PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

sexta-feira, 1 de julho de 2016

AnáliseMorte: MegaMan - Network Transmission

Pois é, mal terminei minha última análise sobre Mega Man, já tem mais uma. Mas, na verdade fui pego de surpresa com esse jogo e gostei tanto que, me senti no dever de escrever sobre ele.

MegaMan: Network Transmission


Se prepare pro Spoiler! 

Set!


Executar!


ANALISE START!

Boa leitura...


Esse é um jogo no mesmo estilo dos Mega Man Clássicos, inclusive os personagens são os mesmos, com Rock, Roll e até mesmo Proto. O jogo segue praticamente a mesma jogabilidade dos MM originais (Aventura em Plataformas na Horizontal) com um gráfico bem melhorado e um enredo completamente novo. Alias, é curioso que esse jogo se parece muito mais com os Mega Man Clássicos do que com os X ou Zero. Todos os movimentos básicos do robô azul são quase idênticos a de sua versão antiga, com direito a Rasteira, Tirinhos Fracos e até um Pulo de Braços Abertos!



Se você viu a capa do jogo, e não conhece esse em particular, já deve ter estranhado essa pequena descrição. Pois é, apesar de ser um jogo da saga Battle Network, ele não usa a mesma jogabilidade. É exatamente pelo contrário, ele busca se parecer mais com os clássicos do que com a versão RPG.



A franquia "Battle Network" é composta por vários jogos de RPG, porém é um RPG diferente e inovador, um pouco parecido com os jogos de "Pokémon". Inclusive, todos os Battle Network são de portátil, igual os "Pokémon" que seguem a linha do RPG com batalhas e poké-capturas. 

Explicando melhor: "MMBN" consiste em controlar um personagem virtual, em um campo de batalha de dois lados, onde de um lado fica o personagem, com a quantidade de casas disponíveis pra andar livremente, e do outro ficam os inimigos, com a mesma limitação.



Então, o jogador movimenta o personagem em seus quadrados e atira com um golpe fraco para derrotar seus inimigos.



O diferencial está na possibilidade de usar Chips (praticamente Cartas)  para dar habilidades especiais temporárias pro personagem, tal qual consegue realizar os golpes especificados nas cartas.



Claro que tudo não se resume a isso, pois o jogo tem sua história... e na verdade o jogador controla o personagem que controla o personagem virtual... doido não? A história de BN se baseia em humanos, no mundo real, que manipulam criaturas virtuais com Inteligência Artificial avançada chamados Navi, tais quais tem seu próprio mundo virtual, na Internet. Os "Net-Navi" ou simplesmente "Navi" vivem nesse mundo na internet, e através de um pequeno aparelho chamado "Pet" eles conseguem se comunicar com seus humanos proprietários do mundo real. 



Cada humano com um Pet tem seu Navi, e assim um relacionamento interessante ocorre, onde é possível conversar, trocar experiências, etc. Lembra muito o Bichinho Virtual (Tamagotchi)...



Mas com o diferencial dos Navi serem literalmente uma raça, evoluída e inteligente, que independe do aparelho Pet para sobreviver. Seus dados, a existência deles, pode ficar na Internet/CyberMundo, conectados ou não... e pelo pouco que observei é tão comum e fácil eles se desligarem do aparelho e ficarem só na net quanto se desligarem da net e ficarem só no aparelho.

Mas possuir um Pet não significa ter uma distração para sair brincando por ai... isso envolve responsabilidades sérias e os Navis podem influenciar qualquer coisa que tenha acesso a internet... desde uma simples torradeira (é, nesse mundo as torradeiras tem internet... tudo tem internet alias) até computadores militares com acesso a mísseis nucleares... simples assim.



Os Navis podem não apenas ser manipulados como também recebem o suporte dos chips colocados nos Pets, que podem aumentar suas capacidades, o que é muito útil, já que outra função dos Navi é lutar entre si. Eles podem conversar, uns com os outros, e nas horas livres podem sair descendo o porrete uns nos outros... rola até torneios disso... mas ai to fugindo muito do assunto principal.



O jogo que irei falar é uma versão ao estilo clássico de Mega Man, porém com os personagens do Battle Network, na mesma realidade deles, e numa história que vai além de meramente Cânone, é parte da franquia, oficialmente, onde a história se passa entre o primeiro e o segundo jogo de Battle Network.


Mas, sendo sincero, atualmente eu nunca terminei qualquer Battle Network, e só joguei o Network Transmission pois fui hipnotizado por ele. 

Após terminar o Mega Man ZX Advent, li um comentário sobre uma futura nova animação e ao pesquisar sobre, cheguei num site que listava por fotos todos os Mega Man da história. Fui passando de foto em foto, lendo as descrições e conhecendo um pouco mais dos spin-offs... foi quando vi ele: "MegaMan - WS" 



Assim que vi um Mega Man da saga Battle Network na horizontal, ao estilo plataforma, eu fiquei empolgado: 

"Caraca, será que refizeram todos os MegaMan BN no estilo clássico?!" 

Fiquei empolgadíssimo pois, o estilo RPG de MMBN nunca me atraiu muito (Mentira! Eu tenho trauma porque conheci pela televisão, numa animação chamada Mega Man NT Warrior, e eu era louco pra ter um Pet mas, minha família não tinha grana pra comprar um, daí quando descobri que na verdade o Pet era semelhante ao GBA, com direito a jogos de MMBN, fiquei com raivinha e passei a ignorar o BN)... daí eu achei que seria muito bom poder conhecer a história por um meio de jogabilidade semelhante ao que estava acostumado... mas outra coisa chamou ainda mais minha atenção:



"WS? Wonder Swan? Portátil da Bandai? Não é da Nintendo? Esse jogo não tem pra GBA? GB? GBC? DS? Mas o que raios é Wonder Swan????"



Realmente eu nunca havia ouvido falar de outros portáteis além dos da Nintendo (GB, GBA, DS, etc)...



Sony (PSP e PSVita)



E aquele Mini-Game que vinha com mais de 101 jogos, dos quais 90% eram os mesmos que os 10 iniciais, só que mais difíceis.



Saber que tinham mais no mercado, e pra piorar com direito a jogos de franquia como Mega Man... eu fiquei curiosíssimo e já fui pensando em procurar um emulador, quando cliquei pra próxima imagem e vi ele: MegaMan: Network Transmission



Cara, um jogo com a mesma vantagem do WS, porém com o diferencial de ser muito mais bonito, muito mais atrativo e poxa, era de Game Cube! E eu tenho um Game Cube!!! Então... ignorei o WS e fui jogar o NT!

E cara, foi a melhor coisa que eu já fiz... de início achei estranho, não me familiarizei com nada, mas ao longo da jogabilidade fui entendendo, pouco a pouco, e quando me dei conta já tava nos créditos finais! Joguei 14 horas seguidas... e nem me dei conta! (mentira eu dei umas paradas pra tomar banho, comer, usar o banheiro, mas basicamente foi o sábado e domingo inteiro jogando).



