoyle' Quest). 



Ele é do elemento fogo e não é de falar, porém ele pertence a um reino chamado Makai. Considerando que é o mesmo nome dado a um reino semelhante em Darkstalkers, deduz-se que ele faz parte de uma realidade paralela porém semelhante à de Darkstalkers.



Aqui ele surge como vilão, e por sua simplicidade, creio que seja a personificação do lado vilão em Ghost and Goblins.


Frank West



Frank é um repórter fotográfico que tenta alcançar a fama cobrindo uma epidemia zumbi.




Ele é hilário, e combate hordas de zumbi da forma mais zoeira possível, usando inúmeros objetos como armas e tirando sarro, o tempo inteiro, dos mortos vivos.



Ele não tem nenhum super-poder, é apenas um cara que tira foto e tem muita sorte, e aqui ele aparece exatamente assim, usando objetos comuns, como um carrinho de super-mercado ou um taco de beisebol, como armas.




Alias, ele pode até invocar zumbis e joga-los nos inimigos, o que é bem maluco, mas faz parte de seu universo tamanha insanidade, em Dead Rising.

Mega Man X




X é um androide, primeiro reploide do mundo. Seu passado é um mistério e só se sabe que ele foi despertado em um mundo cheio de robôs maus, e segue um caminho heroico objetivado em varre-los da face da Terra.



Eu defendo que X é o Mega Man do passado (Rock), evoluído e aprimorado com o intuito de esconde-lo e posteriormente revela-lo em um mundo onde ele poderia viver sem ser assombrado por seus erros. Cheguei a criar análises sobre toda a franquia "Mega Man X" e até a clássica, onde o Mega Man original aparece... dentre outros jogos.



Sua jogabilidade é estranha e apesar dos movimentos serem os mesmos do jogo original, não são controlados da mesma forma, por exemplo, pra carregar um tiro de buster é preciso fazer um movimento especial (meia lua e ataque) e segurar o botão do ataque por um tempo. No jogo original era só segurar o botão mesmo e pronto.



Mas, Mega Man não foi desenvolvido pra jogos de luta (e tem jogos e luta dele, que são uma porcaria, eu já analisei por isso posso afirmar isso, só dar uma olhada em MegaMan - Lutinha) então não há porque exigir de mais. Alias, ele é um dos personagens mais importantes dessa história, visto que o inimigo é seu arque-inimigo fundido a um do universo Marvel.

Bem, apesar de ser o centro das atenções, Mega Man X nunca é 100% seguro de si mesmo. Ele sempre duvida de suas capacidades e méritos. Isso parece ser uma sequela de seu eu anterior, aquele que precisou ser destruído para que ele surgisse (O Mega Man original, RockMan).

Mike Haggar




Esse cara saiu do jogo Final Fight, predecessor do Street Fighter, que ao invés de ser luta, era um jogo de beat'em up, onde os carinhas saiam espancando todo mundo pelas ruas (alias, o primeiro personagem transgenero saiu desse game... a Poison, que é muito gata... mas não é originalmente uma mulher).




Haggar é um brutamontes que, nas horas vagas de seu gabinete, desce a porrada na bandidagem (na real mexeram com a filha dele, daí ele vai salva-la, descendo a porrada na bandidagem).




Se acha isso estranho, fica tudo mais estranho ainda quando é revelado que ele trabalha vestido como sempre se vestiu: Sem camisa e prontinho pra espancar os políticos corruptos bandidos tudo (mano, precisamos votar num presidente assim).


Isso é uma "piada" do MvC com o fato de Haggar ser o prefeito de Metro City, mas no jogo dele mesmo ele trabalha vestido a caráter.




Ele é um dos membros que se junta ao grupo por acaso, sendo resgatado de uma fábrica de zumbis alienígenas, onde ele seria um dos tais zumbis...



Morrigan




Morrigan Aensland, filha adotiva de Belial, é herdeira do trono de Makai, a terra dos seres sobrenaturais. Ela é responsável por manter esse reino em ordem, e é uma dos protagonistas de Darkstalkers.



Por ser uma Succubus, ela é extremamente sexy e atraente, e seu principal ataque é o poder da sedução. 


Sendo ela a rainha de Makai, sua responsabilidade é proteger o reino e é assim que ela é encontrada em MvCI. 



Ela estava guardando seu reino, fundido com outro mundo, e surge na história, unindo-se aos heróis em um objetivo em comum: Desfazer o caos que os caras maus criaram.

Curiosamente, ela bate de frente com outro líder e defensor do reino Makai, com o qual ela tenta até argumentar, mas ele estava envolvido até o pescoço com a "convergência" (é como chamam a união de todos os universos em um).




Depois falarei dele... alias, Morrigan pode se multiplicar (eta alegria!)...


Nathan Spencer




Spencer é um humano, um militar, que teve baixa pela perda de seu braço esquerdo mas, voltou à ação com um protótipo de Prótese Biônica. Ele ganhou um braço todo fortão e rústico, e com ele se converteu em um soldado poderoso e assustador, vindo direto do jogo Bionic Commando.



Ele não fala muito, nem aparece tanto. 



Me lembro pouco dele na ação e, o máximo que consigo recordar é da parte em que o Homem de Ferro diz que pode melhorar a coisa tosca que ele chama de braço biônico, e ele se recusa, afinal essa é a arma mais forte do exército da sua realidade.




Eu não conheço a franquia Bionic Commando. Em pesquisas vi que é um jogo antigo da nes, que virou franquia e o último lançamento saiu pra Xbox 360, PS3 e PC (opa, acho que vou jogar!) o que significa que deixou a bigN de lado... quanta ingratidão!

Nemesis




Esse é um super-zumbi, que na real é uma variação do T-Vírus de Resident Evil, e ele aparece em Resident Evil 3, antagonizando o jogo, sem qualquer vínculo com Chris (mas ele tinha por objetivo eliminar os S.T.A.R.S. e Chris era um).




Aqui ele interage com Chris como se fossem da mesma história (sendo que são apenas da mesma franquia).




Ele não fala (muito), é muito forte, se move lentamente e é casca dura. 



Eu perdi várias vezes até descobrir que ficar na faquinha funciona nele também (em RE as faquinhas são mortais pros chefões mais brutos).



Ele aparece na fabrica de zumbis.



Ryu




Este é um dos protagonistas (praticamente o principal) de Street Fighter, presente desde o primeiro com seu clássico Hadouken, seu poderoso Shoryuken e o inigualável Hatectectugem (cada jogador esculta de uma forma diferente).



Ele contracena com Hulk, e sua principal função no jogo é mostrar que ele também tem um lado maligno que tenta domina-lo diante da fúria.



Ele e Hulk dividem os segredos do controle da raiva, e apesar de no meu gameplay jamais ter conseguido virar o "Evil Ryu", ele sempre vira no final da luta, durante a CGI.



O poder de Ryu é enorme, e no fim, acaba atraindo a atenção de um vilão da Marvel...


Os movimentos dele são sempre os mesmos, o Hadouken (meia lua e soco) é o principal, e de novidade tem a possibilidade de segurar e lançar um Hadouken enorme e constante, sem consumir a barra especial.



Strider Hiryu




Strider é um ninja futurista que desempenha a função de espionagem e assassinato. Ele é um herói aparentemente imortal (ele menciona que luta a milênios, voltando dos mortos pra derrotar seu arqui-inimigo.



Ele é forte, rápido... é um ninja, vindo direto do jogo Strider, que é baseado em um mangá da Capcom (a Capcom também se aventura na mídia nipônica, e tem até animes).



Ele não é de falar muito, e com sua espada laser é um dos personagens mais dinâmicos de se jogar.



Ele saiu do jogo/franquia de mesmo nome (Strider Hiryu)

Zero




Zero é praticamente irmão de X, de tão amigos que eles são. Ele é o co-protagonista de Mega Man X, e seu passado e origem também é um grande mistério... porém... tudo leva a crer que ele é um protótipo antigo de um cientista, o mesmo que criou X, porém adaptado para observar e guiar o robô azul para sua nova vida.



Isso é uma teoria minha, mas também há a versão que diz que Zero era um vilão, infectado por um vírus antigo, e criado por um cientista rival do criador de X, que acabou enfrentando um grande general caçador de robôs maus, e inverteu os papeis. 




Essa versão de sua história foi terrivelmente mal interpretada na minha opinião, pois não perceberam que o grande robô general caçador era na verdade, o próprio vírus, desde o início, e tinha por natureza o dom da corrupção e manipulação. Dicas são dadas ao longo da franquia MMX de que na verdade, o vírus sempre esteve no grande general, e o robô vermelho chamado Zero jamais teria sido infectado, no passado.




