PesquisaMorte:

ArquivoMorte

CadastroMorte

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

quarta-feira, 14 de junho de 2017

O(s) Filme(s) Achado(s) de Hoje: Atividade Paranormal (1 ao 6) - Da perfeição à repetição.

A franquia Atividade Paranormal é uma das mais conhecidas no gênero Found Footage. Na verdade foi por causa do primeiro filme que o sub-gênero de filmagens perdidas ganhou destaque ao ponto de ser considerado um gênero por si só (oficialmente não é, mas eu considero... pois há todo uma divisão de filmes voltados só pra esse estilo).


Mas, pra mim, essa foi a franquia que mais me surpreendeu e também, decepcionou. Irei falar disso nesse post, compartilhando minha visão sobre esses filmes.

Desde já, aviso que haverão spoilers, mas nada muito sério não, fiz isso só pra descontrair.

Boa leitura!


Atividade Paranormal


Lembro do primeiro filme e como conheci ele, antes do lançamento, por trailers da Play Arte numa emissora de televisão aberta chamada Rede TV. No trailer, que era mais uma chamada só pra promover o filme mesmo, mostrava um casal deitado numa cama de noite, filmados por uma câmera, com os dizeres embaixo "Você sabe o que acontece em sua casa enquanto você dorme?" e pronto, mostrava uma porta mexendo.

O negocio era tão simples porém perturbador, que eu fiquei alguns dias com medinho de dormir com a cabeça descoberta. Na real até hoje, eu não durmo sem cobrir a cabeça... meio que virou um costume.

Pois então, um dia um amigo muito próximo meu (Blayck!!!) me trouxe um filme pra gente assistir juntinho, de noite (brotheragem). O filme era justamente "Paranormal Activity", uma cópia digital que ele conseguiu do amigo do sobrinho do tio do vizinho do conhecido do primo do avô do irmão do namorado do amante de alguém que teria tido acesso ao material vazado (na real um outro amigo tinha baixado da net, mas belê).

A gente assistiu... a gente chorou, riu, e no final ficamos uns 2 minutos olhando pra tela do PC, pasmos com o que havíamos visto. Depois pra variar, passamos o resto da noite pesquisando sobre a produção, os atores, a veracidade da parada... e nada. Não havia nada na net.

O filme mostrava um casal com uma filmadora, comprada pra registrar coisas estranhas que estavam acontecendo na casa que eles passaram a morar. Lentamente, as coisas surgiam, uma portinha mexendo ali, um barulho tosco aqui, uma tábua Ouija endemoniada se movendo sozinha, mandando um salve, e pegando fogo acolá... era coisa nesse nível.

Mas no final... a luzinha. Meu deus, acho que a coisa que mais me assustou e traumatizou no filme foi a bendita luzinha. Tipo: No final a mina mata o marido. É o que da a entender pois a câmera fica no segundo andar, no quarto, filmando ela saindo e berrando, depois o marido indo acudir e uma barulheira de luta seguida de um silêncio, com a mina andando de boa pro quarto de novo.

Daí ela senta na frente da câmera, no chão, ao lado da cama e fica balançando, balançando, balançando, por horas. Meu, o vídeo é acelerado e mostra amanhecendo, anoitecendo, amanhecendo de novo, e o contador correndo.

Daí chega gente na casa (da pra ouvir a gritaria por terem visto o corpo do maridão) e por fim, chega a policia. Nessa parte, enquanto da pra ouvir eles averiguando a situação, a maldita luz do quarto de hóspedes no final do corredor, frente a câmera, acende. Meu, não tinha gente na casa, não no segundo piso, não tinha como aquela luz ter acendido... dai quando os policiais iluminam as escadas com suas lanterninhas, e começam a subir, a luz apaga. E nada é explicado.

Um dos policiais chega a ir no quarto, olha, e diz que ta limpo... mas mano, a luz acende! Tipo... de todo o filme, de todo o suspense, jumpscary, mistério, terror... o que mais mata de agonia é a luzinha.

Mas belê, não descobrimos nada na época então colocamos ele na lista de coisas reais que provavelmente jamais seriam explicadas. Atividade Paranormal havia conquistado o título de melhor found footage, e mais realista, que já havíamos visto.