Ficar comparando NT com BN é inviável afinal, o que sei sobre BN é apenas o básico. Inclusive, fica difícil descrever personagens a fundo, ou até mesmo contar a história em seus mínimos detalhes pois, NT se destaca pela jogabilidade mesmo, a história é apenas um meio pro jogo ocorrer, tal qual fica a todo momento se referindo a coisas de BN, sem explicar as coisas de BN.

De cara, você já é apresentado pra uma série de personagens, Lan, MegaMan, Roll, o pai de Lan, uma garota, um cara, outra garota, que acho que é um cara... as personagens vão surgindo aos montes.



Não só isso, a história fica se referindo a todo tempo ao que aconteceu no jogo anterior, que seria o "MegaMan Battle Network 1", mencionando até mesmo Wily e o temido "WWW"... que na boa... eu não fazia ideia de quem era afinal, eu não joguei o BN1.



Então tem os vilões, que são todos familiares para MegaMan e Lan, pelo menos os que aparecem no começo... pois personagens inéditos aparecem da metade do jogo pro final. 

O próprio parece se dividir em 3 partes: Começo, Meio e Fim. De uma forma bem destacada, com direito a "wallpapers" ilustrando tais passagens. Na real, não são os "Começo", "Meio" e "Fim" convencionais... é algo mais pra: Continuação...



Exclusividade... 


Prequel. 


Eu nunca joguei BN1 ou BN2, mas depois de ver como os personagens que MegaMan não reconhece são mostrados, fui levado a deduzir que eles seriam os inimigos de BN2... e em pesquisa descobri que é isso mesmo.

Mas ai vi personagens que permaneceram misteriosos de mais até o final de NT, e imaginei que eles seriam os personagens exclusivos de NT, e adivinha... é isso mesmo. 

Ou seja, temos personagens do jogo anterior, apresentados logo no começo; personagens do próprio NT, que desenrolam a verdadeira história; e personagens do próximo jogo, alguns deles vistos, enfrentados e derrotados... outros apenas mencionados, como acontece quando o vilão de NT cita "Gospel", sendo este o "vilão" final de BN2 (eu pesquisei... eu pesquisei...).

Em resumo, não é preciso conhecer a história de NT pra entender os eventos de BN1 e BN2, nem é extremamente importante conhecer a história de BN1 ou BN2 pra entender a de NT... mas é bom ter pelo menos um pouco de interesse em pesquisar ao menos o básico do básico, já que mesmo que o jogo de uma forma ou outra tente explicar as coisas, sem explicar de mais, é fácil ficar boiando no enredo... pois é um pouquinho difícil separar o que é mera explicação e o que é novidade. Por exemplo, tem um muito mencionado "Virus Zero" na metade do jogo, tal qual de inicio eu achei que era mera continuação do BN1, mas na real era algo novo e inédito, do enredo de NT.

Então, como falar de algo que fala de algo, sem falar do algo que é falado pelo algo que fala de algo?



Não da! Eu precisaria contar a história de BN1, explicar detalhadamente todos seus personagens, pra então contar a história de NT e ai sim, contar a história de BN2. Mas... posso contar ao menos a história de NT, sem tentar explicar o que não sei explicar, e um dia, quem sabe, caso eu fale de BN1, uno as pontas e fim, tudo fica 100% claro. 

Então segue a parte técnica. 

Heh, eu enrolei tanto explicando sobre a história e no final to falando da parte técnica, mas acredito que da pra fazer as duas coisas ao mesmo tempo.

Bem, o jogo começa com MegaMan enfrentando o temido Life Virus, chefão final do BN1. Após derrota-lo, geral comemora e o mundo fica em paz, até que um vírus estranho começa a infectar os Navi, deixando eles descontrolados. E aí a aventura começa de fato, onde Lan e MegaMan precisam descobrir o que ta acontecendo.



Bem, eu fiquei um bom tempo perdido até entender o que tinha de fazer, pois depois de bastante conversa, a tela fixa em Lan ziguezagueando por seu quarto, enquanto mexe em seu Pet. 



Então, depois de algumas horas, descobri que Lan não é controlável (exagero, foram apenas alguns minutos, tipo meia hora) e na realidade, é preciso mexer no Pet, e através do Pet, jogar. 



O Pet abre um menu, no qual tem várias opções, que no início confundem um pouco... 



Mas o importante é que, pra começar o jogo mesmo, tem que ir na opção "Mapa" e escolher um local pra linkar o Pet, e assim, assumir o controle de MegaMan.



Inicialmente, só há uma missão e a lojinha. Mas ao longo do jogo várias outras opções de link aparecem, que são casas dos amigos de Lan, o Parque, Ponto de Ônibus, Metrô, Shopping, e por ai vai. Daí, Lan ajuda MegaMan dando ordens e inserindo Chips no Pet.



MegaMan só tem alguns pouquíssimos Chips, mas conforme derrota os vírus dos mapas, há a probabilidade de mais Chips caírem, aumentando o deck de Lan, permitindo uma seleção maior de Chips.



Eu achei estranho no início, pois uma tela de seleção de Chips com 10 espaços aparecia, mas apenas cinco chips estavam disponíveis. 



Bem, ao longo do jogo surgem muitos Chips, são mais de 100, e cada um tem um limite máximo de capacidade. Por exemplo, da pra ter 20 de um canhãozinho maroto, 10 de uma Cura de 80+, e por ai vai.



No começo nem faz muita diferença, mas conforme o número de Chips aumenta, as demais opções do Pet começam a fazer mais sentido. Há uma opção de organizar e montar o Deck. Nela, Lan precisa escolher 20 Chips dos que ele usará durante as missões de MegaMan. Desses 20 escolhidos, somente 5 aparecerão no início das fases, aleatoriamente.



Então, é preciso aguardar até a barrinha encher novamente pra poder escolher novos Chips. Mas, os Chips se substituem. Por exemplo, se Lan usar os 5 Chips que ele escolheu até esgotar o limite deles, eles não aparecerão novamente na hora de selecionar os chips quando a barrinha de Custom encher. 



Também, Lan pode escolher de 1 a 5 Chips, ou nenhum, e os Chips que ele não escolheu reaparecerão na próxima rodada de seleção. Mas, como só há limite de 10 quadros, caso encha, não aparecerão outros até que eles sejam esgotados.



Todo esse esquema é muito parecido com o de BN, onde o foco principal está na estratégia de como, quais e onde usar os chips.



Tirando isso, MegaMan passa pelas fases como sempre, andando, pulando, metendo tiros, dando rasteira e até se pendurando. Mas no começo, a habilidade de tiro normal dele é muito fraca e lenta, sendo apenas o último recurso. Os chips causam muito mais dano que os tiros normais, pelo menos até um número aceitável de upgrades serem encontrados e aplicados.