Porém, ele acaba se deixando infectar pelas dúvidas geradas sobre sua própria existência, algo criado e orquestrado de forma impecável pelo grande vírus manipulador. Por causa disso, Zero tem crise de identidade e sempre questiona sobre si mesmo, cedendo constantemente ao lado mal, porém sempre voltando ao lado de seu amigo. Aqui ele aparece infectado, mas é libertado por X (detalhe que o vírus que o manipula é o de Sigma, não o de Ultron Sigma).

MARVEL

Capitão América




O líder original dos Vingadores, que no cinema ta arrasando (Guerra Civil foi show!) ele é um soldado biologicamente aprimorado durante a segunda guerra mundial, que vestiu um uniforme patriota ao extremo (faltou ter asas de águia) com as cores da bandeira norte americana, e um escudo de vibranium (mais forte que adamantium!) e saiu matando os nazistas tudo.



Porém ele sofreu um acidente onde foi congelado e despertou décadas depois, se tornando o primeiro vingador. Se você assistiu os filmes já sabe disso tudo... mas eu lembro quando o Capitão America tava mortinho, e congelado, por causa de uma doença, e o Wolverine era brother dele (episódio 24 de X-Men Evolution)... pif... hoje ele até faz parte da Hydra numa realidade alternativa (Hydra é o grupo que antagoniza as histórias do Capitão). 



No mundo cinematográfico ocorreram várias mudanças no capitão, mas sua essência é a mesma... um cara que usa seu escudo como arma e veste a bandeira americana, tem super força, super regeneração, super resistência, enfim... ele só não sabe voar, soprar gelo e laser pelos olhos, de resto é todo super.



Aqui, ele lidera a galera, e até rola um trecho de "Guerra Civil" por conta do bate boca dele com o Homem de Ferro, mas no fim todo mundo acaba junto.



Eles brigam porque o capitão quer libertar Thanos pra achar as outras Joias e o Homem de Ferro é contra...

Capitã Marvel




Mas na falta disso no humano super desenvolvido, tem uma humana super desenvolvida que ai sim, além de vestir as cores americanas, solda raios até pelas mãos, voa, corre rápido, é super forte, super resistente... quase uma "super moça", mas é da Marvel (e sim, isso é uma indireta comparando Super Man/Girl com a Capitã Marvel! Na verdade os heróis da Marvel e DC sempre tem algo em comum e tipo, parece até estúpido a busca por originalidade... sinceramente, torço pelo dia em que a Marvel e a DC irão se unir e fazer um fod3ndo filme crossover das duas editoras... mano imagina!)



Ela ainda não tem um filme, mas já ta planejada e tem até atriz pra representa-la nas telonas, além disso ela foi confirmada como uma das peças chave do terceiro arco do universo cinematográfico Marvel.



Ela era uma humana comum (na real era aviadora) e sofreu um acidente com tecnologia alienígena, que despertou os muitos poderes dela, e posteriormente ela chegou a entrar pros vingadores e tal.



Como especial as vezes ela fica meio "possuída"... acho que isso é algum modo de batalha tunado que a personagem possui nas HQs... eu não sei muito sobre ela.

Doutor Estranho




Esse eu vi o filme! O lado mágico da Marvel representado "maravilindamente". Ele é um médico cirurgião renomado que ao sofrer um acidente e perder os movimentos das mãos, passou a buscar pela cura em tudo quanto é canto e a encontrou, ao aprender sobre magia com os sábios do himalaia e tal. Daí ele, de tão genial, vira o mestre da parada toda em alguns dias e se transforma no guardião do planeta terra e sua magia. 



Ele é tão fod4, que até jogar com ele da uma sensação de poder extremo e divindade. 


Ele usa de tudo, afinal ele domina a magia, e ele que faz os portais que conectam os diferentes pontos do jogo. 



Tipo, são vários mundos ligados um ao outro, tudo chocado mas, eles ainda são mundos diferentes, então pra se locomover entre eles a melhor forma é pelos portais mágicos do Dr Estranho.

 
Dormammu




O vilão de Dr. Estranho é o Dormammu que tem cabeça de fogo e faz os mesmos paranauês do bruxão, só que ele é mau. 



Ele fica do lado do gárgula vermelho e quando aparece, aparece pra tomar um couro dos heróis.




No filme ele que era a criatura sombria da Dimensão Sombria que queria transformar a terra em nada, mas o Doutor Estranho usou a Joia do Tempo pra prender ambos em um loop até ele enjoar do mesmo evento se repetindo, e de matar o Dr. Estranho repetidamente, entrando num acordo com ele.



Ele é um vilão aqui também, e serve de lacaio pro grande vilão do jogo (mas ele é jogável no modo versus).

Gamora



Membro dos Guardiões da Galaxia, Gamora é filha adotiva de um vilãozão chamado Thanos e, é verde.




Ela é de uma raça alienígena e aparece no filme dos Guardiões da Galaxia, Volume 1 e 2, mas ela é diferente da versão cinematográfica... 



Ela usa uma armadura branca, tem um detalhe laranja na face e parece ser perita em armamentos de combate como armas e sabres de laser.



É tão diferente que eu nem reconheceria, e no filme parece que ela é mais fisicamente habilidosa, enquanto a versão do game (inspirada nas hqs) é mais tecnológica.



Ela se encontra com seu pai e tenta convence-lo a se aliar aos heróis mas, tirando isso, ela não contribui muito pra história não.




Ela faz parte do grupo "espacial", mas sei la, ela fica meio ofuscada, igual o Nova.

Gavião Arqueiro




Outro personagem conhecido pelos filmes, mas com o visual das hqs, esse é o Gavião Arqueiro, um cara normal, porém perito em disparo com arcos.




Ele no filme veste preto, aqui veste pink.



Sem preconceito, apesar dele ser apenas um cara com boa mira, ele tem seu espaço no MvC e pior, ele é um dos melhores personagens pra se jogar (ataque a distância, e bons ataques corpo-a-corpo bem rápidos).



Entretanto na história ele é pouco aproveitado, sendo apenas um figurante praticamente (na verdade, ele aparece menos que os figurantes...).

Homem-Aranha




Uma das recém recuperações da Marvel cinematograficamente foi o carinha das teias. Os direitos de reprodução na telona dele estavam com a Sony, que até fez bons filmes, 3 do Aranha Mutante e 2 do Aranha Cientista. Agora, que voltou pra Marvel, eles fizeram o primeiro filme do Aranha de Ferro.



Ah é, eu sempre quis falar disso, mas nunca achei um bom espaço, mas você já percebeu que tecnicamente, os filmes que existem (pelo menos os mais famosos) poderiam muito bem se fundir em um mesmo universo?! Conforme sugerido, cada filme (primeira trilogia com Tobey Maguire, os dois filmes seguintes com o Andrew Garfield e o novo com Tom Holland, todos no papel do aranha) apresenta não apenas um Homem-Aranha único, como um Peter Parker único, com todo um universo e desenvolvimento bem individual e inédito.



Até mesmo a origem dos poderes varia de filme pra filme, e coincidentemente, isso já ocorreu tanto nas HQs que existe até sagas que unem os vários Homens-Aranhas, dos diferentes universos, em uma mesma história. Ou seja... já pensou num spider-man com esses 3 atores contracenando juntos, cada um com seu respectivo aranha!? Não seria impossível, pois como disse, já há histórias assim (conheci o multiverso pela Série Animada do Homem Aranha, de 1994, especificamente no episódio 64, ou 12 da 5° temporada, chamado "I Really Really Hate Clones"), e pior, as 3 versões se encaixariam feito luvas: 



Tobey Maguire interpretaria o Aranha Mutante, uma versão exageradamente evoluída do aranha, onde seus poderes são todos de origem biológica e da mutação (inclusive as teias). O que mudaria seria o fato dele ganhar mais 4 braços mas, até ai, ta de boa, afinal, na trilogia dele, ele dispara as teias do próprio pulso.



Andrew Garfield seria o Homem-Aranha com tendências científicas, que produz seus próprios apetrechos usando seu próprio intelecto avançando. Nessa duologia o aranha não tem o poder de soltar teias pelos pulsos, e ele usa um cartucho/lançador confeccionado por ele mesmo em laboratório. Além disso, os dois filmes abordam ciência como essência, o que faria deste o spider-man mais equilibrado (podendo até ser o do Aranha Escarlate... pelo fato do par romântico de Peter ser a Gween Stacy... vai saber...).



