PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

segunda-feira, 28 de abril de 2014

AnáliseMorte: Silent Hill - Shattered Memories - Tudo o que você DEVE saber sobre SHSM.

Héhéhéhéhéééééé... que retardado né?!

Enfim... cheguei no momento mais esperado da saga SH, o momento de falar dele, o rejeitado, menosprezado, ignorado, odiado e considerado "Pior Silent Hill da franquia", por muitos idio... jogad... crit... anali... muitos... é... muitas pessoas que acham que sabem o que é Silent Hill.

Bem, estou eu aqui, todo atrevidinho, prontinho pra dizer tudo, tudo o que é preciso ser dito e compartilhado sobre esse game, que na minha opinião é um dos melhores Silent Hills já feitos na face do universo. 

Preparado pra ler tudo sobre Silent Hill Shattered Memories? Sim? Não? Não!?!?! Então some. 


Esse post é pra quem quer de fato tirar qualquer dúvida sobre esse jogo, e provavelmente jogadores pré-alienados irão odiar tudo ou boa parte do que estiver aqui. Mas se você ler até o fim, não importa com quais olhos, tenha certeza que será convencido completamente de minha... interpretação. 

Pois é... eu quero pedir perdão pela forma que falei acima. Em comentários me fizeram ver o quão prepotente fui só nessa introdução então, por favor, não se incomode em ler minha análise se você é um dos que chamei de "alienados", Você tem o direito de acreditar no que quiser acreditar, e tudo o que falarei abaixo tem fundamentos que pra você, que já tem uma crença pré estabelecida, parecerão muito questionáveis. Mas, se eu me dei ao trabalho de digitar isso aqui, tenha certeza que ao menos uma boa pesquisa eu fiz. Não sou nenhum leigo e sei bem do que falo, e sei que você também não é um, mas, se chegou a esta postagem, com certeza poderá se decepcionar muito com o que lerá. De toda forma... obrigado Master Shadow pela lição de moral e cara, eu nunca minto! 


(Deu pra ver que o bagulho vai ser polêmico né?! Então...)

Boa leitura!


PERIGO PSICOLÓGICO

Esse post possuí um grande nível de Terror Psicológico, Violência, Apelo Sexual Leve e muito, muito Spoiler. Então recomendo que você não leia se não for maior de 18 anos, ou maduro suficiente para entender que se tem a droga do aviso sobre Spoiler, é porque tem Spoiler merd4! (perdão pela prepotência, arrogância e ignorância nesse aviso... só que é tudo porque em uma postagem sobre SH, a primeira alias, um cara me xingou por eu não ter avisado que tinha spoiler, me deixando irritadíssimo, então, perdão pelo nível de agressividade contida aqui... viu... ta um post carregado rs)

Então, esteja avisado. 

Começo dizendo que terá uma palavra que não pronunciarei até o final da análise, e quando chegar la, direi qual a palavra e porque essa frescuraiada toda...


Se você já jogou Silent Hill SM, possivelmente interpretou o jogo da forma comum, como todos os demais jogadores da terra também fizeram, e mesmo estando "certo"... você provavelmente foi muito enganado.

O jogo é na realidade uma enorme mentira, esfregada na tua cara da forma mais tapada possível, e você, como jogador, precisa peneirar essa mentira e descobrir o que nela é verdade, ou pode ser verdade.

Infelizmente, eu, durante toda minha vida de internet, não encontrei uma única pessoa que tenha encontrado a verdade no jogo... daí coube a mim, como fan, descobrir.

Eu interpretei por conta própria, e li bastante até chegar às conclusões que mencionarei a seguir, mas... ainda assim... podem haver pessoas que discordem completamente do material aqui postado, mas acredite se quiser acreditar: Jaz Aqui a Pura Verdade.

Todo jogador (ou curioso que não jogou, mas viu por "análises" ou vídeos) que conhece Silent Hill Shattered Memories comete exatamente o mesmo erro, sempre. E esse erro, ocasionado por uma pequena armadilha implantada no jogo, faz com o que o jogador acredite de pés juntos numa verdade totalmente duvidosa e incompatível com o título Silent Hill. 

Difícil entender? Até o fim da análise você entenderá!

A interpretação mais comum que todos tem é a seguinte:

Tudo começa com um homem chamado Harry sofrendo um acidente de carro, e ao acordar após o acidente, percebe que sua filha, Cheryl, não se encontra no carro, decidindo procurar por ela desesperadamente, pela enevoada e sombria cidade de Silent Hill. Conforme busca por sua filha, ele descobre que a mesma não possui mais apenas 7 anos, e que ela cresceu muito e no final, descobre que na realidade, ele mesmo morreu no acidente a anos atrás e aquele que está vivendo seu papel, é apenas uma criação da cabeça de Cheryl, que obstante em acreditar na morte do pai, criou um "Harry Imaginário", que estaria condenado a buscá-la por toda a eternidade. 

Bem,  meu caro, essa é a interpretação correta... se você caiu na armadilha.

A história seria muito boa se fosse só isso, já surpreenderia bastante gente e coisa e tal... mas a história vai muito, mais muito além disso ai.

A armadilha foi instalada bem no início no jogo, na parte do "Tudo começa". Esse jogo não é o primeiro, e nem chega perto do primeiro. E não digo isso porque ele foi o sexto game feito oficialmente com o título Silent Hill, mas sim pelo fato dele ser, cronologicamente/historicamente a terceira sequência.


Se não entendeu a imagem eu explico: Tudo começa em Silent Hill Origins, onde a interferência do protagonista gera Alessa e Cheryl; Depois inicia a história em que Harry interfere, em Silent Hill 1; Em seguida tudo continua em Silent Hill 3, através de Cheryl/Heather; E no final, tudo "acaba" (ao menos por enquanto) em Silent Hill SM, com a suposta conclusão da história Mason.

Sim... ele é o quarto jogo da história de Silent Hill, olhando de forma linear, e a partir do momento que um jogador inicia algo, acreditando que esse algo é o "inicio", ele vai se enganar bonito.

Sabe... a interpretação popular é exatamente a mesma que o Dr Psiquiatra do jogo tem ao finalizar sua análise sobre a história do próprio jogo... ah... isso... 

Antes de continuar, preciso dizer como funciona esse SH, afinal ele é bem diferente dos anteriores (INCLUSIVE O PRIMEIRO)

SisteeeeeeeeeeMa!!!!


O jogo é dividido por 4 fases diferentes. E não me refiro a "telinha" ou "mundinho", não, eu digo fase no sentido de forma de jogar mesmo. Ele funciona de Quatro Formas, a após passar pelas quatro formas, você passa de "telinha" e "mundinho" e vai pro que seria o próximo capítulo.

Primeira Forma: Você fica em primeira pessoa, e passa  por um tipo de consulta com um Psiquiatra/Psicólogo/Médico/CaraSexualmenteCompulsivo que tenta te "ajudar" avaliando seu psicológico. 



Após responder os questionários ou realizar as tarefas pedidas pelo doutor, você passa pra segunda forma, onde você conta uma historinha.