Ao longo das fases, alguns dados são encontrados, alguns até codificados. Todos eles oferecem algum upgrade, item ou Chip, que além de aumentar a versatilidade do inventário de MegaMan, ainda melhoram suas habilidades e resistência.



No caso, MegaMan tem HP (energia vital), MP (energia mágica), Backups (Vidas) e o Buster. O HP e MP aumentam conforme são encontrados os Dados que expandem eles. Quanto mais conteúdo é encontrado, maior o Level de MegaMan. Pelo que entendi, ele não "upa" como no BN, ele aumenta seu level conforme usa upgrades permanentes, como aumento de HP e MP.



As vidas, inicialmente são apenas 2 (três contando com a vida 0) mas, é possível conseguir um valor máximo maior (creio que o máximo seja 9, como em todo Mega Man, mas eu consegui apenas 8) que vem na forma de Chips especiais chamados "Backup". É interessante, pois esses Backups são fixos. Eles aumentam a capacidade máxima de vidas, e ao sair de uma fase, mesmo que através de um "Jack-Out", os Backups são restaurados para o número máximo possibilitado até então (se tiver achado 2 backups, sua vida sobe pro número 4, e sempre que sair de uma fase vai voltar pro 4).



O "Jack-Out" é simplesmente um "Forçar Desconexão". É como se você puxasse o cabo de conexão do Pet, sem encerrar as funções antes. Isso serve pra sair de uma fase, sem concluí-la, e assim ter a possibilidade de Salvar, guardando Chips conquistados, itens obtidos, moedas e etc. Digo isso pois, não é possível salvar o jogo dentro de uma fase (ou seja, controlando MegaMan) e se todos os Backups forem gastos, o Navi simplesmente é deletado, e o jogo volta pra tela inicial, sendo necessário reiniciar a partir do último save realizado.



Como eu demorei pra sacar isso... mesmo com Lan dizendo para MegaMan, quando ele chegava na vida 0, que era melhor dar Jack-Out ao invés de arriscar... eu arriscava pois nem sabia o que era isso, e sempre voltava pra tela inicial, sem nada do que eu havia encontrado em fase... isso era frustrante.


Alias até me tocar de todas as funções do jogo, eu penei muito. Acreditando que ao usar um chip ele sumia do inventário pra sempre, eu raramente usava no inicio, o que me fez perder horas de jogo só na primeira fase! Mas assim que entendi sobre o uso dos Chips e Backup, além do Jack-Out e a função de Salvar, consegui manter o passo e me divertir de verdade.

Bem, eu mencionei moedas, que são recolhidas das fases, ou caem dos inimigos derrotados. Quanto mais rápida for a derrota, melhor pra MegaMan, pois as chances de cair algo bom aumentam.



Isso vale alias pros chefes, que podem derrubar um Chip Especial caso sejam derrotados de forma rápida e eficiente. Tem como usar golpes elementais e estratégias de batalha que misturam os Chips com a jogabilidade Clássica, então dependendo do quão familiarizado o jogador esteja com o sistema, é possível derrotar os chefes rapidinho, ganhando Chips facilmente.

Alias, cada Chefe pode derrubar até 2 Chips Exclusivos, sendo um Ataque dele e o outro sendo o próprio Chefe, como uma Invocação. Como mencionei, cada chip tem um efeito, mas o mais interessante deles é sem dúvida a possibilidade de invocar os Chefes para ajudar MegaMan! É possível obter até 5 Chips de cada Chefe, tanto da Habilidade quanto da Invocação, e alguns são mortais.


Conseguir o número máximo de Chips não é difícil, pois eles acumulam e são fixos no inventário de Lan. Apesar deles se esgotarem, ao sair de uma fase eles são restaurados até a quantidade máxima já obtida. Por exemplo, os Chefes tem até 5 Chips de um mesmo tipo, mas se o jogador só tiver pego 2, ele será restaurado para 2.



Ah, apesar dos Chefes só serem enfrentados oficialmente 1 vez na partida, é possível acessar Dados de Batalha no mapa do Parque, onde o jogador escolhe um dos Chefes e o enfrenta.



Derrotando ele de forma rápida e sem sofrer muito, cai o melhor Chip, o de invocação. Se demorar um pouco, ou tomar muitos golpes, cai o segundo Chip, da habilidade. Mas se demorar de mais ou sofrer de mais, não cai nada.



É uma estratégia entanto coletar muitos Chips de Invocação, pois eles não só causam um golpe altíssimo, como também tiram MegaMan da partida pelo tempo de animação, facilitando as batalhas (principalmente nos próprios chefes).


Pois bem, parece muita coisa, mas na prática nem é. Tudo fica bem intuitivo e é sem dúvida algo muito dinâmico.

Então, hora de falar dos personagens. 

MegaMan



O nome dele na real é "RockMan.EXE" mas na versão que joguei (inglês) ele se chama simplesmente "MegaMan". Repare que o "Man" é junto ao "Mega", diferente da forma como eu me refiro aos jogos: "Mega Man" com as duas palavras separadas. Nenhuma das duas formas está errada. Na verdade, o nome "MegaMan" é uma adaptação americana do nome "RockMan". Mas, com o tempo, a palavra "Mega Man" passou a designar os personagens robóticos da franquia. Ou seja, todos acabam virando "Mega Man's", principalmente na saga ZX.



Mas, o protagonista da saga Clássica é o primeiro MegaMan, por isso seu nome meio que se tornou um termo no futuro (e, o título da série como "Mega Man" ou "MegaMan" se bobear vale até chamar de "Megaman").

Bem, nesse jogo ele é um Navi heroico, que tem muitas semelhanças com Rock (da saga clássica) mas, não fica claro se o "Rock" da saga Clássica existiu/existe/existiria/existirá nesse universo. Em pesquisas vi que o Battle Network se passa numa realidade paralela... mas como sigo aquela política de só acreditar naquilo que eu mesmo confirmo, prefiro nem mencionar isso enquanto não conhecer a fundo a franquia.

Mas, o que é mostrado em NT é que MegaMan é bem prestativo e leal a seu Operador, Lan. Alias, ambos semeiam uma forte amizade, e eu fiquei pasmo quando vi MegaMan falando coisas como "Lan, se liga, se tem prova amanhã, bora estudar" ou "Lan, não se esquece que sua mãe ta preparando a janta". O Navi simplesmente se importa muito com seu Operador... e vice versa.



Não é justo dizer que MegaMan tem as mesmas habilidades da versão clássica, em que ele toma os poderes de seus inimigos, pois não é bem isso que é mostrado (pelo menos não no NT). Os chips que influenciam as habilidades, e a forma física de MegaMan não é alterada (não em NT, mas sei que no BN ele muda até de cor dependendo do que equipa).