Por fim, Tom Holland e seu Peter apadrinhado pelo cientista todo poderoso e tecnológico chamado Tony Stark, configura a perfeita união para o surgimento do Aranha de Ferro, a versão tunada pelo Homem de Ferro para o Homem-Aranha. Alias, quem viu o filme (Homecoming) sabe que foi por pouco que o Aranha de Ferro não surgiu... 



Bem, seja apenas um delírio fanático, ou uma recaída profética, seria surreal ver os 3 atores juntos em um mesmo filme... Agora, sobre o jogo...



O Homem-Aranha é um fotografo em seus tempos livres, e aqui ele contracena principalmente com Chris Redfield (Resident Evil) e Frank West (Dead Rising). Frank West e Peter Parker são fotógrafos e Frank e Chris lidam com Zumbis, logo, os três tem tudo em comum. No fim de tudo, ele acaba peitando Thor e o liberta do vírus...



Homem de Ferro




Esse foi o personagem que deu o estopim pro sucesso do UCM. Ele é um filantropo, ex-fabricante de armas, que se converteu em um super-herói ao criar para si, uma Armadura Poderosíssima, que é a prova de bala, dispara lasers, tem uma I.A. para navegação, mira automática, pode voar, atribui super força ao usuário, tem escudos de energia, auto-reparação, energia auto-sustentável, resistência ao calor, frio e água, etc.



Tony Stark é rico, famoso, influente e inteligente, então ele é o personagem mais apelão que já existiu na Marvel. 



Ele foi super-valorizado e se tornou o principal, aparecendo várias vezes não só em seus filmes, mas no dos outros super-heróis também.



Tecnicamente foi ele que iniciou os crossovers dos heróis Marvel, o que é sem sombra de dúvida a coisa mais legal dos filmes de heróis. Antes, era incomum ver dois heróis no mesmo filme, mas hoje em dia até a concorrência ta investindo em crossovers.



Detalhe, eu me lembro de quando vi o primeiro filme dele e me surpreendi no final, em que Tony revela ser o Homem de Ferro, publicamente e diante a imprensa, onde ele fala com tamanha naturalidade e espontaneidade, que me deixou boquiaberto. Na época, heróis preservavam a identidade secreta ao máximo, mas depois disso uma nova era tinha se iniciado nos cinemas... a era dos heróis sem máscara!



No jogo, ele tem seu designe mais voltado pras HQs, inclusive usa um especial de invocar um Canhão de Protons gigante que é importante no fim da história, mas nem existe nos filmes.


Hulk





A personificação marvica do "Médico e o Monstro", é essa criatura verde grandona, super poderosa, e invulnerável a praticamente tudo. Hulk é a forma transformada de um cientista inteligentíssimo chamado Bruce Banner. Inicialmente, quando transformado, ele perdia todo o controle e respondia apenas a própria raiva (o que é o gatilho pra transformação), mas conforme os filmes foram saindo, a história de Hulk se desenvolveu até ele se tornar racional.



No último filme do Thor (Ragnarok) Hulk ta até falando!




Bem, no jogo, Hulk é grandão e tem ataques apelativos, como jogar pedras pra todo lado, puxar o chão, sentar o murro na fuça de geral, enfim, ele é brutal. Mas, ele não chega a fazer nem metade do que é capaz nas HQ/Filmes, o que gera um aproveitamento ruim pro personagem. O fator Cura avançadíssimo dele (ele tem o fator mais poderoso dentre todos os seres do universo Marvel) o faria no mínimo regenerar seu HP durante a luta, sua defesa poderosa deveria fazê-lo levar quase nada de dano, e sua força descomunal deveria pulverizar geral... mas é claro que isso não seria justo então, ele só é um cara grande, forte e verde.



Ele aparece lado a lado com Ryu, treinando o domínio sobre a raiva. 


Como Ryu vira o Evil Ryu ao ficar putaço, Hulk e ele formam uma boa dupla.

Motoqueiro Fantasma




Nicolas Cage... o filme de herói que ele protagonizou, foi uma das apostas mais ou menos falhas da Marvel. Ele é um herói (ou anti-herói) sinistro, tanto em aparência quanto em habilidades, além de ser quase como uma criatura de filmes de terror. 



O filme dele não é ruim, mas também não é uma obra prima. 



O motoqueiro seria um cara radical pacas, que além de ser um esqueleto flamejante que anda de moto, ele tem uma corrente que desintegra as pessoas, e um olhar que penetra a alma, literalmente, torturando as vítimas por toda a eternidade.



No jogo ele ta sozinho em Makai, peitando a Succubus da Capcom, mas ele consegue ser tão irado, mas tão irado, que eu to ansioso pra Marvel fazer um reboot nos cinemas!



Ele seria um contraste perfeito com os filmes animadinhos de hoje em dia, e traria um ar mais macabro pro mundo Marvel...




Ele é bem daora... 




Alias, vê-lo na mesma cena com Dante é overdose de daorice.

Nova




Não sei muito sobre esse personagem, sei apenas que ele voa e solta lasers, sendo ele o último remanescente da tropa Nova, um grupo de soldados inter-espaciais conectados por uma rede neural coletiva, a qual oferece conhecimento expandido sobre todo o universo.



Os Novas apareceram no filme dos Guardiões da Galaxia (lembra daquele exército de navinhas que forma um escudo pra evitar que a nave grandona caísse na cidade espacial? São eles) e provavelmente foi onde o Nova ascendeu ao posto de herói.




O filme dele não foi anunciado ainda mas se ta no jogo, é porque a Marvel tem interesse nele nos cinemas, razão pela qual ele foi escolhido pro jogo, mas ele não tem muito destaque.


Ele participa do grupo de ataque espacial mas, ele não é de falar muito...



Rocket Raccon




Esse é um guaxinim mutante, que fala e é perito em armas. 




Ele é loucão, e faz parte dos Guardiões da Galaxia... 



Junto com seu melhor amigo e parceirão Groot (que aqui aparece, mas é apenas como parte de um dos ataques do Rocket).



Ele fala bastante, tem momentos legais, como o em que ele fica fazendo perguntas sobre o buster do X, todo curioso e empolgado com o armamento desconhecido.



E tem um momento que ele usa a Ebony e Ivory, todo respeitoso, chamando as "meninas" de Dante pelo nome e tal.



Thanos




Esse é um vilão do universo Marvel que surgiu antagonizando os Guardiões da Galaxia, mas acaba afetando todos os heróis que existem por seu interesse no poder cósmico das Joias do Infinito. Além disso ele é um conquistador espacial temido, e é todo fortão.



Atualmente ele só fez aparições cânones, dele coletando as Joias do Infinito, e já tem até previsão pro filme "Vingadores - Guerra Infinita" onde ele vai antagonizar geral.



Os motivos reais por Thanos desejar as joias vão além de poder infinito, ele deseja agradar sua paixão mortal, o que também serve de enredo neste jogo.



E aqui, ele é tanto o vilão quanto um dos "heróis" da história, sendo uma das chaves para a resolução do problema final.



Tudo que ele faz é por interesse próprio, e no fim ele chega a rejeitar as joias, por ter mudado seus objetivos, e ter encontrado algo melhor e mais útil pra isso.

Ele é jogável, e é muito poderoso. Ele tem resistência a danos, anda enquanto toma golpe, solta ataques especiais como se fossem normais e é praticamente um chefão de tão incrível.



Inicialmente, ele é só um prisioneiro resgatado pelos heróis, mas depois ele se converte num consultor (dizendo onde as joias estão) e até mecânico (forjando uma arma pros heróis e uma coisinha pra si mesmo).



No fim, tudo é explicado, tanto o fato dele ter sido preso por Ultron Sigma, quanto o fato dele colaborar com os heróis. Ele inclusive é um dos últimos chefes, mas durante a luta (contra Ryu), ele encontra um poder melhor que as Joias do Infinito.



E ainda deixa Ryu "limpo"...



Thor




Ele é o príncipe asgardiano, também conhecido como deus do Trovão na mitologia nórdica. Ele usa um Martelo chamado Mjonir, que só pode ser levantado e empunhado por pessoas de vontade pura, o qual é praticamente indestrutível, tem poder esmagador e é pesadão. Thor sabe voar, controla trovões e é um lutador nato.



Apesar de ter, aos olhos humanos, uma origem divina, Thor não se distancia muito da humanidade, sendo apenas um membro de uma raça muito poderosa que protege os sete reinos (planetas diferentes, dentre eles a Terra).



Thor tem um irmão chamado Loki que só a nível de curiosidade, é um dos vilões recorrentes da franquia Marvel, e alias, os deuses de Asgard são uma das pontas que liga a história crossover do cinema, conectando os heróis da Terra com os do espaço, e também mostrando as Joias do Infinito.