E ai sai ele pra cinema.

Até aí, de boa. Mas em conversas com pessoas que viram o filme no cinema, eu falei da luzinha... e eles disseram "Que luzinha?" E ai eu descobri a coisa mais chocante de todas: Tiraram a luzinha do filme!

E depois soube de outra coisa que, acabou com toda a magia que o Atividade Paranormal havia proporcionado: Mudaram completamente o final.

Por questões de markenting, acharam melhor manter o final em aberto pra criar uma franquia, partindo do sucesso que o título havia tido. Mas ai, insatisfeitos com o final "super conclusivo" em que o maridão morria no andar de baixo e a mina era baleada pelos polícia, decidiram só matar o maridão mesmo e fizeram a mina virar uma possuída ao estilo clássico, com carinha do demo e avançando na câmera nos segundos finais.

O realismo morreu ali, naquele momento, em que um segundo final foi filmado, com a mina que supostamente havia morrido, atacando a câmera, anteriormente encontrada e desligada pelos polícia. A explicação de como o vídeo chegou ao espectador morreu, o final criativo e original foi mudado pra algo completamente clichê, e ai começou uma maldição em que, filmes nascidos inspirados na arte prática, barata e lucrativa que o Atividade mostrou, adotaram todos os efeitos e truques, inclusive o final clichê.

E essa maldição acompanhou inclusive os outros filmes da própria franquia, onde todos, mesmo sendo ótimos em seu desenvolvimento, matavam a própria história, em termos de realismo, só por forçar muito a barra com exagero de explicações, travestidas de "mistérios subliminares" e por fim, mostrando a mina, que supostamente morreu no primeiro filme, ou foi possuída... ou morreu de novo (pois eles fazem outro final, em que ela comete suicídio cortando a própria garganta na frente da câmera), aparecendo la, pra causar um conflitinho.

O que fazia o filme bom, não eram seus efeitos especiais ou enredo todo mirabolante. O que fazia o filme bom, era a luzinha! Ou em outras palavras: A simplicidade do realismo.

Sacrificar isso por dinheiro, pode até ter rendido uma franquia lucrativa... mas isso causou um impacto bem negativo, no universo cinematográfico dos found footages. A inspiração e exemplo, se converteu numa maldição que forçou e perpetuou erros grosseiros em dezenas, e acho que até centenas de filmes. O "gênero", que brilhava por ser convincente, barato e lucrativo, virou algo debochado e caracteristicamente amador, repetitivo e preguiçoso.

Se tornaram constantes, filmes lançados com câmeras tremidas e conceito simplista, mas com qualidade duvidosa. E infelizmente, "found footage" virou sinônimo de "amador".

Ahhh, achei um vídeo que mostra os 3 finais paralelamente, muito bom então, da uma olhada e vê o que acha:



Eta, acabei desabafando aqui. A ideia era falar dos 6 filmes, mas acredito que descrevendo os problemas do primeiro, já fica evidente quais os problemas dos seguintes.

Todos os Atividade Paranormais usam o mesmo modelo do primeiro, com cenas bem editadas, ausência de trilhas ou efeitos sonoros incomuns para filmes feitos de forma amadora (porém, todos teimam em usar algo que eu chamo de "Pressão Sonora", onde um som meio tenso toca sempre que surge uma cena de silêncio absoluto com algo paranormal acontecendo, para dar destaque às atividades).

Para pessoas que curtem terror, pode funcionar, pode não funcionar, depende do que elas esperam. Se for história, as histórias são simplesmente confusas e perdidas, tudo por usarem o enredo como mero contexto pra que as filmagens fantasmagóricas ocorram. Não há profundidade nem nada que te faça refletir, é tudo esquecível ou ignorável, então não agradaria.

Pra queles que buscam sustos, a franquia pode decepcionar muito, principalmente se for uma pessoa já acostumada com terror, pois tudo é previsível, principalmente os finais (todo mundo sempre vai morrer).

Agora, se for uma pessoa nada exigente, pode ser legal... ainda assim, nesse caso, as histórias conseguem ser tão bagunçadas que é mais fácil se confundir do que assustar. Os filmes não sabem se falam de fantasmas, bruxas, ceitas, demônios, maldições ou sei la. Se pudesse botar alien no meio, eles botariam, tenho certeza. 