Segunda Forma: Você controla Harry, um homem em busca de sua filha, com uma lanterna em uma mão e um celular na outra. 



Cabe a você explorar o local atrás de qualquer pista sobre o paradeiro de sua filha, ou informação sobre que merd4 ta havendo contigo. É ai que tu passa pra terceira forma.

Terceira Forma: Ainda no papel de Harry, você passa a interagir com coisas que parecem "fantasmas" perdidos por todo lugar, inofensivas, porém perturbadoras. 


Após isso, você entra na quarta forma.

Quarta Forma: Você permanece sendo Harry, porém entra num estado de caganeira total, onde tudo ao redor fica congelado, gelo puro, e distorcido, e um monte de criaturas humanoides correm atrás de você, (que não sabe lutar nem se defender) e precisa correr para qualquer parte, em busca de uma saída desse pesadelo. 


Hora do Self!
Ao se salvar, você retorna pra Primeira Forma, em um novo capítulo, ou retorna para uma nova Segunda/Terceira Forma, até que a quarta chegue e quem sabe, você chegue ao fim e mude de capítulo.

Há momentos durante o gameplay como Harry em que ele conversa com pessoas. Durante essas conversas, ele também entra na Primeira Forma, mas é possível ver partes do corpo dele como os braços e pernas, além de poder se movimentar (dentro dos carros).


Bem, não há game over aqui, você pode falhar, "morrer", errar, mas o jogo vai continuar. Seja de onde parou ou do último "ponto salvo", mas tudo continuará.


Geral te confortando por ter perdido... snif
Não há chefes no jogo, nem batalha. Como Harry, tudo que você pode fazer é derrubar objetos para obstruir a passagem dos monstros... 


Que não podem ser mortos, e na real andam pelas paredes quando você ta de costas... então não adianta muito jogar objetos no chão...

Se esconder embaixo de camas ou dentro de armários... 


Mas os monstros vão permanecer perambulando então... você vai ser pego cara... você vai ser pego!

Ou acender uma tocha sinalizadora que afasta os monstros... 



Por um curto tempo, pois ela apaga quando você menos espera e aquela coisa te agarra e começa a te abraçar até você morrer de amor. 


Abraço da Morte, sugará todo seu amor!

Caso os inimigos agarrem o Harry, ele pode se sacudir até eles soltarem e caírem no chão, pra que ele possa esmagar a cabeça deles (sóquenão) continuar correndo, já que é mais seguro.

O jogo fica nessa, até o final. 

O que chega mais perto de um "Chefe" é o próprio doutor, que é como um puzzle inicial pra cada fase, que define como a mesma será. O jogo tenta avaliar a personalidade do jogador e definir os capítulos com base nessa avaliação. 

Tipo... um jogador tarado terá as fases de forma mais... pervertida... lotadinhas de manequins desnudos e cartazes com mulheres de biquínis... e mulheres provocantes! (Sei disso porque... bem... eu sei né).

Esse doutor tenta explicar tudo da vida de Cheryl, com base no perfil de Cheryl e da analise sobre ela. E é nessa explicação que a maioria cai.


Para entender direito, é preciso conhecer algo além de Silent Hill Shattered Memories. É preciso conhecer Silent Hill. É preciso conhecer algo além de Cheryl do SM, é preciso conhecer Cheryl, Heather, Alessa, enfim... para se entender a verdadeira história de SHSM, têm-se de conhecer toda a história de SH.

E eu conheço!!! Tive de conhecer, pois não da pra engolir as explicações forçadas do Shattered, e depois que eu enxerguei o jogo da forma certa, eu vi que ele é bem mais profundo do que aparenta. 

Antes de continuar, se você não quiser se perder, recomendo ler minhas análises sobre Silent_Hill_1 Silent_Hill_3. Pode ler, se quiser, a analise sobre  Silent_Hill_2, mas ai já é um tanto quanto opcional, pois da pra explicar os elementos inspirados nele sem precisar contar a história.

Continuando: 

A história REAL do jogo é a seguinte:

Heather perde as estribeiras e entra em choque após o assassinato de seu pai. Porém, ela continua vivendo.
Ela muda seu nome de volta pra Cheryl e passa a viver com sua mãe adotiva, mas sua perturbação se torna prejudicial a partir do momento que as coisas começam a tomar forma e ganhar vida, e sua mente fica cada vez mais confusa, misturando todas suas recordações, tanto de seu pai, quanto de Alessa e a antiga Cheryl, o que só agrava ainda mais sua situação e deturba sua própria personalidade.
Ela fica nessa por oito anos, tentando superar a morte de seu pai: Ela volta pra escola, namora, viaja, faz amigos, enfim, ela vive. Mesmo assim sua tortura psicológica continua até que ela chega a um nível de confusão extrema e quase perde o controle de seus poderes...
Buscando ajuda-la, sua mãe adotiva agenda uma Consulta Psiquiátrica para Cheryl, que aceita. Nessa consulta, Cheryl conta a história de seu paim, que é a origem de todo seu abalo. Mas ela se encontra perturbada ao ponto de misturar as histórias dela, de seu pai e da antiga Cheryl.  
Enquanto ela conta a história, e o médico avalia, ela acaba dando vida a uma forma física de seu pai, no universo paralelo de Silent Hill, devido seus poderes. Esse pai, passa a viver a narrativa de Cheryl, mas devido as inconsistências e memórias bagunçadas, ele adapta a si mesmo à uma história paralela e confusa, lotada de furos.
Enquanto a projeção de seu pai procura por ela, ainda com 7 anos, em um universo em que ela já está com 25 anos, o Doutor busca interpretar a história da forma mais plausível e sã possível, até chegar à conclusão.
No final, o doutor diz que Cheryl precisa aceitar a morte de seu pai, e parar de imagina-lo como vivo, ou como o herói que ela tanto sonhava que ele era. Ele chega a dizer inclusive que ela viveu 18 anos sofrendo por um pai que ela nem chegou a conhecer, e que ele era só um ser humano comum, um homem, e que não era nada daquilo que ela imaginava que ele era. 
Cheryl aceita esse fato, de que seu pai morreu e nunca voltará. Ao menos é o que o Doutor Sabidão acha, pois as coisas de Silent Hill não se resolvem com terapia...


Viram? Aquela conclusão de que o pai morreu no acidente e a Cheryl tava viajando na lembrança dele é correta... se você pensar apenas na avaliação do Doutor do SM. Mas meus caros, o jogo se chama "Silent Hill Shattered Memories", e não apenas "Shattered Memories", então a história tem de ser lida conforme o título exige. 

Um jogador de Silent Hill, um de verdade, ao jogar SM reparou nas inúmeras irregularidades no roteiro. E um jogador de verdade também repara que essas irregularidades são propositais, alias, mais que isso: São Parte do Jogo.

Pra ilustrar ainda mais, vou falar de cada um dos personagens desse belíssimo jogo, e explicarei o que eles realmente são, quem são, pra que servem, e etc.