Só nos filmes do Thor, três das joias foram o foco (isso pois nem vi o terceiro ainda). 

Alias, Thor é o único que acaba sendo infectado com o vírus de Ultron-Sigma e fica sob controle dele (Zero chega a ser contaminado, mas é só pelo vírus de Sigma, temporariamente, por sua natureza).


Ultron



Por fim, temos Ultron, um robô com Inteligência Artificial com personalidade e livre arbítrio, que se converteu em vilão, mas que foi criado por um herói (Homem de Ferro). 



Ele viu na humanidade pura inferioridade, e ciente da capacidade de adaptação dos seres vivos e evolução, decidiu eliminar todos para que apenas os mais poderosos existissem.



Ele foi o antagonista do segundo filme composto por vários super-heróis da Marvel (Os Vingadores - Era de Ultron) e teve como base de sua criação uma das joias do infinito. Ele também criou um exercito de cópias (ele tem mente coletiva) e quase foi imbatível.



No Filme ele é destruído, mas no game ele se uniu com Sigma, um vírus, e se transformou no grande vilão da vez. Ele, com o poder de Sigma e duas joias do infinito, passou a aterrorizar todos os universos.



Coadjuvantes e Mapas

Esses são os personagens com que se pode jogar, mas tem mais personagens, alguns aparecendo como inimigos, outros parte do cenário, ou simplesmente coadjuvantes (que serão liberados futuramente como personagens jogáveis... alguns deles). Nem todos são explicados ou tem uma participação direta, como é o caso do "Simbionte" um parasita que é mais conhecido pelo Venon, um vilão do universo do Homem-Aranha, que não aparece em Infinite (mas será um dos personagens jogáveis futuros), mas o simbionte faz parte história, ou seja, ta presente... bem, segue a lista dos personagens coadjuvantes... também vou aproveitar pra falar um pouco dos mapas do jogo.

Dr. Ligth
(Mega Man Series - Capcom)




Esse é o criador de X, um cientista que já morreu, porém criou uma pseudo-consciência artificial, pela qual aconselha X e Zero ao longo de suas aventuras.

Dr Light não transferiu sua mente pra computadores, ele apenas transferiu suas memórias e sabedoria pra uma versão digital sua, a qual se projeta pra dar suporte aos seus robôs... e quando digo "seus" me refiro ao X e ao Zero.


Se Zero fosse nascido após Ligth morrer, como  dr projetou o upgrade que ele recebe em X4? Se Light fosse uma I.A. até poderia, mas não é esse o caso. Curiosamente é nesse mesmo jogo em que Zero tem seu passado revelado por Sigma. Então... em quem acreditar? No vilão que manipulou centenas de robôs ou no dr que morreu e deixou hologramas de testamento?
Muita gente condena essa minha interpretação porém, creio que Zero foi criado por Light pra proteger e monitorar X. A história é longa, eu abordo nas análises da franquia MegaMan (que eu sou fan) mas, em resumo, Zero seria Protoman fundido à Rush (mas esse é um pensamento polêmico). Indiferente do que penso, Light ta nesse jogo, guiando e orientando de forma racional, os heróis em crossover...


Usei como base da minha teoria coisas da mesma fonte da teoria oficial, MMX4.
Eu nem quero comentar o tamanho do erro que é colocar Light como um "zordon a la Power Rangers", pois a Mente do Holograma não saberia responder às adversidades provocadas pela união dos universos, quanto mais guiar personagens que ele nem conhecia em uma empreitada totalmente incomum e imprevisível... mas... ele ta aqui, na Torre dos Vingadores, em Nova Metro City (cidade resultante da união de Nova York - Vingadores, Marvel - e Metro City - Final Fighters, Capcom).




Mas, fazer o que... "fan service".

Metro City



Existem vários cenários dentro desse conceito, da fusão das duas cidades (New York e Metro City).




Em resumo, trata-se do local da torre dos Vingadores presente na cidade das lutas de rua de Street Fighter e Final Fighter.

M.O.D.O.K.
(Mental Organism Designed Only for Killing - Organismo Mental Desenvolvido Apenas pra Matar) 



Líder da A.I.M. (Advanced Idea Mechanics - Ideias Mecânicas Avançadas - I.M.A. - Universo Marvel)



Aqui ele é o líder da A.I.M.Brella, fusão da Corpoção Umbrella (Resident Evil - Capcom) com a A.I.M., que surgiu no choque de universos. Ele ta produzindo um exército de Zumbis Simbiontes, que seriam humanos infectados pelo T-Vírus e aquela gosma alienígena simbionte que da forma ao Venon.



Alias, essa gosma infecta o Homem Aranha, e ele fica com a roupa negra característica do terceiro (e odiado) filme do aranha.



Além de zumbis, Modok também da vida a uma criatura mutante gigante formada pelo parasita alienígena e cara, isso incorpora uma das histórias paralelas que englobam o game: Chris, Aranha e West se infiltram na base da AIMbrela (que eu achei que tinha haver com Resident Evil Dead Aim, até notar os universos fundidos) em busca da Joia da Mente, e ai encontram Haggar (ele se liberta de uma das cápsulas de zumbis, e ele era o especialzão, pois era o único grandão e musculoso) com quem se juntam pra enfrentar Nêmesis e Modok (ele fica no cenário ajudando Nêmesis).



Depois de vencerem, a criatura simbionte gigante aparece e começa a devastar a cidade, enquanto os heróis tentam derrota-la e impedi-la de chegar na Torre dos Vingadores em Nova Metro City.

Mas, tudo isso é só contexto, pois de luta mesmo só acontece a contra Nêmesis, alguns zumbis tunados, e o aranha infectado, com o resto surgindo la no cenário. Quanto ao vilão, Modok, ele não apareceu nos filmes Marvel, ainda... mas já é a segunda vez que ele surge em um MvC, algo que retomarei no futuro...

A.I.M. Brella



Nos filmes da Marvel não foi apresentado a "A.I.M." ainda, pelo menos não me recordo dela sendo chamada assim, e a divisão de pesquisas da Hydra é o que mais se assemelha a essa organização. Eles fazem pesquisas em segredo e desenvolvem armas e até seres biologicamente modificados. 



A Umbrella age da mesma forma em Resident Evil, sendo a principal responsável pelas armas biológicas diversificadas que prejudicam todo mundo, em toda parte, dando vida aos zumbis e mutantes dos jogos.

Pantera Negra e a Moça Caçadora de Monstros
(Pantera Negra - Marvel / Monster Hunter 4 - Capcom)



Hulk e Ryu vão atrás da Joia do Tempo (todas as buscas ocorrem paralelamente) e vão direto pra Vakanda (Wakanda - Pantera Negra, Marvel - e Val Habar - Monster Hunter 4, Capcom - viram Vakanda) onde encontram o Pantera e a "Caçadora de Monstros.



Pantera Negra é um personagem da Marvel que também terá seu filme, e já estreou no "Capitão America - Guerra Civil".



Ele é um principe de uma terra isolada chamada Wakanda, e ele tem um uniforme negro de Pantera que lhe atribui garras fortíssimas, velocidade alta e força física.




A Caçadora de Monstros é uma personagem customizada por algum jogador (nesse caso a Capcom rs) de Monster Hunter 4 (é de 3DS). 



Na verdade, o protagonista da série é o jogador que cria, montando a aparência, dando nome e escolhendo o sexo, logo, a representante em MvC do game é na verdade, um personagem customizado originalmente pro MvC.



Da pra saber de onde ela saiu pelos equipamentos (eu não jogo MH porém, tenho certeza que aquela espadona que ela carrega tem alguma importância) e pelo monstro ancião que é acordado pelo vírus de Ultron-Sigma, e começa a atacar a cidade de Vakanda (também num faço ideia de quem é o monstro mas tenho certeza, certeza, que é uma criatura fod0na do MH4).

Hulk, Ryu, Pantera, Caçadora, Capitão América e Chun-Li (esses últimos chegam de navinha) lutam contra a criatura gigante, mas na verdade o que é mostrado é ela no fundo tentando quebrar os muros da cidade e os heróis peitando Ultrons até o monstrengo desistir (e ser atacado pelos heróis através de CGI).



Depois da luta, o Pantera entrega a Joia do Tempo para o Capitão América, que ele usava ela pra manter a cidade escondida... mas os caras acharam e atacaram de qualquer forma então, não tinha mais valor pra ele. Alias esse esquema de "manter sua terra escondida" se aplica a Wakanda, seu reino, o qual é inacessível e isolado, por mera preservação.