Bora pras histórias, mas eu vou resumir, do jeito que eu me recordo. Não espere nada muito detalhado pois, não vale a pena.

Atividade Paranormal 2: 
O bebê da irmã da mina do primeiro filme.


O filme mostra uma família que tem um bebê e decide instalar câmeras por toda a casa, só pra monitorar o pirralho... eu acho que é isso... ou é algo relacionado a coisas reviradas pela casa que encontram depois que viajam... enfim... o que importa é que essas câmeras capturam uma série de coisas como limpadores de água que saem sozinhos de piscinas (mano, eu nem sabia que existia limpadores de água), bebês voadores, maus tratos contra animais (fora das câmeras pra não gerar processo), etc.

No fim, o bebê é sequestrado pela mina do primeiro filme, possuída, ou em modo espirita, por causa de um pacto que a família dela fez pra oferecer o primogênito, é um bagulho meio louco, mas o que importa é que o bebê é sequestrado, o pai morre com pescoço quebrado no sofa, a mãe morre perto do bebê e fim. 

Plotwist: É a família da irmã da mina do primeiro filme! (Óoooh) e a ideia da câmera do maridão do primeiro filme surgiu por causa das câmeras de segurança dessa família para a hiper proteção do pirralho (Óoooooh). Esse filme alias se passa antes, durante e após os eventos do primeiro filme. São paralelos saca... não só a mina faz participação no final (como antagonista) como o maridão surge também, só pra dar um salve.

Atividade Paranormal 3: 
A mina do primeiro filme e a irmã do segundo, no passado.


Fitas antigas são achadas, mostrando as irmãs (a mina do primeiro filme, e a mina do segundo filme) quando eram crianças, passando pelas atividades das trevas. Nas filmagens, o papai delas (que era cineasta ao que parece) usa o que tem ao seu alcance pra filmar as pirralhas. Rola susto no espelho (que foi refilmado pro trailer) com loira do banheiro, acho que ela era o vilão do filme mas mudaram de ideia na metade dele, e rola câmera de segurança improvisada (o cara bota num ventilador e consegue filmar vários ângulos automaticamente, com ela girando de um lado pro outro, devagarzinho) que pega a cena do fantasma de lençol (bem legal por sinal).

No final, é revelado o pacto do primogênito masculino das irmãs que deverá ser oferecido ao capeta em nome de bruxas, dentre elas a avó das pirralhas, e mais um monte de mulher com acordos com o tinhoso. Daí no futuro acontece o primeiro e o segundo filme, geral morre. Ah, o pai morre entortado no meio e a mãe morre, nem lembro como. As pirralhas sobrevivem pra morrer no final dos outros filmes de antes.

Atividade Paranormal 4: 
A vizinha da mina do primeiro filme e o bebê do segundo.


Uma mina tem um irmão, e esse irmão brinca com o pirralho da vizinha. Daí rola bizarrices e ela filma tudo, pela câmera do notebook, paralelo às câmeras de segurança da casa dela (ela é riquinha). Pouco tempo depois, atividades filmadas, eles decidem invadir a casa da vizinha enquanto a vizinha invade a casa deles. Todo mundo morre, começando pelo namorado da mina que não percebe, adivinha, a mina do primeiro filme! Que torce-lhe o pescoço. O garoto era o bebê do segundo filme, que foi adotado pelo fantasma/amaldiçoada/endemoniada/bruxa da mina do primeiro filme, que resolveu levar mais um pirralho consigo. 

No fim todo mundo morre.

Plotwist: Fantasmas agora podem alugar casas mano!

Atividade Paranormal - Marcados pelo Mal


Já fiz um minúsculo review, deixo o link >aqui< mas em resumo: O cara faz pacto com o demo, viaja no tempo e causa a morte do maridão do primeiro filme. Yeah!

Atividade Paranormal - Dimensão Fantasma: 
O bicho pode ser visto.


Uns caras acham fitas antigas, no passado, e começam a assistir achando que é pornô, mas na real são vídeos das pirralhas do terceiro filme, depois do final do terceiro filme, que foram deixadas pra serem treinadas na arte de torcer pescoços, com o tio do demo, ou algo assim. 