Harry Mason




Quem é esse cara? Bem... o Harry real se sacrificou por sua filha, duas vezes. Chegou a impedir um ritual satânico de ser concluído. O cara foi morto em sua poltrona, dentro de casa, por um monstro, só por vingança. Ele sozinho salvou a vida de uma policial, e fez todo possível pra educar sua filha, adotiva, como muito pai biológico por ai nem sonha em fazer.


Mas e agora, quem é esse Harry Mason do Shattered? 


Bem... ele é um monstro, semelhante àqueles que o perseguem, porém com o físico e memórias espelhadas no que Harry era. Apesar disso, apesar dele ser só um tipo de fantasma do passado (baseado no Harry que sofreu um acidente de carro e foi atrás de sua filha, à 26 anos atrás), ele aprende coisas sobre o Harry que faleceu posteriormente, e as integra, se tornando um tipo de hibrido confuso entre o Harry do passado e o Harry também do passado, mas nem tão passado assim... pera... deixa eu exemplificar melhor: Ele é um hibrido do Harry AH (Antes de Heather) e o Harry DH (Depois de Heather)


Então até da pra descobrir um pouco mais sobre Harry Mason real, através desse falseta ai. 


Harry, depois de tirar sua filha (bebê) de Silent Hill, decidiu se mudar, e ter uma vida nova, oferecendo uma vida melhor para essa segunda chance, sua segunda Cheryl. Ele buscou uma esposa, se casou, porém quando Cheryl completou uns 7 anos (como algum tipo de maldição, só pode) ele precisou se separar de sua esposa nova, e fugir com Cheryl. A razão foi por causa de membros da Ordem que os perseguiam, e rolou até assassinato, mas isso não importa. O importante é que... depois disso, 10 anos depois, os nego da Ordem encontraram Heather (Cheryl, que teve o nome mudado e o cabelo tingido) e assassinaram o Harry. 



Harry faleceu em sua poltrona, como eu já mencionei. Quando enterrado, sua morte foi registrada como sendo provocada por um acidente de carro, afinal nas circunstâncias reais, onde ele foi empalado por um monstro de Silent Hill, não serviriam como explicação decente para as autoridades legais.

Então... esse é o Harry que acaba sendo fundido ao Harry do acidente de carro original, e bem... o novo Harry, todo confuso, com Smartphone e aliança, é na realidade a mescla desses Harry's, de tempos diferentes. 

E de onde ele surgiu afinal? 


Harry encontrando sua filha...

Simples: Ele nasceu de sua filha, Cheryl.



Cheryl Mason 






A história de Cheryl já foi mais do que explicada. Disse sobre a crise dela, e em Silent Hill 3 eu contei tudo sobre ela. Mas vejamos o que posso acrescentar.


Em SM descobre-se que Cheryl já foi presa, já namorou com um cara bem mais velho, já concluiu os estudos, porém tudo isso em meio ao trauma da perda de seu pai. 


Aqui ela está com 25 anos de idade. Isso pode ser calculado com base nos números citados no próprio jogo. 



O Doutor menciona que ela esteve 18 anos lutando contra a realidade, de seu falecido pai. Isso indica que a partir da morte do pai dela, se passaram 18 anos, e para o médico, o pai dela faleceu no primeiro acidente de carro, em Silent Hill (afinal é essa a história que a confusa Cheryl conta), quando ela (a antiga Cheryl) tinha apenas 7 anos. (idade que o Harry menciona várias vezes em sua busca). Só somar: 18+7 = 25... 



A "Cybil" reafirma a morte de Harry a 18 anos atrás. Mas isso é impossível, considerando a idade de Heather (18 anos na época da morte de Harry na poltrona, mascarada como acidente de carro). A menos que Cheryl tenha 36 anos (18 anos de idade + 18 anos após a morte oficial). Ou seja, Cheryl teria 36 anos de idade caso o pai tenha falecido de fato a 18 anos atrás. Ou o doutor está muito enganado (considerando que a Cybil surgiu baseada em informações do próprio doutor, corrompendo a história de Cheryl) ou Cheryl é muito bem cuidada, pra ter uma aparência tão jovial com seus 36 nas costas.


Cheryl retomou seu antigo nome depois que o detetive Douglas a levou para sua antiga mãe, aquela que Harry havia se separado para escapar da Ordem. 

Aliás... Douglas era visivelmente bem mais velho que Heather/Cheryl, e bem... eles se deram bem no final do SH3... seria ele o "namorado" mais velho de Cheryl na escola?! É citado que era um professor e talz, mas... para suprir a falta do pai... valeria qualquer coisa não?! E o cara era boa pinta... velhinho mais boa pinta... enfim...

Ela chegou a ser presa, isso é mostrado pela Cybil quando esta tenta convencer Harry de que sua filha não tem apenas 7 anos. A razão eu não sei, mas foi presa e pronto.



Ela passou por várias atrocidades até chegar onde chegou, traumatizada, porém o principal motivo de seu trauma permaneceu sendo seu falecido porém amadíssimo pai. Ela realmente ficou abalada com isso.



Cheryl é a pessoa que está no consultório do Doutor Sabidão, e ela só mostra o rosto no final do jogo, quando seu pai entra pela porta do consultório e se despede, por causa do Doutor que encheu o saco pra faze-la acreditar que seu passado era uma mentira.


Ah! Cheryl é uma das Crianças da Ordem, então ela tem essa capacidade de criar realidades paralelas distorcidas, onde sua imaginação, medo e maiores sentimentos ganham vida. Todas as personagens que aparecem no SM, tirando Cheryl, o Doutor e a mãe dela (a que aparece no final apenas) são fictícios, gerados pela mente dela, nas Realidades Paralelas de Silent Hill. Tudo, incluindo os monstros, são gerados por ela.

Um extra que me toquei depois de comentar e debater com comentaristas: Cheryl não está passando por toda essa tortura psicológica e confusão porque o pai dela faleceu. A morte do pai dela foi apenas o estopim para que as memórias dela e sua antiga "eu" se misturassem. Sim, isso ainda é a base para sua tortura, mas não é a tortura propriamente dita. Ela sofre com as memórias confusas de seu passado e presente, e esse é o material do jogo. O que gerou essa bagunça é o pai dela, mas a história não gira unica e exclusivamente em torno dele, a história gira em torno dela. (Se disser que eu me auto contradisse na análise eu vou mandar a merd4, pois to me esforçando aqui pra explicar as coisas do meu jeito, mesmo eu sendo um lixo como escritor!)




Doutor "Kaufmann" (Doutor Sabidão)







Ele não é o mesmo Kaufmann dos demais Silent Hill's, e provavelmente o nome dele nem é esse de verdade. 


A questão é que para Cheryl, ele é reconhecido dessa forma. Um médico idiota que ta no caminho dela, igual Kaufmann no caminho de Alessa. 



Eu, particularmente odiei esse cara. Ele tenta crescer em cima de Cheryl e se passar por superior, analisando ela de forma supérflua e nada, mas nada convincente. 