Vakanda




Só pra ilustrar, essa cidade é uma união de Val Habar, o mapa inicial de Monster Hunter 4, e a cidade escondida de Wakanda, que já apareceu no pós crédito de Guerra Civil, e também foi de onde o Vibranium do escudo do Capitão América saiu. 



Tem teorias que dizem que talvez a última Joia do Infinito esteja em Wakanda, e daria pra reforçar essa hipótese com a Joia do Tempo tendo esse mesmo destino nessa propaganda da Marvel Studios, porém... acho que ela ta no espaço... saberemos no futuro.

Sigma
(Mega Man X - Capcom)



O vírus que infecta os robôs de Abel City (Mega Man X - Capcom), e aqui é um dos vilões que, fundido à Ultron (Os Vingadores - Marvel), deu vida ao "Ultron Sigma" e depois ao "Ultron Ômega" (em sua forma final).



Ele infectou todos os habitantes de XGard (fusão de Abel City - Mega Man X - com Asgard - Thor), 
através de um vírus biológico (resultante da união do corpo de Ultron com o Vírus Sigma, e as Joias do Infinito da Ralidade e Espaço - Saga Infinita, Marvel) que controla o corpo e mente dos infectados.



Esse vírus chega a infectar todos os personagens, mas não da tempo de virar uma batalha campal da vida (seria muito irado, lutar contra todo mundo infectado, e de quebra liberar uma skin deles com o vírus!), pois a situação é resolvida a tempo.



Só um dos personagens (Thor) chega a se tornar inimigo por causa dessa infecção, mas no fim tudo volta quase ao normal...



Sigma é o antagonista da série Mega Man X, um vírus que toma o controle de outros corpos desde os primórdios da série X. Ele mesmo não da a mínima pro corpo que usa, porém costuma assumir formas semelhantes. 



Muitos se enganam acreditando que Sigma tomou o corpo desse cara careca, o qual ele assumiu a identidade, algo revelado na mentira que ele conta em Mega Man X4, porém, desde o início, a forma real de Sigma é esse cara, logo, tudo serve para desmenti-lo.


XGard




XGard, é um mapa resultante da fusão do mundo de MegaMan X com o de Thor, porém parece ter havido um errinho na montagem.




Como visto na imagem, a cidade de MvC é metade Asgard e metade uma cidade com holofotes. Essa cidade aparece em MegaMan X3, mas não é Abel City (cidade do X que aparece em X1) e sim "Doppler Town", uma cidade feita pelo vilão da vez, isso considerando as interpretações oficiais (no jogo, apenas é dito que é uma cidade atacada por Doppler, no mesmo conceito em que é apresentada a Doppler Town, por isso eu acredito que a primeira cidade de MMX3 seja Abel City mesmo, afinal, porque o vilão atacaria sua própria cidade? E porque a base dos Mavericks Hunters ficaria na cidade dele??).

Grande Mestre 
(Strider - Capcom)



Esse é um tipo de mago das trevas, que aparece em Knowmoon (Lua Nenhum, fusão de Knowhere / Lugar Nenhum - Guardiões da Galaxia, Marvel - com a Third Moon / Terceira Lua - Striders, Capcom) que ta com a Joia do Poder, desenvolvendo uma arma espacial contra a Terra.



É uma das tramas paralelas, onde o "Grupo Espacial" (Gamora, Rocket, Mega Man, Nova e Strider) atacam a base lunar, pra recuperar a Joia do Poder, e ele fica la no fundo do cenário atacando enquanto os drones do Ultron lutam contra os heróis.



Depois de obterem sucesso, Grande Mestre é "morto" (ele diz que não tem como ser morto, mas ele some) e ai a base lança um Meteoro contra o planeta Terra, que vai em direção justamente da Torre dos Vingadores.



Esse Meteoro era lotado do vírus do Ultron Sigma, que infectaria (e na verdade infecta) todos os heróis, como uma enorme bomba de gás.



Curioso é ver como os personagens lidam com as múltiplas ameaças... eles literalmente conduzem o meteoro pra criatura simbionte e geram um pequeno cataclismo acima da Torre dos Vingadores, o que resulta a infecção da cidade inteira, mas mata o monstrão.



Depois disso rola correria pra fazer com que Ultron Sigma seja derrotado, pois se eles demorassem, todo mundo iria pro lado de Thor.

Sobre o mago, ele saiu do jogo "Strider" e é um antagonista constante da franquia, sendo o principal oponente de Strider (o ninjinha).  Ele sempre ta la como chefão, inclusive no último jogo (2014, tem pra PC... mais um pra lista rs)...



Pelo que vi, o desfecho de "algo caindo do espaço na terra" é constante nos Striders, onde após o chefão final ser derrotado, o corpo dele gigante ou a arena da luta cai sobre a terra, como um meteoro... daí a referência.


Esse é um jogo que eu não conhecia, alias eu nem sabia de onde o ninjinha tinha saído, só achava estiloso. 


Curiosamente, o jogo dele é de Aventura e Plataformas, e tem uma jogabilidade bem dinâmica, mas, por ter sido misto em seus lançamentos (saiu pra Mega Driver, Genesi, Nintendo, PlayStation e por ai vai) acabei nem conhecendo (quando um jogo não decide sua plataforma fixa, é difícil conhecer mesmo se for franquiado).


Lua Nenhum



Como disse, é uma fusão de um munto de Strider e um de Guardiões da Galaxia. 



A Terceira Lua geralmente é o mapa final dos jogos de Strider, e como o nome sugere, é um local no espaço, que ele alcança usando Asas Deltas Espaciais, ou algum poder específico. É dessa lua que saem os meteoros de fim de jogo. Lugar Nenhum é um lugar habitável, conhecido como a Borda do Universo, que na verdade é a cabeça de um Celestial decapitado e aparece em Guardiões da Galaxia.

Jedah Dohma
(Darkstalkers - Capcom)



Ele é um ser sobrenatural, equivalente a um Shinigami (Deus da Morte japonês), e apesar de ser de origem nobre (ele é herdeiro ao trono da terra de Makai, o reino dos seres sobrenaturais) ele é um dos vilões da série Darkstalkers (jogos de luta entre criaturas mitológicas e sobrenaturais feito pela Capcom).


Jedah vs Felicia... olha a Felicia ali!!!
Entretanto, ele não é exatamente mal (é sim), ele apenas odeia a humanidade e preza muito por Makai. Seu desejo é estabelecer a ordem em seu mundo, e matar os humanos tudo.



Ele tem como poder a capacidade de viajar entre dimensões, e manipula-las a seu bel prazer, além de se alimentar de almas mortais.




Foi por causa dele que os universos acabaram se fundindo. 


Ele queria se apoderar de todas as almas, mas era limitado pelo poder de sua dimensão, então, atrás de uma forma de se tornar mais poderoso, ele descobriu uma dimensão onde a Morte se personifica (Marvel).



Em um encontro com a Morte, ele convenceu ela a fundir todos os universos, oferecendo pra ela almas das quais ela não tinha conhecimento, da outra dimensão, dimensão esta em que "Heróis nunca morrem" como ele mesmo diz.



Aqui ele aparece com a Joia da Alma, e após a tentativa falha de Morrigan, Arthur, Dr. Estranho, Dante e o Motoqueiro Fantasma, em recuperar a mesma joia das mãos de Dormammu e Firebrand, ele leva a Joia da Alma pra outro ponto da Dimensão Makai (Que é a Dark Dimension - Dr Estranho, Marvel - fundida com Makai Kingdom - Darkstalkers, Capcom).



Depois que os heróis falham eles voltam pra Torre dos Vingadores (Jedah usa e abusa de seu poder de transporte em forma de líquido e interdimensional) e Dante decide ir atrás dele sozinho, voltando ao Reino das Sombras.



La, Dante o enfrenta e vence, conquistando a Joia da Alma, e a informação que se torna a chave da vitória: A Joia da Alma só pode ser manipulada por alguém de "Alma Nobre".



Alias, Jedah podia usa-la de boa pois sua alma era nobre, afinal ele lutava pra proteger seu reino, com as mais puras intenções... ainda assim tem muita coisa furada nisso ai e eu vou dizer o que depois... mas, Dante pega a joia e da ela pra Ultron-Sigma.


Sim, no fim Dante da a Joia da Alma pro vilão, que por sua vez explode, pois ele não tinha alma (um robô e um vírus, nenhum dos dois sequer tinha alma), então a pedra banhou o mesmo com energia e por fim, destruiu seu corpo (e ai surge o outro corpo do ômega).



Dimensão Makai




Como falei, essa é a união do reino das criaturas sobrenaturais (Makai) com a Dimensão Sombria de Doutor Estranho, onde Dormammus vive.