Apesar de terem Equipamentos (esqueci de mencionar isso, mas não é nada de mais, tem só 5 tipos que são elementais e aumentam a resistência ao elemento igual, ao mesmo tempo que diminuem a resistência contra o elemento oposto), MegaMan não muda de cor em NT.



Que mais... hm, MegaMan consegue uma habilidade de Carregar o Buster, atirando bolas de energia maiores e mais poderosas. Conforme ele é desenvolvido com upgrades, ele se torna mais rápido pra carregar e forte pra atirar.

Lan Hikari



O protagonista do mundo real é um garoto humano chamado Lan, que é o Operador/Proprietário de MegaMan. Ele é também seu melhor amigo, e é quem assume o papel de estrategista durante as batalhas.



Lan é apenas um menino, mas tem um enorme senso de justiça, o que faz dele o grande herói, ao lado de seu Navi, MegaMan.



No universo de BN, Net-Navis, Pets, e o ato de se conectar a Internet em qualquer lugar através de cabos dos Pets, é algo comum pra caramba, sendo algo inclusive estudado em escola (no primeiro BN, a história começa com Lan indo à escola, onde aprende a mexer no Pet em sala de aula... ai sim hein). No mundo de BN, os Pets são como Celulares, os Cabos são como Wi-fi, e os Navi são como os Banhistas (vish).


O Pet usado em Network Transmission tem o modelo do "Plug-in PET", o modelo que surge em MegaMan Battle Network 3...
Os muitos inimigos por exemplo, são Vírus da Internet, e os Chefes são Navis corrompidos. MegaMan é praticamente um Anti-vírus muito irado e praticamente independente, mas que segue as orientações de Lan. Alias, sabe aquelas Operadoras de Mega Man X? Alia e as demais? Lan é como se fosse elas, dando orientações, dicas, guiando MegaMan em suas missões.



Sobre a família de Lan, ele tem um pai, e uma mãe, e ambos são presentes na história, mas apenas por conversa. Eles não aparecem fisicamente, apenas por vídeo-conferencias pelo Pet (os Pets são bem versáteis)... alias, a mãe de Lan fica em sua casa, mas não entra em seu quarto então, apenas Lan pode ser visto.

Pai e Mãe



Como mencionei, os pais de Lan aparecem na história, inclusive chegam a falar pessoalmente com ele em algumas partes, mas nada disso é mostrado diretamente no jogo. Na real, o jogo se passa basicamente no quarto de Lan, e apesar dele sair de sua casa pra ir a determinados lugares, eles não são mostrados, apenas pelo mapa.


Pois bem, a mãe de Lan a todo momento fala de tarefas diárias e alimentação, coisas de mãe.



O pai de Lan é um tipo de cientista reconhecido, que vira e mexe trabalha com a Central (a organização que move a cidade saca). Ele é inteligente, e sempre ajuda e apoia seu filho em suas aventuras virtuais.



Basicamente é isso... lembrando que nada é revelado detalhadamente sobre nenhum deles no jogo. Tudo fica mais focado em MegaMan mesmo... porém pelos diálogos, da pra perceber a relação deles com o filho. Tipo, tem uma parte da história que MegaMan é desligado (seu Pet) e o pai de Lan repara ele. Claro que não da pra ver isso (pois basicamente o jogador controla o Pet>MegaMan>Lan), mas pela conversa é possível entender que o pai de Lan é muito inteligente e apoia seu filho completamente.

Mr. Wily e a WWW



Apesar de não aparecer, Wily é muito citado, principalmente pelos seus atos em MegaMan Battle Network. No caso, ele é praticamente idêntico ao Wily da franquia original, e também é o grande antagonista, líder de uma organização criminosa chamada "World Three" ou "Triplo Mundial", o "WWW". Ele é derrotado no primeiro jogo, por Lan, e seus planos frustrados com a WWW eram os mesmos que o vilão de Network Transmission.



Eu aproveito pra pedir desculpas, por um erro muito repetido por mim nas análises da franquia Mega Man. Eu sempre chamei "Wily" de "Willy" com 2 "L". Infelizmente esse é um erro simples, mas é um erro, e como já editei várias imagens com os dois "L" e já chamei ele assim tantas vezes, não vi outra solução boa se não editar tudo de novo... mas enquanto não faço isso, tento ao menos justificar esse erro com essa ressalva no meio de uma das análises, com o destaque merecido. Desculpe.

Mr. Wily reaparece nos outros jogos da franquia BN, mas ele não chega no mesmo nível do Wily da saga clássica... ele não se transforma num NetNavi... eu acho.


Tadashi Hikari



Esse cara nem é citado em NT, na verdade é, no final do jogo, em uma conversa muito rápida onde o vilão ofende o avô de Lan. Este é Tadashi, que é o Thomas Light da franquia BN. Ele é o criador dos NetNavi e ele também era o melhor amigo de Wily nos tempos acadêmicos. Menciono ele por mera curiosidade pois, ele é o avô de Lan, e tem a cara do Dr. Light da franquia clássica... duvido que isso seja mera coincidência... mas esperarei até conhecer a franquia pra falar mais dele.



E bem, existem muitos personagens que conversam com Lan e MegaMan, todos eles tem grande profundidade na franquia mas, em NT, aparecem mais pra orientar Lan e ajuda-lo em sua aventura. Existem também personagens que só são devidamente apresentados no Battle Network 2, pois são antagonistas do segundo jogo. Como mencionei, também há personagens exclusivos do Network Transmission, e acredite, são de enorme destaque pois, pelo menos 1 deles, tem uma importância vital pro título Mega Man. Falarei o básico de todos eles!

Mayl e Roll



Mayl é a amiga e vizinha de Lan, que apesar de não ter grande destaque em NT, ela pelo menos manda muitos e-mails e permite a maioria das conexões importantes de Lan em sua casa.



Ela é a operadora de Roll, que não tem "Man" no nome mas no nome original tinha ao menos o "EXE" se chamando "Roll.EXE".



Curiosamente, muito curiosamente, Roll leva o mesmo nome da "irmã" de Rock na franquia clássica... alias, todos os NetNavi tem nomes e até certas semelhanças com personagens da franquia clássica, aliás, robôs da franquia clássica.



O legal é que todos tem ".EXE" no nome original, o que insinua que sejam dados dos próprios robôs... mas é uma outra dimensão, sem conexão... por enquanto.




Só há um Chip de Roll, que serve para invoca-la pra causar dano no inimigo e curar MegaMan.

Dex e GutsMan



Dex é outro amigo de Lan. Ele parece ser valentão, mas é gente boa e muito respeitado por seu amigo. No final inclusive, Dex da uma lição de moral em Lan, o que motiva ele. 


GutsMan é o NetNavi mais parecido com seu respectivo personagem na franquia clássica... 



Mas apesar dele ser uma das primeiras lutas de MegaMan, ele não é um inimigo nesse universo, pelo contrário, é um dos amigos.