Eles assistem enquanto também filmam suas próprias bizarrices, com uma câmera antiga, geringonçada pelo antigo dono, que era capaz de filmar o homem invisível que ajudou nas filmagens dos filmes anteriores, também conhecido como Atividade Paranormal, ou caipiroto pros íntimos (chamam ele de Hunter, mas Hunter era o nome do bebê do segundo filme, então acho, só acho, que ele reencarnou no bebê do segundo filme... algo assim.) Dai a filha dos caras começa a passar por portais no próprio quarto e se comunicar através do tempo com as minas do passado, que pelo que parece é no futuro... é mó doidera.

No final, os caras tentam capturar o tio atividade, e quase conseguem, mas ai ele possui uma mina, e mata um cara, e mata o padre, e mata todo mundo, menos a mina e a filha dela, pelo menos não até elas se reencontrarem, ai ele mata ela, pega a menina pela mão e sai andando. Daí a câmera morre.

Plotwist: EM 3D!

E fim.

Pois é, as histórias são essas... creio que tenham mais detalhes e se você quiser entender, veja os filmes. Talvez você se interesse, talvez não... espero que não, pois tipo, tem coisa melhor.... pelo menos mais convincente... Eu to preparando um texto com mais 10 filmes legais pra se ver do estilo, e to na luta pra encontrar obras que fugiram da maldição criada por Atividade Paranormal.

E bem, é isso. Alias, só pra dizer que to vivo, ativo, e digitando pra caramba.... na real to me matando pra selecionar as fotos pra analise de game e talvez amanhã mesmo já poste.

É isso. See yah!

8 comentários:

  1. Lembro que quando terminei de ver o primeiro filme fiquei assustadão com o final(versão de cinema). Aliás não fazia a minima idéia que ele teve o final alterado para os cinemas. Só vi o primeiro mesmo mas pelo que você falou aí e pelo fato já conhecido de franquias cagarem em suas sequencias os outros devem ser bem fuleragem mesmo.
    Shady você já chegou a assistir madrugada dos mortos de 2004?
    Cara esse filme é muito daora, recomendo que assista e quiça uma análise(tenho umas histórias de susto por causa desse filme). E se liga na intro desse filme porque ela é foda demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, algo que eu exclui do post é o fato de pessoas que não conhecem o final original, nem notarem o prejuízo que foi causado pela alteração no mundo do estilo found. A maioria da galera viu pelo dvd ou pelo cinema, e foi isso que fez o sucessão correto!? Pois é, foi meio que uma carona que o filme tomou na própria hype da versão original. Cheguei a ver pessoas que teorizaram horrores sobre o fato dos seguintes filmes serem baseados em fatos e reais e tudo mais, buscando pelo em ovo, caçando coisas que o filme não destacava mas tava la... mas na real, quem conheceu o original, já foi automaticamente anestesiado pra qualquer continuação. Não é todo mundo, na verdade poucas pessoas pensam em Atividade Paranormal de uma forma negativada, pois o filme é bom, as continuações são boas, com bons efeitos, uma trama confusa o bastante pra te deixar com o pé atras da orelha (essa frase ta muito errada mas eu esqueci a original então, belê) e tipo, não são nem de longe fracassos, nem de bilheteria nem de recepção. Mas quem ta ligado no estilo, e manja da versão original, sabe o quanto o filme final é inferior... e o quanto as continuações parecem ridículas.

      Enfim, eu meio que enfiei puramente minha opinião nesse post, só pra descontrair, mas valeu pelo comentário mestre Gadiador, eu pude completar o raciocínio graças ao sr.

      Sim, eu assisti. Se for aquele que a galera encontra um zumbi num barco, pousa numa ilha e o cachorro faz todo mundo morrer (pousa.. putz...) e tem peitos no barco alias... eu vi pela primeira vez na escola, numa aula de professora eventual. Eu vi peitinho na escola mano... sem contar o monte de gore que tem nessa bagaça (e a cena da mina sendo serrada no carro mano!? Daora). Pra mim é um dos melhores filmes de zumbis que já tive o prazer de assistir (e pior que ele é uma refilmagem né, dizem que o original é melhor... mas eu tenho minhas dúvidas). Desde esse filme eu penso no que faria se eu tivesse uma filha e ela entrasse no meu quarto em modo zumbi. Alias, penso se alguém da minha família do nada acordasse de manhã, zumbi, e viesse papar eu. Bolei um monte de rotas de fuga que envolvem saltar pela janela e parkousar pela vizinhança. Eu sobreviveria de boa... eu acho...