O cara nem conhece o histórico de sua paciente por completo, e tenta avalia-la com base na historinha que ela conta... isso não é profissional.


Os testes dele são bem ultrapassados, e os argumentos limitados... e o cara me chamou de brocha! Ele disse que eu tenho problemas com sexo!!! Disse um monte de coisa fofinha sobre minha personalidade e no final falou que sou "Ruim de Cama"!!! O cara nunca dormiu comigo, como ousa dizer isso? De onde ele tirou que eu sou sexualmente inexperiente? Eu... eu... digo... Cheryl... kkkk... 


O ruim de um jogo que avalia o jogador a todo o momento é isso. Você precisa se dedicar a personalidade da personagem, e eu estudei a personalidade da Heather Traumatizada pra desenvolver minha campanha principal (do final bom, correto e coerente), mas confesso que levei a avaliação do cara pro pessoal na parte do sexo... mancada isso ai. E de qualquer forma, minha personalidade e a da Heather/Cheryl não se difere muito não... enfim...


Esse cara é um idiota que fala asneira e quebra copos atoa! Nem vale a pena analisar ele, pois ele também não se esforça pra analisar... e ele me chamou de brocha.




"Dahlia" 





Existem duas "Dahlias" porém nenhuma delas, existe. Não confunda essas moças com a maldita Dahlia Gillespie, pois apesar de ambas espelharem ela, é apenas na presença na vida de Harry, aos olhos de Cheryl, e não da forma como ela realmente era.







A primeira "Dahlia" é a amante de Harry. Cheryl criou ela, com o poder de sua mente, igual fez com Harry. Ela incluiu essa amante na história de seu pai, para tentar tapar alguns furos da mesma e convencer o doutor (Cheryl já não estava bem da cabeça, e ainda teve de arrumar a historia dela e do pai dela juntando as duas Cheryl's... doidera) de que sua história é verídica.



Essa "Dahlia" é pervertida, sacana e bem oferecida (e é gatinha também), além de viver caidinha por Harry. Inclusive ambos tem alguns minutos de diversão intima no Lago Toluka, show não!?

Ehhh Lago Toluka... 

Cheryl criou essa Dahlia inconscientemente, porém é evidente que ela imaginou a mesma como um tipo de depravada, jovem e pervertida, desprovida de caráter e bom senso, além de ter tetas batizadas. (ui, quanto ódio)



A segunda "Dahlia" é a mãe adotiva de Cheryl, aquela de quem Harry se separou e talz. No caso, ela não é gerada com a forma física da mãe adotiva real, mas é espelhada nela, inclusive citada como esposa de Harry. É apenas uma menção a megera Dahlia Gillespie mesclada a Mãe Adotiva de Cheryl (como referência a Dahlia como mãe de Alessa). 



Essa Dahlia surgiu na história como um dos furos que Cheryl não soube como tapar, e por conta disso...



Tudo congelou, no momento em que Harry percebeu que aquela era a esposa dele (que ele desconhecia, pois até então, Harry era viúvo, afinal o Harry inicial tinha perdido a esposa pouco antes de perder a primeira Cheryl e só chegou a se casar depois do ocorrido em Silent Hill, quando conseguiu a segunda Cheryl).

Aproveitando a deixa, é uma boa falar do Gelo. 

Nesse Silent Hill também existem duas Silent Hill's, e ambas são distorcidas, uma um pouco mais que a outra.

Uma vive embaixo de neve, pura neve. As passagens são obstruídas por grossas camadas de neve e o tempo fica constantemente enevoado. É neve até dizer chega! Nunca para de nevar, e o frio é constante. Mas não há monstros soltos nem nada perigoso. Nessa Silent Hill Distorcida, há somente Lembranças



Na verdade são Memórias Perdidas, de pessoas diferentes ou da própria Cheryl... mas disso falo depois.

Na segunda Silent Hill Distorcida, tudo fica deformado e completamente congelado, mas em gelo puro mesmo, transparente e tudo mais, sem neve. 



É nessa Silent Hill que os monstros surgem, querendo a todo custo agarrar o Harry e impedir que ele continue explorando as memórias conturbadas de Cheryl.

Importante definir essas Silent Hill's pois, no primeiro caso, as história de Cheryl ainda tem um certo sentido, e a outra SH só surge quando as coisas fogem do controle e Cheryl se perde na confecção da historia. Tudo congela, para que as coisas não piorem e SH se deforme totalmente e permanentemente, até que Cheryl para, pensa, respira, e volta a arquitetar (like A Origem kkk).

Voltando às "Dahlias", nenhuma das duas existe, logo, elas não significam praticamente nada. Elas apenas deixam de existir junto com Harry, no momento em que Cheryl decide congelar as memórias.




"Cybil"











Mais uma mera criação da mente de Cheryl. 


Não é e nem se quer tenta ser a Cybil Bennett que ajudou Harry a encontrar Cheryl no passado. Essa policial homônima nem existe, e só surge para preencher a falta de uma Policial chamada Cybil na historinha de Cheryl.


Essa Cybil tenta a todo momento parar Harry, e inclusive interage com ele de forma positiva e negativa, várias vezes. Ela esfrega na cara de Harry a realidade e faz ele perceber aos poucos que não tem como ele ainda existir, ou sua história fazer sentido. 


Ela é responsável por vários momentos gelados na história de Cheryl (se é que você me entende). Um monstro sensato e lógico, com cara fofinha, um carro, um crachá e uma arma. Mas no final, ela bagunça tanto a história que também deixa de existir, junto com Harry. 





Há uma cena em que Cybil surge e interage com um casal, na antiga casa de Harry. Pois bem, esse casal também é uma criação da mente de Cheryl. Como eu disse, todos que aparecem na história são. E isso fica evidente por duas razões: 


1° A família feliz e amiga da policial Cybil tem a aparência que Cheryl disser que uma família feliz deve ter, no teste que ela responde para o Doutor Sabidão. 


2° Próximo ao final do jogo, Harry encontra uma maquete com miniaturas da mesma família feliz, incluindo a filha que assiste TV. 


Isso, e o fato deles conhecerem e reconhecerem a agente Cybil, sendo ela uma mera sombra, indica que eles também sejam: Meras Sombras.



Também há uma cena em que Harry encontra uma mulher no bar, para quem ele pergunta sobre o paradeiro de Cheryl. 

Essa mulher só aparece dependendo das respostas no questionário do Doutor, no inicio do jogo. Caso as respostas sejam diferentes, quem encontra Harry no bar é a própria policial Cybil, o que é mais lógico e coerente com a história original (na qual Cheryl se baseia, parcialmente) onde a primeira pessoa que Harry encontrou foi a Policial Cybil Bennett. 



Essa mulher do bar, também não existe. Outra mera criação da mente de Cheryl, para ilustrar sua viajada história.

Ah, um detalhe a mais: Essa é uma das cenas que indica que Harry é uma mera sombra do passado, se adaptando ao Harry que viveu após o tempo dele, pois ele descobre que tem um celular (coisa que na época da primeira Cheryl, ele não tinha). 