Apesar de eu não ter conseguido pegar o mapa exato representado de Makai (são vários estágios diferentes no mesmo mundo) a ilustração acima representa bem esse outro mundo.

Morte
(Marvel)



Morte é uma entidade viva, no universo Marvel, e tem a forma de uma mulher, por quem Thanos (e Deadpool) é perdidamente apaixonado.



Porém, Morte é manipuladora, e encontra em Jedah o parceiro ideal. 




Então ela bola uma forma de unir os universos e ter acesso as almas além de sua dimensão, através de Thanos. Ela entrega a Joia do Espaço pra ele, e da a localização da Joia da Realidade (que tava em outra realidade, a qual ele alcança usando a Joia do Espaço)



Assim ela faz com que ele colete as joias do infinito, sem revelar suas reais intenções, e Thanos, ingenuamente, realiza seus desejos, ou tenta.



No fim, Thanos descobre essa tramoia através da Joia do Tempo (e uma visão dos planos do shinigami e da morte) e ai, ele bota em prática uma vingança, contra a própria Morte, provido de um poder antes desconhecido (da outra dimensão) que poderia, talvez, dar cabo a entidade suprema chamada Morte. Nas HQs, o relacionamento de Thanos e Morte parece ser mais... recíproco.


Na busca pelas joias, junto a Ultron, Thanos acessa a realidade de Mega Man, e tem contato com Sigma. A Joia da Realidade tava por la, mas pra entrar ele precisava da ajuda de outro vilão, Ultron.



Como Ultron é uma forma de vida inorgânica, ele consegue atravessar a barreira entre as dimensões sem problemas, mas, ele conhece Sigma, e cria seus próprios interesses.



Daí rola uma traição básica de Ultron com seu contratante (Thanos) e o choque de universos, sem que Thanos tivesse coletado todas as joias ainda, graças ao nascimento de Ultron Sigma, e o poder da joia do Espaço e da Realidade.



Outros Inimigos

Existem personagens que ficam no cenário (alguns deles já mencionei) e alguns que são figurantes de batalha. Esses "figurantes" tem movimentos próprios durante as lutas e geralmente, acompanham algum chefão.

Ultrons Cópias 
(Drones)


Tem vários desses Ultrons mais fraquinhos que servem de capangas pro chefe do jogo. Eles voam, soltam lasers e geralmente vem em hordas (mas o jogador luta com 2 de cada vez, as vezes até ao mesmo tempo). 


Eles saíram da história original de Ultron, onde ele tinha vários e vários corpos com mentes compartilhadas com a dele... ou seja, ele era todos eles.

Asgardiano Infectado


O ataque de Ultron Sigma começa em Asgard e Abel City, que ao se tornar Xgard vira palco de uma guerra civil. 



Metade do exército asgardiano cai para o vírus de Ultron Sigma, e uma vez infectado, eles se tornam o equivalente a Ultrons Cópias, com a mente compartilhada e tal. 


Esse é o poder de Sigma em Ultron.


Zumbi Simbionte


Como mencionado, a Umbrella se fundiu com a AIM e deu origem a uma nova praga biológica, com base no vírus de Ultron Sigma, eles desenvolveram um tipo de zumbi muito mais forte, capaz de usar armas de fogo e lutar como se fosse ninja, graças a outra parte da mutação, provida pelo Simbionte Alienígena.




Eles aparecem aos montes na base da AIMBrella.



E lembram vagamente o Dead Pool... em aparência... parece até reciclagem de designe...



(Quase consigo ouvir um "Bey, bey-bey-bey, bey-bey-beybeybeybey")

Monstro Simbionte


Essa criatura surge na mesma base, e sai devastando tudo em direção à Torre dos Vingadores.


Ela não chega a ser enfrentada em gameplay, mas aparece no cenário destruindo tudo, e é ela quem infecta o Homem-Aranha com o simbionte.


Depois ela é explodida com o auxilio das 3 Joias do Infinito somado ao Meteoro Infectado.   


Dah'ren Mohran


Como eu falei, esse é um monstro poderoso do Monster Hunter 4, tão forte e grande que pra ser enfrentado precisa de barquinho.



Ele é um dragão ancião que vive no deserto, navegando nas areias, e é uma das caças especiais do jogo original. 


Aqui, ele é infectado pelo vírus de Ultron Sigma, fica louco e tenta destruir os muros de Vakanda, o que é impedido por Hulk e os outros. 


Tente ignorar o Hulk, olha la atras.

Na luta, ele aparece ao fundo batendo nos muros e não há enfrentamento direto em gameplay.

Ultron-Sigma



O tão mencionado vilão é esse carinha ai, com o corpo de Ultron e o tronco de Sigma. Ele usa as pedras do infinito em seu próprio corpo (testa e peito) e é muito, mas muito forte.


Ele aparece logo de cara em uma das primeiras lutas e é impossível derrota-lo. É nessa luta que ele infecta Thor.


Depois ele vai aparecendo, uma vez na Torre dos Vingadores, atrás de Thanos (que eles "resgataram" no inicio de tudo)...


E tem duas lutas contra Thanos (mas uma é um flashback). 

Luta de Chefão! Luta de Chefão!!
Alias, na segunda luta é revelado que tecnicamente, Thanos é seu criador, pois foi ele que tentou manipular Ultron pra seus fins, e foi traído quando Ultron se infectou com Sigma... as duas mentes virtuais alias, encontram um no outro uma certa... semelhança... Outra coisa é que Ultron é controlável nessa luta, mas ele tinha acabado de se fundir à Sigma então, ainda não tinha se reconfigurado como "Ultron Sigma".

Mas é Luta de Chefão!!!!
Mas eu ainda acho que Sigma que corrompeu Ultron.


No final, ele é enfrentado pelos heróis e em várias partidas (várias duplas o enfrentam) até ele tomar o golpe estilo "cavalo de tróia" de Dante e apelar pra um corpo maior. 

Ultron-Ômega


A última forma do chefão é essa, com uma enorme cabeça de Sigma como corpo e um Ultron em cima sentando os golpes. 


Isso é algo clássico da franquia MegaManX, e Sigma adora abandonar seus corpos fracos pra apelar em corpos cada vez mais colossais. Mas aqui, nem é algo tão apelativo.


Ele ataca de várias formas e tem partes em que ele sai da tela e manda dois Ultrons pra encherem o saco, enquanto ele restaura a energia vital. 


Ele também usa suas duas Joias do Infinito o tempo todo, mas o jogador também pode usar 2 joias quando bem entender... o que equilibra as lutas.


Essas lutas finais são com duplas obrigatórias com X e Thor primeiro, após o Homem-Aranha limpar a mente de Thor do vírus, para libertar Dante...


E depois é Dante com Capitã Marvel, enquanto X carrega o tiro...


É meio limitador mas faz parte do roteiro, fazer o que... Seria irado poder escolher dentre todos os personagens qual usar pra zerar... parecido com o que o Super Smash Bros Brawl faz... mas... ta né.

Marvel vs Capcom - Infinite
Resumo


Bem, só pra resumir a história toda (estória é frescura literária... pif), o que vemos são os heróis tudo enfrentando os vilões, em uma batalha que ocorre no terceiro mês após a união de todos os mundos. Eles acreditavam que pra derrotar Ultron-Sigma, precisavam das Joias do Infinito restantes (ele tava com 2), e eles se dividem em pequenos grupos pra pegar as tais joias, seguindo as diretrizes de Thanos (que eles raptam de dentro da base de Ultron-Sigma bem no começo da história).



Eles conseguem as joias da Força, Tempo e Mente, e as usam pela primeira vez pra destruir o Meteoro la, que por sua vez explode em cima do monstrão simbionte..
  

Daí o Homem de Ferro, junto com Thanos, cria uma arma que podia canalizar a energia das Joias do Infinito e seria a última cartada contra Ultron-Sigma... nesse momento é quando o Homem de Ferro revela os planos da Morte e Jedah, para Thanos. Alias, ele sabia disso pois ele havia tocado na Joia do Tempo e ela havia mostrado o passado, o que Thanos também vê quando rouba a joia do Homem de Ferro (alias, parte bem legal do jogo essa, pois os únicos que tavam la pra peitar Thanos eram Tony Stark e Frank West, quem fica inclusive em desespero quando vê que terá de enfrentar o titã espacial mais poderoso e temido de todos... é legal... mas eles conseguem).



Thanos deixa a Joia do Infinito de mão beijada pros heróis, depois de criar para si uma Manopla (repetindo: MANOPLA) que ele usa pra tirar todo o poder demoníaco que tinha em Ryu, sendo bem prestativo, afinal Ryu lutava contra esse mal por todo uma franquia de Street Fighters, e Thanos o purificou facinho, sem pedir nada em troca, indo embora antes da luta final.