GutsMan libera dois Chips, um permite usar seu golpe esmagador, enquanto outro invoca ele, pra causar um dano alto no solo.


Causando dano a todos os inimigos presentes no solo.

Higsby e NumberMan



O vendedor do jogo é Higsby, amigo de Lan. Seu NetNavi também tem uma loja, no mundo virtual, onde em troca das moedas obtidas pelo jogo, da pra comprar upgrades e Chips pra MegaMan, além de Consumíveis como Sub-Tanques (com outro nome, mas é praticamente a mesma coisa).


NumberMan só aparece pra vender e atualiza sua loja ao longo do jogo. Já Higsby contribui significativamente pra história, dando informações, códigos e soluções pra alguns problemas de Lan, além de ter sua loja que também é atualizada. 


A diferença entre as lojas é que a de NumberMan tem o acesso um pouco mais dificultado, sendo preciso atravessar um mapa, enquanto Higsby mora perto de Lan, e claro, elas vendem itens diferentes, por exemplo...


NumberMan vende "PowerUps" pra MegaMan, enquanto Higsby vende Sub-Chips. NumberMan é o primeiro NetNavi em NT que não tem uma versão clássica. 

Yai e NeedleMan


Outra amiga de Lan, tal qual contratou NeedleMan como um jardineiro. Na real ele opera as máquinas do jardim dela, mas ele não é o NetNavi dela. Sem grande destaque em NT, ela só aparenta ser fascinada por plantas.


NeedleMan é um dos vilões exclusivos de NT, mas só por que estava corrompido. 


Na real ele é um dos aliados de MegaMan, enquanto na franquia clássica ele era um dos robôs malvados. 



Só a nível de curiosidade: O NetNavi de Yai é o GlideMan...



Que não aparece nesse jogo.


Chaud e ProtoMan

Chaud é o operador de ProtoMan, e pelo que é mostrado em NT ele é um agente da Central (Center), a organização policial da cidade de Lan, talvez do país... sei la. Pois bem, ambos são bem metidos, sendo Chaud um cara chato que adora se vangloriar para Lan, menosprezando ele por ser só uma criança civil. 



Enquanto ProtoMan se acha superpoderoso e muito melhor que MegaMan. Claro que em NT pelo menos, MegaMan derrota ProtoMan logo de cara, com dificuldade mas derrota.



ProtoMan é evidentemente baseado no ProtoMan da franquia clássica... 


E até seus movimentos lembram ele (mas influenciados pelos chips) sendo mais focados em contra-ataques e defesa...




Com direito até a escudinho.

Dr. Froid e IceMan



IceMan não é bem "amigo" de MegaMan mas também não é inimigo. Ele foi um inimigo em MegaMan BN, mas foi por ter sido manipulado pelos WWW, sendo obrigado a congelar o reservatório de água, para salvar seu operador, o filho do Dr. Froid. 



Depois que o problema é resolvido ele se torna um aliado, mas em NT ele volta a ser um "vilão" por estar contaminado com a falsa Vacina.



Também tem o IceMan na versão clássica, tal qual tem algumas semelhanças como a vestimenta e o tamanho...



Bem, daí vem a lista com todos os NetNavi que aparecem além dos parças de MegaMan.

Match e FireMan



Ambos ex membros da WWW, são Operador e NetNavi... entretanto eles não são bem "vilões" pois quando aparecem, é por causa de uma Vacina que corrompeu todos os NetNavi.




De cara, Lan não acredita nas desculpas de Match, mas depois descobre que nesse caso ele era inocente. 


Essa é sua versão clássica.

ElecMan



Ele é um ex-WWW que aparece numa armadilha para MegaMan e Lan, ou qualquer um que tentasse descobrir algo sobre o "Vírus Zero". Ele estava sendo manipulado pela vacina, mas pela forma como ele se comporta, provavelmente ele queria fazer aquilo, ele queria enfrentar MegaMan.




Mas, ElecMan depois de derrotado é desconectado, e seu Operador não é revelado. 


Ele também é um dos inimigos que aparecem no primeiro jogo, e tem uma versão com seu nome na saga clássica.

Madd e ColorMan



Na real Madd nem aparece, só é mencionada por ColorMan. Ela não dava bola pra ele então ele decidiu causar, simples assim.




ColorMan não parece ser mau, apesar de ser um ex-WWW.



Ele é o segundo Navi presente em NT que não tem uma versão clássica.

QuickMan




Ele não tem seu operador revelado até então, mas QuickMan é um dos vilões de MegaMan Battle Network 2. 



Ele faz parte do grupo de vilões do segundo jogo, mas em NT seu operador chega a agradecer Lan pela ajuda, anonimamente.




E também tem uma versão clássica.

ShadowMan



Esse é um dos NetNavis do segundo jogo, tal qual aparece previamente neste, como uma ponta pro segundo BN2.



ShadowMan não tem seu Operador claramente revelado, pelo menos não a foto, mas numa conversa pós-créditos, o mesmo revela que seu nome é "Dark" e que ele estaria por trás de uma nova organização chamada "Gospel", pseudo-sucessora da WWW. 



Ele é um ninja, e tem um robô com seu nome na saga clássica também.

PharaohMan



Outro que entra como personagem do segundo jogo, aparece aqui pela primeira vez (oficial) é o PharaohMan, um Navi muito antigo e poderoso, que é acordado por MegaMan, tal qual só consegue restaurar determinados dados graças a sala de PharaohMan, que tinha muitos dados antigos e compatíveis com o dado fragmentado que MegaMan possuía.



Depois de derrotado ele some, mas ele reaparece como vilão em BN2. No caso, tanto PharaohMan quanto ShadowMan são personagens secretos do BN1, que podem ser liberados como chefes secretos. Mas apesar disso, eles só aparecem de fato em NT, e posteriormente em BN2.



Na saga clássica há um PharaohMan, mas ele é bem diferente, apesar de ter também a temática egípcia.

BrightMan



BrightMan é um dos vilões exclusivos, que não é bem um vilão. Ele é um NetNavi que infecta os computadores de Higsby, e a pedidos do próprio cliente de Higsby, Lan derrota ele. No caso, BrightMan não tem seu Operador revelado.




Apesar disso, ele não é mal, só estava sendo prejudicado por uma vacina falsa.



Um NetNavi focado em luzes, que apesar de não ter uma aparência igual a de sua versão na saga clássica (MM3), tem pelo menos a mesma base (luzes). 




Ele só aparece no anime, como todos os "exclusivos" de NT... mas falo disso depois.

StarMan



Ele é um NetNavi sem Operador, que de certa forma ajuda o vilão do jogo a espalhar um vírus através de uma falsa vacina. Na real, pela forma como StarMan fala, e pela forma como Zero fala dele, StarMan parece ser um tanto quanto neutro na história.