      Vlw pelo comentário sr, e té mais.

      Excluir
  2. como voce disse na analise que os filmes são confusos então eu fiz uma cronologia "correta":

    -Atividade Paranormal 3
    -Atividade Paranormal: Marcados Pelo Mal - Primeira Metade
    -Atividade Paranormal 2 - Primeira Metade (Inicio do Filme)
    -Atividade Paranormal
    -Atividade Paranormal: Marcados Pelo Mal - Segunda Metade (Final do Filme)
    -Atividade Paranormal: Toquio (de acordo com a wikipedia esse filme tem ligação com o primeiro por que a mina do primeiro filme atropela uma garota japonesa, essa garota japonesa fica revoltada por causa desse atropelamento e volta pro japão)
    -Atividade Paranormal 2 - Segumda e Terceira Metade (Meio e Fim do Filme)
    -Atividade Paranormal 4
    -Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma (de acordo com a wikipedia esse filme teve tambem seu final alterado)

    e ai o que achou desse cronologia Shady? foi uma otima analise (que tambem foi engraçado) rs

    obs: eu acabei de ler a sua analise do marcados pelo mal super engraçado tambem rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caramba é mesmo, tem Atividade Paranormal em Tóquio! Eu confundi ele com marcados pelo mal, até lembro que ri pacas assistindo mas, mano eu esqueci dele. Nem lembro da história, vou assistir e coloco a analise dele junto com dos outros filmes depois. Valeu pelo toque kkk.

      Vamo ver... yep, faz sentido sim. Alias, valeu por identificar uma linha cronológica nessa bagunça, eu mesmo não tinha me dado a esse trabalho. Como mencionei, me decepcionei tanto com o primeiro que já vi os outros filmes de forma ruim.

      Enfim, vlw pela leitura sr... e bom que curtiu, fiz só pra descontrair enquanto digitava a análise de Nier. Bom que curtiu, mesmo.

      See yah sr Megapikachu (kkkk).

      Excluir
  3. Caraca mano que analise loka,e cara eu tambem assisti a versao original (veio nos dvds pirata 4 em 1 kk)e tipo,os found footage tão saindo da moda (se é que não ja sairam) e parece que ninguem quer se esforçar pra fazer um filme "aceitavel"nos padroes found (Serio,ate inatividade paranormal que é uma parodia me deu mais sustos que o Marcados pelo mal).

    E cara eu vi o Cuidado com slender e percebi que ele é meio mockumentary,e lembro de ter visto um filme found ultimamente,acho que o nome é Renascido das Trevas ou Era Rua cloverfield 10.

    e mano espero que alcance a meta ate 31 (com certeza KH2 nao vai dar kkk)e uma dica: Dê uma variada com filmes de terror sem ser found. tipo o filme They found Hell que é um filme + ou -.

    bom

    goodbye Mrs.Death

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, eu to pesquisando bastante sobre found e sim, eles perderam a fama já. Saiu de moda, o que é bom pois agora entramos naquele hiato até o próximo "Bruxa de Blair" surgir, como foi com a versão pirata do Atividade Paranormal. É algo bom... podemos esperar algo decente num futuro incerto.

      Não vi esse "Cuidado com Slender" mas vou pesquisar, e sobre o found que você assistiu, deve ser o Renascido das Trevas, pois o Rua Cloverfield 10 não é found (apesar de ser uma continuação espiritual do Cloverfield Monstro... e é um bom filme).

      To quase postando MML, e ai fecho o mês com um número bem legal de analises...

      Sobre filmes de terror... sei la, difícil achar um bom ultimamente. Vou ver esse They found Hell, e to pensando em ver o Annabelle 2... parece bom.

      Enfim, see yah sr Vini.

      Excluir
  4. Ps: Sou eu o Sr.Vini acho que evolui pro nivel 2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk, parabéns pelo level, faça bom uso de seus atributos hein... kkkk

      Excluir

Seguidores do Google+