No momento em que o celular toca e a pessoa com quem ele conversa diz "Você não vai atender?" ele haje como se soubesse do celular o tempo inteiro, e força uma naturalidade que não engana ninguém, deixando obvio que ele nem sabe que merd4 é aquela, mas precisa dizer que sabe pois precisa SER Harry Mason.




"Lisa"




Reparou que tô pondo os nomes entre aspas?! É porque o nome real, com sobrenome e tudo mais, tipo "Lisa Garland", não se encaixa nas personagens presentes no SM, afinal são todos apenas frutos da imaginação maluca de Cheryl.



Essa Lisa, é só uma enfermeira que sofreu um put4 acidente que destruiu metade do Hospital de Silent Hill, e voltou pra casa acompanhada pelo desconhecido Harry Mason, que a medicou e depois a viu morrer agonizando com sangue jorrando da nuca por todo sofá. 



Sua representação é baseada na Lisa Garland original, mas é muito diferente dela. Só foi usada pelo fato de se automedicar e de ser uma enfermeira, porque de resto, ela também não tem propósito algum além de dar vida a história de Cheryl.



Uma curiosidade é que, provavelmente essas representações criadas por Cheryl tomaram forma com base em suas próprias lembranças. Baseadas em amigos do passado, ou pessoas que se foram. Nada disso fica explícito, mas é possível que "Lisa" tenha a forma física de alguma colega de escola ou amiga que Cheryl conheceu, e se tornou enfermeira, ou alguém que participou da história dela, ou morreu próximo a ela (talvez no dito acidente com a ambulância) e a lembrança apenas se misturou às recordações da antiga Cheryl, dando vida a essa "Lisa" interativa.



O mesmo pode ter ocorrido com "Cybil" e "Dahlia", afinal elas tem formas físicas originais, que provavelmente se baseiam em algo além de mera imaginação. 


A única que pode se dar certeza desse fato é a srta Michelle.



Michelle Valdez




Essa é uma personagem original, com um namorado inclusive, também original, chamado John. 

Michelle aparece na escola de Cheryl, e ela até ajuda Harry a descobrir um pouco mais sobre sua filha, e ela mesma diz que conhece Cheryl Mason, que a mesma não tem 7 anos nem em sonhos e chega a ser mais alta que ela.

Mas ela não aparece do nada, ela aparece aos poucos. Harry encontra fragmentos de memórias dela e, na escola, encontra ela preparada para um Baile de Formatura (o mesmo que Cheryl participou em sua tentativa de vida normal). Rola até um clima e Harry presencia o desfecho de sua relação com John. 

Essa Michelle é uma "amiga" de Cheryl. (Se é mesmo amiga ou não eu não faço ideia, mas as duas sabiam da existência uma da outra). Cheryl era rebelde na época da escola, enquanto Michelle era patricinha. Daí é dificil imaginar ambas se dando bem, e sendo amigas, mas sendo ou não, ela significou algo pra Cheryl, que a incluiu em suas memórias da escola, causando um dos principais furos em sua própria história.

A parte onde Cheryl conta de Harry procurando por ela, com 7 anos, que deveria ser numa escola primária, mas é num colégio, é uma das partes que mais bagunça a história. 

Os registros da escola mostram a Cheryl matriculada como uma garota mais velha, e até a colega dela aparece só pra ferrar tudo ainda mais. Daí as informações das memórias da primeira Cheryl e da segunda Cheryl colidem e viram uma bola de neve (ótimo trocadilho não?!)

Enfim, essa Michelle é a prova viva da teoria de que os seres criados nesse Silent Hill são baseados em fragmentos de memoria, tanto de Cheryl quanto de Cheryl (hehe).


Ela não morre, ao menos não faz diferença, pois sendo ela parte da história, é óbvio que ela também desapareceu após o derretimento de Harry.



Sobre John, o cara quase não aparece. 



Ele terminou com Michelle, só isso. É um fragmento qualquer, personalizado mas, bem bobinho, que serve pra ilustrar a separação de um casal, com base em um dos testes do Doutor Sabidão.




Mãe de Cheryl ("Dahlia" Mason)


Repeti a foto pois a "Dahlia" mais velha la de cima não tem essa aparência. Essa é a aparência da mãe de Cheryl, sem nome mencionado.

Essa mulher é a mãe adotiva de Cheryl. 

Ela assumiu Cheryl depois da morte de Harry, e passou a cuidar dela novamente. Ainda assim, Cheryl nunca demonstrou muito apego por ela, mas pra não ficar sozinha no mundo, voltou a viver com ela (talvez aconselhada por Douglas).

Ela aparece de fato em apenas dois momentos do jogo, ambos no final correto: 

A primeira é do lado de fora do consultório, esperando pela animadaça e curada (aham, sei) Cheryl.



A segunda é durante o vídeo final completo, quando Harry anuncia a separação.



Até então, nada de mais.... porém em comentários um cara me fez ver algo que não tinha visto, mas fez todo sentido! Veja o comentário:

"(...)E eu discuti com um amigo e eu tenho uma teoria de que essa 'mãe adotiva da Cheryl' seria a Cybil Bennett. 



Por que no final verdadeiro de SH1 mostra uma CG da mesma cena de Harry e Jodie (esposa falecida) segurando Cheryl em uma estrada. Só que no final, em vez de Jodie mostra Cybil, dando a entender que eles começam um relacionamento. 



E também no final de Silent Hill SM a 'mãe da Cheryl' aparece no mesmo lugar que a Cybil estava esperando Harry. (pensei nisso por que da primeira vez que eu joguei, eu achei que a Cheryl estava com Cybil na cena final)"



Obrigado Sr Fábio! Essa foi uma visão monstruosamente magnifica do jogo! Eu não faria melhor sr! 

A teoria faz total sentido, e de fato, a probabilidade de Cybil ser a esposa que Harry encontrou pra criar Cheryl é enorme, e faz realmente sentido, inclusive o designe da antiga Cybil combina muito mais com o da mãe de Cheryl do que com o da "nova" Cybil. 

Sobre os finais...

Há vários, alguns bem perturbadores, que mostram Harry com diferentes personalidades. Mas isso é praxe de Silent Hill. Sempre ha finais diferentes, mas apenas 1 é válido (sempre o final "bom"... tá... nem sempre... tem um SH que o final "ruim" é o correto... Para definir qual final é certo, é só buscar por explicações sobre ele nos demais jogos. Se fizer sentido, é o certo, se não, não é.)

Nem vou mencionar os demais finais porque... são podres. Eles validam a opinião do Doutor Sabidão, e a opinião dele é uma bost4. EU NÃO SOU VIRJÃO!

Bem, além dos personagens, tem os Personagens Secundários. Normalmente, em Silent Hill, quando falo deles menciono os monstros, mas... todos os personagens são... monstros... então falarei dos monstros e também, das Memórias Perdidas.



Personagens Secundários



Raw Shocks (Rosinhas)



Bem, eles são uma representação do Teste de Rorschach, aquele em que uma imagem distorcida é usada para avaliar o psicológico de alguém.