Ele é um personagem exclusivo de NT e a verdade sobre ele não chega a ser revelada. 


No caso, StarMan deixa subentendido que não tem um Operador com suas falas...



E depois, Zero fala dele de uma forma muito pessoal, o que leva a crer que talvez, ele acreditava que a vacina que ele estava vendendo era real ou para o bem de Zero...




Sua versão clássica é diferente, mas também tem "estrelas" como tema.

GravityMan e SwordMan



Ambos são exclusivos de NT, e não tem suas histórias contadas. Mas, por estarem com dados referentes a Conta Zero, provavelmente eram NetNavis de Professor, o vilão da vez.



Nenhum dos dois demonstra grande inteligência ou significância, mas são evidentemente diferentes de outros Navis, não apenas por terem corpos bem maiores, mas por terem ataques que influenciam todo o cenário (os dados da região).




Eles também são citados como "Navis com Upgrade" e de fato, Professor diz que faz Upgrades em seus Navis. 


Ambos tem versões clássicas, bem diferentes esteticamente, mas semelhantes pelo tema. 

Professor



Esse é o humano por trás da liberação e proliferação do Vírus Zero. Ele criou uma vacina com o vírus e vendeu ela através do StarMan, expalhando o vírus, lucrando pelos rumores e compra desesperada dos operadores, e assim, pôde dar vida ao "Life Vírus" pra continuar os planos de Mr Wily. 


Ele é preso no final, e é um vilão exclusivo de NT... inicialmente.

Zero



Por fim, temos Zero.EXE, ou apenas Zero. Ele inicialmente é um Vírus que aterroriza a net, mas em sua primeira aparição real, ele demonstra ser um personagem super sensato, apesar de totalmente manipulado.



Zero estava preso na condição de vírus em uma conta antiga da WWW. O vilão do jogo reativa essa conta e usa esse vírus pra infectar a internet, vender uma vacina falsa, e com a grana por seus planos reais em prática, mas Zero não era mau, apenas mal usado.



Zero consegue se purificar graças a Lan e seu pai, que conseguem dados para isolar o lado vírus de Zero, transformando ele em um NetNavi.



Na primeira aparição de Zero, ele pergunta por StarMan, e depois reconhece MegaMan e Lan, dizendo inclusive que sabia tudo sobre ambos. Mas, a relação de StarMan e Zero não é mencionada novamente, deixando a dúvida no ar. Parecia até que StarMan "alimentava" Zero, tal qual estava preso na conta. Quando digo "alimentava" é num sentido figurado... StarMan meio que visitava Zero, ou algo assim.



O vírus alias, estava na própria vacina, e os Operadores com medo de serem infectados estavam pagando pela vacina e com isso, eram infectados.


A história



Tudo começa com o final de Battle Network...


Onde MegaMan derrota "Life Virus".


Depois de derrotar a WWW, o mundo da Net fica em paz, por um mês...


É quando um suposto "Vírus Zero" surge, ameaçando toda a Internet. 


Bem, Lan recebe alguns e-mails, dentre eles o do Operador de GutsMan, Dex, mencionando a vacina para o Vírus Zero, que ele já havia instalado em GutsMan...


E um da Operadora de Roll, dizendo que Roll estava perdida na net e elas precisavam de ajuda.


Então, Lan manda MegaMan para buscar Roll, mas o caminho estava obstruído por fogo virtual.


Na real, FireMan, um ex-WWW, estava incendiando a Net, por pura farra.


Após derrota-lo, seu operador, Mr Match, recupera a conexão com ele e diz que não teve nada haver com isso, e que FireMan havia enlouquecido, algo estranho pois ele tinha a Vacina instalada.


Depois disso, no mundo real, o pai de Lan descobre que a Vacina estava corrompida e era uma "Má Vacina".


Então, Lan decide buscar pelo responsável pela distribuição dessa vacina.


MegaMan encontra StarMan, um estranho Navi responsável pela distribuição da má vacina, mas o mesmo foge.


Seguindo em frente, MegaMan encontra GutsMan, enlouquecido, contra o qual ele luta...


E após derrota-lo, confirma que a Vacina estava corrompendo os Navi.


Daí a coisa fica bagunçada, com vários e-mails pedindo ajuda para Lan. Navis estavam loucos por toda parte, causando problemas na net e no mundo real.


MegaMan e Lan partem pra sua aventura, se conectando em vários pontos diferentes e enfrentando seus amigos, e até antigos inimigos.


Eles enfrentam NeedleMan, tal qual estava prejudicando o Jardim de sua operadora, ao corromper as máquinas dela.

 

Depois encontram um Navi chamado BrightMan, que estava zoando os computadores da loja de Higsby.


Encontram e derrotam IceMan, que estava impedindo o fluxo de água no Sistema Hidráulico da cidade.



E por fim encontram um Navi chamado QuickMan, que estava prejudicando o sistema bancário.




Após derrota-lo, ele desconecta... mas posteriormente Lan recebe um e-mail de um desconhecido, tal qual era o operador de QuickMan, agradecendo pela ajuda.



Então, o pai de Lan fala sobre o vírus Zero e sua relação com a vacina, e conta um pouco de suas pesquisas quando, de repente, o eterno rival de Lan se mete na conversa, falando pra deixar as investigações com os profissionais e até chamando Lan de uma mera criança civil.



Depois de uma bela apresentação de Chaud e ProtoMan como os "heróis da vez", Lan e MegaMan se sentem desafiados e entram num tipo de corrida pra desvendar o crime.




E após receberem mais e-mails, dentre eles um misterioso que dizia a localização do Vírus Zero...


E o e-mail de agradecimento do Operador do QuickMan...


Eles começam a caçada...


Buscando pelo paradeiro do Vírus Zero, Mega e Lan vão para o local mencionado no e-mail, quando surge ElecMan, um ex-WWW.




Suspeitando do comportamento de ElecMan, Mega o enfrenta e assim que o derrota...


Confirma que as coisas eram mais complicadas do que pareciam, e ElecMan estava sendo hackeado, mas ele desconecta antes de responder qualquer coisa.



Em seguida o pai de Lan entra em contato e diz que todos que estavam investigando o Vírus Zero haviam recebido e-mails com falsos paradeiros, onde nos destinos encontravam-se Navis hackeados e agressivos.



Depois, Lan faz uma nova conexão seguindo as orientações de Dex que percebeu anomalias no Arcade. Logo de cara ele encontra outro ex-WWW, ColorMan.




Depois de passar por um verdadeiro Cassino Virtual...



Mega alcança ColorMan, e o enfrenta.




E ao derrotar ele e sua bola...



ColorMan conta que Madd, sua operadora, estava ignorando ele e por isso, ele estava entediado, chegando ao ponto de causar problemas ao Arcade, local onde ele se divertia.




Ele também revela que está por fora do Vírus Zero, e que até onde ele sabia, o WWW já era.