Depois disso, os heróis vão até Xgard e usam as joias contra Ultron-Sigma mas de nada servem, pois a combinação dele é melhor, aí, Dante consegue a Joia da Alma e faz seu golpe espertinho contra o vilão, que explode.




No segundo corpo de Ultron-Sigma, X usa o Canhão do Homem de Ferro (que ele tunou com a ajuda do Thanos pra usar as Joias)... 




Apoiado pela magia do Dr. Estranho e Morrigan, e as 4 Joias obtidas...


E até a Falcon (armadura especial de X)...


 E da um disparo que derrota o chefão... mas racha a Joia da Realidade no impacto.



Essa Joia era a única que podia desfazer a união dos múltiplos universos, e com ela rachada, não seria possível trazer os mortos de volta, reverter a mixagem universal e fazer com que os mundos normalizassem. Geral teria de aprender a conviver nessa bagunça, e é ai que o universo Marvel vs Capcom surge. Eles pegam as Joias e dividem entre si...




e Fim.


Explicação longa, válida e quase plausível essa né? Dentre as explicações de crossovers que já vi, essa é pelo menos a mais trabalhada! Ainda prefiro a de Smash Bros e a Brincadeira Eterna, mas até que a Marvel com a Capcom não fez feio.

Detalhe, eu disse que isso é "quase plausível" pois, se for considerar o que sei até então sobre as Joias do Infinito (que é tudo que tem nos filmes, e um pouco das HQs) essa história é uma enorme bobagem, e tudo se torna improvável (se não for impossível) só no fato das Joias serem manipuladas por qualquer um, sem gerar qualquer consequência. Tipo... a única joia que tem uma reação real é a da Alma, e ainda assim, a explicação é bem estúpida...

Joias do Infinito



Existem 6 Joias do Infinito, cada uma trazendo o domínio sobre um dos elementos do infinito: Poder, Mente, Alma, Realidade, Tempo e Espaço. Elas pertencem a realidade da Marvel, e são tão incríveis que não só tem uma franquia própria (Franquia Infinita) como são responsáveis pelos maiores crossovers que já houveram na Marvel, além de serem a base principal pro Universo Cinematográfico Marvel atual.



No primeiro filme dos Vingadores, onde a junção de heróis num mesmo palco começou pra valer, aparecem 2 Joias do Infinito que movem a trama, uma delas oculta: Joia do Espaço (Tesseract) e Joia da Mente (Cajado do Loki).

Joia do Espaço



Essa Joia, presente no centro do Tesseract, um Cubo Azul usado pra abrir um portal em "Os Vingadores" e para energizar armas em "Capitão America - O Primeiro Vingador" , é um artefato mostrado e cobiçado no primeiro filme do Capitão America, e foi inclusive a razão pelo vilão ter sido derrotado (ele foi desintegrado ao tocar no cubo que guarda a joia, mas pareceu que ele foi teletransportado...). 



Essa Joia é uma das armas usadas por Loki para ajudar alienígenas a invadirem a Terra, aos mandos de Thanos e no fim essa joia é confiscada pelos asgardianos.



No jogo ela faz o inimigo ficar preso numa jaula de energia por um tempo. É uma ótima joia pra personagens que atacam de longe... mas só.



Joia da Mente



Essa Joia, escondida no Cajado de Loki, é responsável por seu poder de manipular mentes como bem desejar, criando escravos mentais e tal. A Joia é extraída do cajado em Vingadores 2, após ter sido usada acidentalmente para dar vida à Ultron (sua consciência surgiu da ciência de Tony Stark e Bruce Banner, e o toque da Joia da Mente, acidental). 



Posteriormente, a Joia foi incorporada à um corpo artificial criado por Ultron (como uma alternativa à corpo perfeito), que acabou se fundindo à uma Inteligência Artificial do Homem de Ferro e deu vida ao Visão, um ser neutro com poderes surreais, que faz parte dos Vingadores e foi peça primordial pra derrota de Ultron.




No jogo ela faz a energia de especiais aumentar mais rápido, o que permite mais especiais em menos tempo.


Joia da Realidade



Essa Joia, subvertida em Ether, um material de cor vermelha e sem forma (fica mudando de elemento o tempo todo) armazenada e escondida a tempos por seres ancestrais, em uma brecha no tempo e espaço, é a joia da Realidade, que funciona de base pra história do segundo filme do Thor, onde a namorada humana do deus asgardiano é tomada pelo Ether que ela encontrou.



Ela cria um caos, misturando vários planetas através de portais invisíveis, junto a um alinhamento cósmico raro. No fim ela é contida e posta sob proteção do Colecionador (personagem que reaparece no Guadiões da Galaxia).




No jogo ela só serve pra jogar uns poderzinhos elementais.


Joia do Poder



Essa Joia, guardada em um Orb Mecânico de Contenção Espacial, é um artefato inicialmente encontrando pelo Senhor das Estrelas (que viria a se tornar o líder dos Guardiões da Galaxia) e vira alvo da soberba de todo mundo, incluindo o próprio Thanos. 



O grupo dos Guardiões da Galaxia se forma justamente pra evitar que esse Orb caísse nas mãos erradas (na real é mó bagunça, eles queriam fazer grana em cima e no fim, acabam virando heróis) e, após um vilão usar a Joia em um Martelo, os Guardiões, mesmo cientes de que qualquer um que tocasse diretamente em qualquer Joia do Infinito era, no mínimo, desintegrado, caso não fosse muito especial, tocam na Joia, e sobrevivem ao poder, juntos, derrotando o vilão. Depois disso eles entregam a Joia aos Novas.




No jogo, essa joia aumenta o poder de ataque por um tempo.


Joia do Tempo



Essa Joia, tida como um amuleto místico chamado Olho de Agamotto, é uma das armas mais poderosas e proibidas do Dr. Estranho, sendo inclusive a arma que ele usou pra derrotar Dormammu no filme (foi graças a ela que ele o prendeu num loop infinito), a qual ele usa ao lado de outras magias e artefatos místicos proibidos, com o objetivo de proteger a Terra acima até mesmo das regras do mundo mágico. 



Mesmo sem saber que o Olho de Agamotto é uma Joia do Infinito, Dr. Estranho faz questão de maneirar em sua manipulação, reservando este apenas para momentos de urgência (como na luta contra Dormammu afinal ele iria destruir e consumir tudo).




No jogo tudo que ela faz é aumentar a velocidade dos combos (e facilita-los).


Joia da Alma

Essa Joia, ta mó mistério. Pelo menos não vi comentários sobre ela aparecer no novo filme do Thor (eu não assisti ainda) e tipo, ao que parece ela só vai aparecer nos filmes futuros, talvez no do Nova, ou talvez façam segredo até o "Vingadores - Guerra Infinita" sair... De qualquer forma eu não faço ideia de qual o poder que essa joia da, mas deve ser algo relacionado ao controle espiritual dos seres, ou simplesmente destruir o que não tem alma... chega a ser curioso né? Essa é a Joia que salva a pátria nesse jogo, e é justamente ela a única sem uma definição no universo cinematográfico, então... seria isso uma dica de como ela surgirá?


No jogo ela faz seu aliado ressuscitar e lutar lado a lado (ou seja, 2 personagens na tela ao mesmo tempo). 




Isso me faz supor que essa Joia tem o poder de revitalizar os seres que morreram... tipo uma pedra da ressurreição.

Os personagens que interagem diretamente com ela são do universo Capcom apenas, então seria esse um sinal? Um sinal de que não há no elenco atual, alguém com pureza suficiente para portar a Joia da Alma? Se for este o caso, a Joia estaria nas mãos de quem? Até agora não sabemos (mas no futuro saberemos e eu atualizo isso aqui).

Enfim, perceba que todas as joias precisam de algo para contê-las, e mesmo quando manipuladas em sua forma bruta (seja na testa do Visão, ou nas mãos dos Guardiões) elas são difíceis de lidar e tem raríssimas exceções, que derivam do poder e importância do manipulador. Ainda assim, Thanos, o todo fodão, precisa de um artefato para manipula-las, chamado Manopla do Infinito.


Mesmo Ultron, no filme, só segurou a joia por magnetismo, sem contato.
Qualquer um alias, que queira usar as Joias em suma, precisa da Manopla, algo que não é uma realidade nesse jogo.