Essas criaturas seriam o resultado do psicológico pré avaliado de Cheryl, na forma mais distorcida possível. 


Neutro




Representa uma visão neutra do psicológico de Cheryl. Aparece no inicio do jogo, quando seu perfil ainda está sendo montado ou ainda não está claro para o Doutor Sabidão.


Com Tumores




Surge quando a personalidade de Cheryl tende para o lado alcoólatra/drogado. A forma cheia de deformidades e inchaços se inspira nos diferentes problemas que um viciado possui.


Esburacado



Aparecem quando a personalidade de Cheryl apresenta dispersões graves, causando incoerências psicológicas, tornando sua própria personalidade bem esburacada e incompleta, conforme a avaliação do Doutor Sabidão. 

Cabeça de Cruz





Representam uma vida familiar feliz incompleta. Partes bem estruturadas porém sem conecção umas com as outras e cheias de buracos, indicam que a personalidade de Cheryl apresenta descontentamento com sua vida familiar (a cabeça de Cruz seria como o topo de uma casa, o telhado, a cruz que fica acima de uma igreja, ou de uma lápide, indicando uma estrutura física familiar, como uma casa, igreja, etc)


Afeminado





Essa figura aparece quando Cheryl apresenta uma personalidade mais pervertida, interessada em mulheres (Ela não é lésbica, mas os monstros surgem para Harry, por isso sua  forma afeminada).



Lembrando que todos os personagens são baseados no psicológico de Cheryl, mas na segunda versão de Silent Hill, a Congelada, essas personificações ficam grotescas e bem menos trabalhadas, se tornando apenas grandes borrões rosas. 

Tem um monte de tipos diferentes, e geral aparece conforme a personalidade mais latente de Cheryl. Se de alguma forma ela passar uma ideia de que, é meio tarada sabe... irão aparecer esses bichos com peitões e formas bem afeminadas. 



Enfim, eles são tudo a mesma coisa, apesar de terem essas diferenças físicas. 

Eles só correm atrás de Harry durante a SH Congelada, para impedir seu progresso (afinal tudo já ficou bagunçado de mais nessas horas) e caso tenham sucesso, tudo o que fazem é segurar ele, enfraquecer, e depois abraçar e dar beijinhos até ele sarar e reaparecer no inicio de tudo. 

São monstros bem mais fofos que nos demais jogos, e eu nem me atrevo a dizer que é porque são tudo monstros, Harry e Rosinhas, porque já vi o que o Cabeça de Piramide faz com seus semelhantes... então... bora contentar com a boa vontade dessas figuraças.



Memórias Perdidas / Fragmentos de Lembranças



Há muitos tipos diferentes de memórias perdidas e fragmentadas por todo o jogo. 

Tem Os Ecos, que são imagens travadas no tempo, em determinados locais. Eles são invisíveis, com leves distorções gráficas no espaço que as tornam perceptíveis, mas só se revelam através de fotos. Sempre que são reveladas, mensagens de voz são enviadas ao celular de Harry, explicando qual foi a ocorrência que as gravou na realidade.


Tem Os Objetos de Recordação, que são peças espalhadas pelos locais, que causam interferência no celular e quando são aproximadas dele, reagem de forma agressiva, passando uma mensagem de áudio ou de texto para o celular, também explicando qual foi a situação que os tornou tão "especiais" para aquela recordação.


Tem Os Objetos Memoráveis, que são brinquedos ou itens de Cheryl, perdidos em suas próprias lembranças, com significados distintos.


Tem As Lembranças Congeladas, que são imagens de pessoas congeladas, que registram momentos de grande importância, seja pra Cheryl ou para quem quer que tenha passado por aquele local.


Tem As Sombras, que são sombras de Cheryl, ainda criança, representando passagens dela mesma em suas próprias memórias. Também tem sombras baseadas em memórias ruins, que de alguma forma se tornaram parte das memórias de Cheryl.


Além de mensagens avulsas, cartazes, lembretes, fotos e etc, que estão perdidos pelo tempo e espaço, e acumulados na Silent Hill distorcida de Cheryl.

Enfim, isso é... tudo.

Se faltou algo, provavelmente perceberei enquanto coloco as imagens, daí finalizo depois. Por hora é isso.

Ah!!! Lembra da palavra que eu disse que não falaria? Então, aqui vai:

Remake.

Silent Hill Shattered Memories foi vendido como Remake, mas agora me diga, depois de ter lido toda a baboseira que escrevi acima, realmente acha que esse jogo seja um Remake ou Releitura do primeiro jogo? Só porque foi a Climax que desenvolveu (Com parceria da Konami viu)?

Triste pensar que tem gente que realmente achou que um Silent Hill seria tão óbvio assim de se interpretar. 

Bem, agora sim, eis o fim. Se gostou, concordou ou discordou de algo, comente se quiser. Diga o que achou, se o fizer estará me ajudando e motivando ou desmotivando a continuar. Lembre-se: Leis da Morte


108 comentários:

  1. '-' Esse jogo....qe da bagunça desgraça mini-jovein (ou velho?) '-' como sempre vse tem belas analises :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe... pode me chamar de velho. Gosto da ideia de ter barba branca... seria incrível se eu tivesse... hm...

      Seu comentário foi simples porém, satisfatório. Fico feliz por você ter gostado... mas ficou bagunçado mesmo? Eu me esforcei pra não viajar e deixar as coisas... bagunçadas e longas de mais... snif... se ficou assim eu fiquei triste T_T

      Excluir
  2. Muito bom, bastante completo. Se você faz essas analises sempre, posso sugerir um game? Gostaria muito de ler sobre skyrim+dlcs da mesma forma que li sobre esse, coloque-o na sua lista por favor ^...^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então... Skyrin é uma lenda que me causa um senhor medo de jogar.

      É um RPG longo, que exige dias para ser completo e tipo... eu não sei nada sobre ele, nem jogabilidade nem enredo... não tem como dizer se encontrarei nele material para uma análisemorte.

      Mesmo assim, RPGs Longos são tensos de se jogar, focar e pior, escrever. Se eu for fazer algo do tipo, atualmente, farei de Final Fantasy 12, pois tenho muito conteúdo sobre ele, e é um RPG Longo que eu de fato adorei.

      Mas... preciso avaliar o caso. Não sei se tenho coragem de jogar Skyrin... é algo realmente viciante, só pelos jogadores que conheci deu pra perceber... e eu vicio com facilidade. Entende? Mas vai que um dia eu jogue... se eu jogar, gostar e completar, faço questão de escrever. Mas de toda forma, vlw pelo pedido man... mas infelizmente, por enquanto, não tenho como respondê-lo positivamente.