Com o fim de mais um Navi bagunceiro, MegaMan começa a agir estranho, e Lan descobre que ele estava infectado com o Vírus Zero.



Depois de desligar o Pet um pouco, MegaMan é medicado pelo pai de Lan, que também recebe informações sobre o Vírus Zero, bem como sua origem, tal qual havia sido feito por Wily, na WWW e hospedado em uma conta chamada "Conta Zero".




Mas ele também diz que WWW havia abandonado a Conta Zero.




Recuperado, MegaMan volta pra ação, indo em direção à Conta Zero.




Com suporte de Higsby, Lan consegue acessar a Conta Zero partindo do PC de Dex e um código de Higsby...




Só que, ProtoMan e Chaud já estavam no local, preparados pra ação.




Apesar da rixa, Lan ignora Chaud e continua buscando pelo Vírus Zero, e em uma vasculhada próximo a entrada da Conta Zero...




MegaMan encontra um arquivo estranho e codificado que ele envia para o pai de Lan para ele decodificar, seguindo em frente na aventura...




Após passar pelos desafios da Conta Zero, uma conta antiga porém lotada de vírus poderosos e armadilhas...


ProtoMan aparece, enfraquecido no meio do caminho. Ele havia sido infectado com o Vírus Zero e estava ficando lento e fraco, igual MegaMan. Daí, Lan aconselha Chaud a desconectar ProtoMan e desligar o Pet, e assim ele faz, deixando o trabalho para Lan e MegaMan.




Então MegaMan encontra SwordMan, um Navi desconhecido e com upgrade.




Sem papo, SwordMan e MegaMan se enfrentam, e quando ele é derrotado...




Ele deixa um código de acesso da Conta Zero, que permitia ir mais fundo na conta.




Então MegaMan avança.



Ele acessa uma estranha área com dados "lentos" tal qual fazia ele ficar bem mais pesado dependendo do solo. Pois bem, ele passa por esse nível...




E encontra um local ainda pior, com a gravidade invertida dependendo do ponto onde ele passava...


Depois de enfrentar esses desafios estonteantes...


MegaMan encontra o responsável, outro Navi desconhecido e com upgrade, o GravityMan.




Depois de enfrenta-lo e derrota-lo, mais um código é liberado.



Mais uma porta aberta e mais uma conexão...




E uma área com os dados "acelerados" é liberada, tal qual fazia os saltos de MegaMan irem bem mais alto.



No meio do caminho, o pai de Lan informa que criou uma vacina pro Vírus Zero, porém ele tinha a capacidade de evoluir e se adaptar. Ainda assim, MegaMan recebe a vacina e melhora de vez, seguindo em frente na fase perigosa.



 Enfrentando vírus realmente poderosos...




Até chegar ao Navi responsável pela região, o estranho StarMan!




StarMan não consegue fugir dessa vez, e enfrenta MegaMan.



Após derrotado, ele reconhece MegaMan...



Mas após dizer algo como "Mas continuo sem saber o que aquele cara está tentando fazer..."




Ele desconecta... sem nem terminar de falar.



Pois bem, MegaMan pega o último código pra ter acesso total a Conta Zero.




MegaMan finalmente acessa totalmente a Conta Zero, e após passar por todos os desafios e obstáculos.




Ele encontra ele... Zero...




Zero não apenas parecia um Navi, como também era consciente. Após conversar com MegaMan e Lan...



Falando um pouco de si, e revelando que ele era um vírus diferente... 




Declara que não desistirá de sua vida, e irá lutar por ela.




Depois de uns "Ra! Ra! Huh!"...


Zero é derrotado, e demonstra ser um cara legal, sendo poupado porém...




ProtoMan e Chaud aparecem, prontos pra destruir Zero.



Mas o pai de Lan salva a pátria, ao dizer que aquele Dado Codificado que MegaMan havia lhe enviado era a chave pra transformar Zero em um Navi, desabilitando sua função como vírus.




Zero havia se tornado um Navi, livre pra viver, sem sua maldição, sem ser um "mal". 




Mas antes de tudo acabar, o verdadeiro vilão, aquele que reabilitou a Conta Zero, aparece: Professor.



O filha da mãe havia liberado o Vírus Zero para em seguida vender a Vacina Falsa através do StarMan, e enquanto geral se matava no Cyber Mundo, ele juntava grana pra ressuscitar o Life Vírus, aquele que MegaMan destruiu no inicio do jogo.



Mas pior do que isso, o desgraçado queria o Life Vírus pra hackear computadores militares e explodir o mundo inteiro, exterminando a raça humana! (LOL)



ProtoMan e MegaMan são desconectados então, devido a periculosidade do meliante, e Zero é deixado la, sozinho, machucado... mas beleza...



Agora que a por4 ficou séria, não era mais hora de crianças brincarem de caçar vírus na net, e Chaud convoca o pai de Lan pra resolverem tudo na Central. Enquanto isso, Lan fica de mãos atadas.




Após pensar um pouco na vida... e no vírus da vida....




Lan fica chateadão... até ser motivado por Dex.


Daí ele pega seu Pet, acessa a Net, e vai em busca do Life Vírus... depois de ler seus e-mails onde Zero o agradecia pela força e seus amigos mencionavam a "Undernet"como suposto esconderijo do Life Vírus.



Pra acessar a Undernet, a galera tem que ser barra pesada (é tipo a DeepWeb) e MegaMan banca o malzão, conseguindo tal acesso.




E adivinha, GutsMan estava la!




Então, MegaMan segue em frente, mas não chega muito longe, pois pra acessar a Undernet de fato, ele precisava passar pela segurança dela, e até mesmo a Central não estava conseguindo. Chaud e ProtoMan são encontrados inclusive, e são eles que explicam que pra acessar a Undernet eles precisavam encontrar o código.




Daí, MegaMan e Lan buscam pela Net... indo em locais ainda não visitados até então. Eles decidem explorar a antiga região dos ex-WWW, a partir da Escola, e também ganham dicas de Dex sobre um misterioso local onde talvez houvesse alguma coisa sobre o Código da Undernet.




Então eles partem para a Metroline a partir da Escola, local que os WWW usavam pra se locomover.



Após passar pelos obstáculos e vírus da área, eles encontram ShadowMan...




Um desconhecido Navi, contra quem MegaMan luta pra obter o Código que ele mesmo declara ter.



Após vence-lo, ele apenas some, depois de destruir todos os códigos. Mas, a pedidos de Lan, MegaMan recolhe os dados fragmentados assim mesmo.




Em seguida MegaMan vai para a região misteriosa que Dex falou.




La ele encontra um tipo de net com temática egípcia, bem antiga e em ruínas...




Depois de passar pelo mapa, surge PharaohMan.



Um Navi antigo, muito antigo e desconhecido, que não fala muito e já chega batendo por terem atrapalhado seu sono.