Ta certo que ninguém sai usando as joias atoa, além dos vilões, e no modo campanha as Joias só se tornam parte do gameplay na rodada final (sim, as joias tão no jogo e são tipo um potencializadores especiais que apelam por um tempo) mas, ainda assim, elas não tem o mesmo tipo de portabilidade perigosa visto nos filmes, e até nas HQs (por menos que eu conheça as histórias em quadrinho, eu sei que as Joias não são só pedrinhas mágicas que qualquer um pode tocar de mãos limpas).



A parte "bobagem estúpida" ta no fato das Joias serem retratadas como armas poderosíssimas, mas fáceis de se manipular. A total falta da Manopla do Infinito me fez lembrar de "histórias contornadas", como é visto na franquia Kingdom Hearts (crossover Disney+Square Enix), onde substituem um elemento por outro condizente à história em questão, o que é o caso de Thanos no final, ao usar uma Manopla pra coletar um poder incontrolável. 




Eles transmitiram a necessidade da luvinha, pro poder de Ryu ao invés das Joias.



Enfim, todo esse textão foi pra dizer que, eu saquei o que a Capcom e a Marvel quiseram fazer aqui, e apoio a iniciativa. Seja promovendo os filmes ou consolidando a franquia, eles foram bem sucedidos. Eu to até mais empolgado pra falar dos outros MvC... mas talvez isso demore pois tem muitos outros jogos que to afim de analisar em breve, e eu acho que vai rolar "The Evil Within" logo logo!


É isso... espero que tenha curtido a analise. E na boa: #PartiuInicitivaMultiversodoAranhanoCinema!

E mais uma coisinha... Thanos da haduken na Morte pra ver se assim ela morre (já que é um poder fora de seu universo e descomunal). 



O resultado não é mostrado, o que abre um leque de infinitas possibilidades pra promissora franquia... sem contar que pode explicar pontas soltas dos outros MvC... mas isso a gente vê no futuro...


Curiosidade sobre o Infinito...


Você percebeu que se não fossem as Joias do Infinito, os filmes da Marvel não terminariam nada bem!? 

A Joia do Espaço matou (ou teletransportou, eu ainda tenho minhas dúvidas) o Caveira Vermelha no final de Capitão América, um dos vilões que ele próprio não derrotaria (nas HQs o cara é tipo o vilão principal do capitão)....



A Joia da Mente foi a que matou Ultron, afinal ela deu vida (e tava na testa) do Visão, que foi o responsável pelo fim definitivo de Ultron (ele foi atras do último remanescente que os demais vingadores deixaram escapar sem saber, e depois de uma conversa, ele o matou).



A Joia da Realidade foi o motivo que matou o Rei Elfo Negro do filme do Thor, pois tecnicamente o poder dela segurou ele e o dividiu entre as realidades, e foi graças a isso que Thor o dividiu em partes e o deteve.



A Joia do Poder foi sem dúvidas o que matou Ronan, depois dele usar ela contra os Guardiões e, após uma distração, ter perdido ela pro Senhor das Estrelas que o obliterou numa rajada de poder, ao lado de seus amigos.



A Joia do Tempo foi o que derrotou Dormammu, que não tinha conhecimento da existência do "tempo" e sua apresentação a ele, pelo Dr. Estranho, foi tão traumatizante (loop infinito) que gerou um acordo entre os dois magos.




Seguindo esse padrão, provavelmente a Joia da Alma vai servir pra derrotar algum dos vilões que estão por vir... 

Alias, pra comemorar:




Enfim... obrigado pela leitura, espero que tenha ficado legal.

See yah!

6 comentários:

  1. Muito bom, gostei demais. Continue o excelente trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Eu to feliz por ter curtido e tipo... seja bem vindo ao blog!

      Excluir
  2. Pra min MARVEL VS CAPCOM era apenas um mugem oficial , nunca passou pela minha cabeça que um dia teria história.
    Essa análise foi tão foda que fiquei com vontade de comprar o jogo , mas como o gênero de luta"não se inclui Mortal kombat" não é meu favorito vou esperar cair de preço.
    Capcom está voltando a dar atenção pra megamam,será que estão planejando algum jogo novo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pensava o mesmo sobre MvC. Na verdade justamente por minha paixão por histórias eu sempre evitei jogos que "pareciam não ensinar nada". Mas, fiquei feliz ao ver o que a Capcom fez, razão pela qual me empolguei neste texto. Eu nunca curti os 3 jogos anteriores (apesar de ter jogado... ou assistido meus amigos jogando) e tipo, a música do 2 me irrita, a jogabilidade do 3 me incomoda, e o 1 é simples de mais... ainda assim, após ver a tentativa bem sucedida da Capcom em estabelecer uma franquia narrativa, eu to até empolgado pra jogar e analisar os demais. Se eu não tivesse fazendo outros textos no momento, estaria analisando-os agora... alias, valeu por ter gostado, isso me alegra pra caramba (e eu sinto que minha empolgação não foi ao acaso). Quanto à comprar, eu recomendo que aguarde mesmo, afinal também vão ter novos personagens por dlc e normalmente o preço cai drasticamente quando o jogo começa a se expandir.

      Capcom, Konami e Sega são empresas que me dão medo quando tentam "investir na renovação". Eu não to nada animado com MegaMan voltando, principalmente sabendo dos interesses da Capcom, e de suas falhas. A menos que eles façam algo como com Devil May Cry, contratando "fans" para a produção, apenas assinando o produto final, eu ficaria muito espantado. Eu li as descrições de Sigma, X e Zero no Capcom vvs Marvel Infinite e ela repete aqueles erros que eu curto apontar... Também tem aquela tentativa de reboot da saga X no PSP em que tornaram as mentiras de Sigma, reais. Eu tenho medo, de verdade. Claro, é bom se eles trouxerem algo novo, mas pelo que foi mostrado em MVC, não percebi isso. Eles reinvestiram nos personagens mas com interesse apenas no crossover. Alias, eles colocaram uma skin alternativa do X do MegaMan X Command Mission, e isso é aterrorizante.

      Empresas grandes como essas não levam jeito para reinvestimentos. Quando citei a Sega, foi por causa do novo Sonic (Forces) que é uma repetição de erros anteriores, algo inadmissível considerando que neste mesmo ano, eles lançaram uma obra prima (Sonic Mania) e ainda assim, parecem ter ignorado o que aprenderam, por pura visão comercial. E a Konami então? Certeza que vacilaram feio em P.T., o que obrigou Kojima e Reedus a partirem pro Death Stranding... eu não me surpreenderia se fosse um "Silent Hills" com outro nome... afinal não é estranho eles divulgarem um trabalho tão... bizarro... pela Sony, pouco depois de cancelar outro trabalho... bizarro... pela Konami!?

      Enfim, desculpe sr Wallace eu me deixei levar pelo comentário e desviei do assunto, mas sendo sincero... eu me animaria mais com um MegaMan ZX3, pois pra mim, a franquia X já se encerrou bem. Alias, podiam fazer o bendito MM11 ou 12 pra encerrar logo a franquia clássica... ou então, um novo MegaMan, totalmente inédito e original.

      Enfim, nos resta apenas sonhar rs.

      See yah sr! E repito: Valeu!!!

      Excluir
  3. Não sei se você ficou incomodado com os gráficos parece muito precários aliás esses personagens que vieram por dlc iam vir com jogo normal um amigo meu (que nem parece que viu jogo bem feito) disse que tá vá muito bem feito e ele falou também que o megaman 11 tá bem feito uma curiosidade sabia que a garota-esquilo já venceu o thanos e o wolverine morreu pro thanos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sendo sincero, eu não ligo muito pra gráficos, mas eu curtia mais o estilo animado dos MvC anteriores. Mas, também não ficaram feios nessa tridimencionalizada. Não ficou nada surreal, mas ficou legal.

      Eu vi que incluíram o Pantera Negra pela dlc, mas era de se esperar que já fazia parte do jogo original. Antigamente, vinha tudo dentro do jogo mesmo, e você liberava jogando, conquistando pontos, usando códigos... hoje em dia aprenderam que da pra fazer dinheiro com isso, então tudo vem por DLC.

      MegaMan 11 parece que será lindo, eu to ansioso pra jogar.

      Sim, eu sabia que a Esquilo foi um dos poucos heróis que derrotou Thanos, e nem é uma vitória fake (apesar de ficar subentendido que é apenas um dos clones dele). Eu falo isso pros meus irmãos o tempo todo rs.

      Wolverine morreu pra tanta gente que nem me impressiono mais rs. Legal que agora que os direitos da Fox voltaram pra Marvel (através da Disney) já da pra esperar Deadpool nos futuros MvC. Esse jogo de markenting da Marvel já não precisa mais ser feito. Agora Quarteto, Xmen e Deadpool voltaram pra casa.

      Excluir

Seguidores do Google+