      Mas ai... se tiver algum outro jogo pra recomendar, vai que tu conhece um que eu até já tenha material pronto pra publicar ahn?! Skyrin é realmente tenso kkk... mas ai... deixarei ele na lista sim... apesar de nã oter previsão de quando poderei começar a jogar... rs

      Excluir
  3. parabens pelo otimo trabalho,sou fanatico por silent hill e concordei com sua versao,quando vai fazer a do silent hill the room ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Silent Hill 4 - The Room... Cara, se eu puder fazer a análise nesse fim de semana prolongado eu farei xD... Silent Hill 4 seria bom fazer depois de falar do Origins (Que aliás, eu deveria ter falado antes de falar do Shattered mas... fiquei com preguicinha...) Mas o 4 já fará sentido agora que falei do Shattered, 2, 3 e 1... de toda forma, será o próximo do qual falarei ,e será em breve... Aliás... ele é um do jogos que mais espero fazer a análisemorte!

      Depois, da lista, vai faltar só o Homecoming, Downpour e Origins, e a franquia oficial inteira até então estará registrada!!! Ah... também falta o Silent Hill Revelations... mas só vou mencionar ele depois de todas as análises dos games.

      Mas ai, valeu por me lembrar que ainda tem essa preciosidade pra escrever... falar da amizade entre Walter e Alessa... e do lado espiritual de Silent Hill, de novo... e do fim trágico de James Sunderland... heh... vai ser irado.

      Uma curiosidade:

      Você reparou que no final dessa análise eu disse que provavelmente Cheryl não foi curada? Então... Walter Sullivan também não foi curado, e por causa de seu "trauma" ele fez o dito ritual de assunção da Mãe para trazer de volta, sua Mãe. Um ritual diabólico para trazer de volta um ente querido... Será que Cheryl também não vai passar por essa fase e tentar trazer Harry de volta? Ela tem poder pra isso... igual Walter tinha... não acha?!?!

      Interessante mencionar o 4 ao lado do Shattered pois fica essa visão no ar.Vai dizer que você não achou Walter um pirado que se dividiu em 2, um adulto insano querendo matar geral pra trazer sua mãe de volta e uma criança pirada, tentando ajudá-lo em seu plano final, de forma inocente.

      A primeira vista, ele é louco... mas e se ele fosse a Cheryl tentando ressuscitar seu pai? Uma vez que se conhece a história da pessoa profundamente, será que certas atitudes se tornam plausíveis? Cheryl estando tão abalada e também, seu histórico e seus poderes ficando descontrolados, será que não a faria escolher esse futuro? Fazer a mesma escolha de Walter?

      Show não? Na análise do 4 irei viajar mais nesse pensamento, além de claro, contar o lado espiritual de Silent Hill, com mais detalhes, continuando o que comecei na análise do SH2. Então fica atento, logo terá mais Silent Hill no Blog!!!

      Excluir
  4. Eae li com muita preguiça kkk mas li muito bom, continue assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também li seu comentário com preguiça, mas li. Continue assim.... kkkk... bicho preguiçoso da porá! De toda forma vlw por marcar presença sr Victor. Ainda assim, falta um tequinho de opinião acha não? Nem vai xingar nem nada?!?!

      Eu aqui cobrando comentários, sendo que tu já fez o esforço de, mesmo em momento de extrema e quase insuperável preguiça, ler e ainda por cima comentar minha postagem. Só por isso já lhe devo pacas. Obrigado cara.

      Mas... né... queria ler mais kkkk Comentários me empolgam xD...

      Repito: Obrigado por lembrar de mim, dos posts, do blog e claro, dos comentários. Mesmo se for um "Vlw" já me motiva.

      Vlw!

      Excluir
  5. cara seus posts sobre silent hill sao os mais completos que eu ja vi na net eu tenho certeza que voce e fanatico por silent igual a min,estou no aguardo do the room,que eu joguei muito e pirei com walter sulivan que eu ja viajava na historia dele no sh 2,silent hill 2 este que pra mim e o melhor game ja feito inclusive eu meio que enlouqueci um pouco na primeira vez que joguei ele confundindo as vezes a realidade com a ficçao,eu tive varios pesadelos cabulosos e as vezes via ate vultos do red pyramid ,cagava de medo desse game ,mas devo ter jogado mais de 10 vezes completo e fiz todos finais possiveis,amo essa obra de arte chamada silent hill,um abraço a todas os pecadores .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hheh.... é gente como você que eu quero atrair... te contar:

      O primeiro SH que já vi foi o 2, e curiosamente, eu também tive experiências estranhas pós game. Eu não tinha ps2, nem pc, e joguei na casa de um colega de escola que morava longe, junto com ele e mais um colega. Tipo, eu só olhei na verdade, vi ele jogar SH2 e Devil May Cry 3. Ao término do dia, quando começou a anoitecer, eu e meu amigo fomos embora e cara... tinha se formado uma put4 neblina branca na cidade... e pra piorar, tava um friozinho tenso e não tinha ninguém nas ruas. Meu amigo e eu começamos a ficar com medo e daí apareceram duas crianças brincando do nada man... quase tivemos enfarte.

      Saca... o primeiro SH que joguei, foi o 4. Mas já tava maiorzinho e não tive nada de sobrenatural atrás de mim... só brizei muito na trama e foi a partir daí que comecei a amar Silent Hill.

      Concordo com você sobre "Essa Obra de Arte Chamada Silent Hill", é uma obra rara e perfeitamente produzida.

      Tu acredita que eu tive medo de cagarem na trama SH ao criarem Silent Hill Downpour?! Eu tava animadaço pra jogar, comprei um X360 só pra isso, e o game original (que ta na prateleira até hoje) e zerei em algumas horas, doidinho pra conhecer a história... mas tava com medão de tipo, a briza por Silent Hill morrer... mas curiosamente o conteúdo do SHDP só trás ainda mais material pra franquia principal... voltado pra categoria espiritual (na sequencia de SH2 e SH4)... a mensagem dele é: "Crianças da Ordem podem envelhecer, mas jamais deixarão de ser Crianças da Ordem",,,

      Por que falei isso? Cheryl!!! Eu to apostando alto num Silent Hill em que a srta Cheryl Mason deixa de ser protagonista ou mocinha, e se converte num Walter Sullivan! E isso pode demorar o tempo e idade que for... pois um dia, toda Criança da Ordem pira.

      É isso... vou produzir a análisemorte do SH4 com urgência... achei que ninguém comentaria essa análise exatamente como fizeram com a do SH3 (que fiquei tristão por ninguém ter curtido, afinal eu me esforcei pra fazer algo legal e completo) mas... comentaram né! Então seguindo as Leis da Morte, sou forçado (amém) a criar um post continuando este... e já to na metade do jogo já.

      Ah, sobre as análises... eu jogo tudo de novo antes de escrever, mesmo tendo a mente calara sobre a história, só pra fortalecer e aumentar essa "claridade". Também aproveito o jogo para tirar fotos, e as vezes para anotar nomes e passagens curiosas. Outra coisa que busco fazer é pegar 100% do jogo correto... evitando cometer erros bobos como morrer de mais ou demorar muito em puzzles, ou deixar de explorar. Lembro que no SH1 eu fiz isso, perfeitinho, mas eu tava com meu amigo tradutor do lado, e ele me forçou a acelerar o jogo na parte final, que tinha um segredo onde Harry tinha de salvar Kaufmann... daí peguei o final ruim, mesmo fazer 90% do jogo... (achando que era 100%) e tive de re-jogar o negócio de novo, e haja saco porque o jogo bugou várias vezes, perdi chaves, travei, perdi saves... mas eu lutei e lutei e fiz a análise e ela ta ai...