Depois de vencê-lo, e a todos seus sarcófagos e ratos, ele some... mas deixa arquivos antigos, que Lan pede pra MegaMan recolher.



Por sorte, o pai de Lan tem a ideia de tentar juntar os dados fragmentados com os obsoletos, e consegue reparar o Código da Undernet.




Com o código e incentivo de seu pai, Lan e MegaMan vão pra Undernet... porém antes ele decide mostrar quem é o mais forte pra ProtoMan.




Uma BattleNet ocorre, na porta da Undernet...




E após MegaMan derrotar seu eterno rival ProtoMan...




Ele finalmente fica pronto pra deter o mal maior: Life Virus... de novo.




A Undernet é estranha, perigosa e cheia de Vírus Poderosos e Elementais... mas MegaMan consegue supera-la.




E logo após vencer um Vírus Grandão...




Professor entra em contato.




E apresenta suas cópias Navi baseadas nos dados coletados pelo Vírus Zero...




Primeiro vem FireMan, que após derrotado da lugar ao...




GutsMan, que depois vira o...




NeedleMan, que assim que é derrotado vira o...



BrightMan, que assim que é derrotado da lugar ao...




IceMan, que logo após cair vira o...




QuickMan, que depois de perder da lugar ao...



ColorMan, que por fim, ao ser derrotado, da lugar ao...


ElecMan... o último Navi infectado, totalizando 8 (clássico!)




Após derrotar todos esses Navis falsos, seguidos, sem pausa ou descanso (é... tenso!)...



MegaMan e Lan partem pra enfrentar o Life Virus, de vez!




Mas um monte de vírus poderosos aparecem (cada um deles é bem tenso pra derrotar)...




E todos os amigos de Lan e MegaMan aparecem pra ajudar.




Permitindo que MegaMan finalmente enfrentasse o maldito Life Virus.



A batalha é intensa... Life Virus "R" é apelão, usa todos os elementos possíveis e se defende contra eles também...




E depois de uma luta muito, muito exaustiva...



A forma final dele, a verdadeira, aparece... (repare no número de vidas... eu também já tinha gasto todos os Chips do Deck, e todos os itens consumíveis... olha o HP!)




O filha de uma put4 com cara de demônio é destruído!



Mas Professor nem fica muito grilado pois ele mesmo diz que era só questão de tempo e dinheiro pra fazer outro Life Vírus, e uma versão ainda mais forte.




Dito isso...




A policia invade a casa do cara, e o prende...




As autoridades da Central prenderam o cara no mundo real, enquanto Lan derrotava ele no cyber mundo. Tudo graças ao...



Zero! O Navi Zero havia usado toda sua influência de quando era vírus pra localizar o endereço de Professor e divulgar para a Central. Graças a Zero, Professor havia sido preso!




Zero então se despede de Lan, diz que irá explorar o Cyber Mundo... monitorado.




E o jogo termina.




Tudo volta a paz... a Internet tava de boa, a vacina real foi distribuída, o Professor tava em cana...




E Lan tava felizão com MegaMan! Alias, reparou que ele coleciona bonecos de ação dos Navis derrotados?



Mas após os créditos... uma conversa de ShadowMan é mostrada, com um cara omisso chamado "Mr Dark"... tal qual recebe a notícia da derrota de Professor e diz que o próximo passo será dado... mencionando "Gospel", uma nova organização criminosa.




E a história continua... em MegaMan Battle Network 2, de GBA!


É isso.


Vejamos... o que faltou...


O anime...



Então, eu não cheguei a terminar o anime, assisti apenas os episódios que passavam na TV na época... mas me lembro que era muito legal, e com toda certeza foi um dos melhores animes feitos sobre MegaMan, apesar de ser totalmente baseado na Franquia Battle Network.

Existiu um outro anime que era baseado na franquia Clássica, tal qual também é muito bom, mesmo com seu MegaMan todo musculoso...



Mas um detalhe curioso, é que o Network Transmission parece se basear muito no anime, apesar de não ser totalmente fiel aos fatos apresentados no anime (como Zero.EXE e sua origem). Mas pra mim, os fatos apresentados no jogo sobrepõem os fatos apresentados na animação. Sendo spin-off ou não, ele tem mais valor, só pelo fato de ser um jogo. 


Mas... beleza... se um dia eu falar do anime e dos demais jogos BN, talvez fale melhor disso, e até tente teorizar sobre uma conexão entre BN e a franquia Clássica... 


Que mais...

Eu sou muito ignorante com certas coisas... plataformas e portáteis por exemplo. Mas... sei que talvez você tenha ficado curioso quando ao Wonder Swan (se é que já não conhecia rs) então, leia essa matéria da UsGamer que fala tudo o que é preciso saber sobre essa obra histórica. 

PS.: Bass, um personagem clássico, pode aparecer em sua versão Battle Network antes de aparecer de fato no segundo jogo, como uma recompensa em NT. No caso, se o jogador coletar todos os Chips do jogo, pode lutar contra Bass.EXE. Eu não coletei, e apesar de muito curioso, creio que demorarei pra ir atrás dessa recompensa, pois atualmente estou escrevendo sobre Mighty N°9 e Alan Wake American Nightmare.


Que mais... acho que é só. 

Bem, obrigado pela leitura e espero que tenha curtido...

Qualquer coisa, só comentar. 

Até a próxima!

6 comentários:

  1. É incrível como esse jogo ainda gera rage do "fãs de megaman(para mim,é fanboy).Ainda sinto que a Capcom tentou revitalizar á série muitas vezes,mas sempre acontecia algo e ela acabou lançando mão.
    Conhecia sim o Wonder Swan(já cheguei a ver um funcionar,mas não achei nada demais) e gostei muito do cartoon,apesar de nunca consegui ver inteiro(tenho que agradecer a rede Globo por isso).
    Apenas isso Shady e quanto a sua análise do Mighty N°9,bem...sempre gostei de polêmica nova.Cheers!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, eu joguei NT e Mighty n9 seguido, e sabe o que percebi? Alan Wake roda a 60 fps no meu pc! kkk...

      Na real eu curti o NT, pretendo alaisar a franquia um dia... já pensou eu consigo de alguma forma enxergar conexão entre BN e clássico?? Seria ótimo...

      Bem, eu também fui uma das vítimas da Globo...

      E por fim, provável que não seja algo tão polêmico...

      See yah! E... Cheers!

      Excluir
  2. Belo post Carinha, esperando pela analise do Mighty n9.

    ResponderExcluir
  3. O vírus zero mencionado no jogo se refere aos eventos de megaman x5! Ou seja, o cyberspace é uma dimensão que une outras dimensões!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim... isso também fica evidente em MMZero pois a Cyberspace também pode ser acessada la. Sem fugir muito da ficção de MM, imagino que a cyberspace é uma rede semelhante a internet que manteve todos os dados da história e os embaralhou.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+