      Eu falo pacas né? Ta, perdão... é a animação kkk...

      Vlw ai sr... sr... sra... srta... my lord... "Anônimo"... hm... vou te identificar pela sua assinatura,
      Sr Pecador. Te chamarei assim.

      Abraço Sr Pecador, e aos demais também rs... e obrigado pelo apoio.

      Excluir
  6. obrigado pelo batismo senhor hades,eu e que fico feliz em encontrar fas de sh em meio a tantos zumbis,se voce me permitir gostaria de indicar algumas obras bem interessantes para amantes do sobrenatural,primeiro e o filme o nevoeiro de 2008 que tem muito de sh,e outra e o game clock tower do super nintendo para que no futuro o sinho faça uma analise desse best seller do terror que infelizmente vaga nas sombras do esquecimento,e claro que quando voce quiser e puder,nao tenha pressa,vou me deliciando com suas otimas analises do silent hil,desculpe a pretensao e os erros em geral,ate o proximo mundo paralelo,e um abraço sem braço do sr.pecador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nevoeiro... eu falei dele em comentários numa outra análise de SH, uma hora tu acha... mas eu brizei nesse filme!

      Acredita que eu não conhecia ele? Eu o descobri por acidente, acredite se quiser, enquanto escrevia minha análise sobre Silent Hill 2! Foi engraçado...

      A TV tava ligada num canal aleatório e eu escrevendo, daí ouvi sirenes, olhei pro lado, e lá estava, nevoa e tudo mais... porém eu não reconheci o filme, e parei pra assistir. Quando fui ver, ele tinha muita coisa que tem no primeiro jogo de SH... pesquisei um pouco, e ambos tem a mesma origem!!! Silent Hill nasceu com base no mesmo livro que o filme O Nevoeiro se baseou... claro que, SH criou todo uma mitologia e enredo próprio através de suas sequências e se desprendeu do Nevoeiro, mas... o Pterodátilo de ambos (SH1 e O Nevoeiro) não engana ninguém kkk...

      O filme alias é ótimo... só odiei o "Final Ruim"... o jogador de O Nevoeiro num sabe tomar decisões kkkk (Um dia farei uma análise sobre esse filme... porquê não?!)

      Clock Tower... tava esperando recomendações dele... Verei o que posso fazer!

      Sr Pecador, espero que continue acompanhando o blog! E espero jamais decepciona-lo!!!

      Excluir
  7. Olá Shady! Conheci esse seu blog por caso, pois estou jogando a versão do Nintendo WII de SHSM (já terminei algumas vezes a versão de PS2 na época do lançamento) e estava procurando na internet se haviam algumas diferenças em certos eventos, mas isso é assunto pra outro momento!

    Cara, também sou fã da saga a mais de 12 anos, sempre procurei saber ao máximo de tudo envolvendo a série etc etc.

    Primeiro acho que você deveria ser mais humilde no início do post, isso pode afastar visitantes, tenha em mente que o que você ACHA não é verdade absoluta, e você já começa chamando quase todos que jogarem esse jogo e não pensam como você, de alienados... isso é muiti infantil velho,na boa, Silent Hill é um jogo maduro e adulto pra caramba,e também exige maturidade pra debater e interpretar, não faça do game uma religião, por favor.

    Agora vamos aos fatos.. (ou não) Bem, a sua análise faz sentido sim, mas como você mesmo disse, é uma interpretação, então seguindo sua teoria, seria que toda a parte no consultório do SHSM seria após os eventos do SH3, e a parte jogável com Harry apenas criação da mente de Cheryl,baseada no que ele pouco sabe sobre seu passado e seu pai (isso eu já tinha percebido desde que joguei o game no lançamento, até o nome da a dica principal né).

    Mas infelizmente, (mesmo eu até achando legal que fosse da maneira como você interpreta,) SHSM NÃO faz parte na ordem cronológica da série amigo, e posso provar isso, apenas citando a Timeline oficial da série feila pela Konami.

    Segue o link da Timeline: http://silenthill.wikia.com/wiki/Timeline#cite_note-17

    Note que la em baixo, no ano de 2008 está escrito "The events of Silent Hill: Shattered Memories occur in a different timeline."

    Isso por si já destrói sua teoria... (sinto muito mesmo, como disse, ela faz sentido, mas é uma pena que a Konami e Climax não quiseram assim).

    Agora olha esse site, que se não conhece...vai amar:

    http://www.translatedmemories.com/book.html

    É um site com todo o livro OFICIAL da Konami, que foi lançado no Japão, traduzido em Inglês.... nele você você encontra outro detalhe importantíssimo, nas paginas referentes ao Silent Hill 3, que não é mencionado em momento algum que Harry se casou novamente,coisa eu no próprio jogo (SH3) também nunca foi citado.Além do mais, a Konami e a Climax, sempre disseram que SHSM NÃO faria parte da ordem cronológica da série, e mesmo tudo o que você disse fazendo sentido, não da pra discutir com quem produziu e dirigiu o game amigo, são tristes verdades apenas, eles lançaram o jogo como uma reimaginação, e assim será sempre.

    Por fim, espero ter ajudado, não to aqui pra comparar conhecimentos sobre a série, longe disso, seu conhecimento é vasto suas interpretações muito boas, alias, a série é isso mesmo, muita coisa mesmo pro jogador interpretas, apenas os fatos mais importantes são oficiais e ficam mais explícitos.

    Espero que goste do site que te passei, tem muita cois sobre a mitologia da cidade que nunca foi citada em nenhum game, é uma Biblia de Silent Hill que merece ser lida,principalmente pra quem realmente gosta e estuda série como ela merece ( coisa tanto eu como você fazemos pelo jeito!)

    Abraços e parabéns pelo blog, quando sobrar um tempo, vou ler as outras análises suas dos outros games da série!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Master Shadow, obrigado por comentar.

      Realmente, obrigado mesmo por comentar, é importante lembrar que por mais que eu tente explicar as coisas do meu jeito, sempre haverão falhas de comunicação. Eu sou muito agressivo as vezes, porque me deixo levar pelo momento da digitação e não me controlo, normalmente sendo ofensivo ao invés de apenas defensivo... e entendi tudo que você quis dizer, e também concordo com você.

      Mas tudo que você apresentou como contra-argumento que derrubam minhas "teses" também não tem qualquer valor... Eu vou explicar, nem grila.

      Primeiro que ambos somos pesquisadores, e como amantes de jogos, incluindo silent hill, nos cabe a tarefa de pesquisar em sites oficiais (ou não) sobre informações extras que não encontramos por conta própria, em busca de entender melhor as coisas. Eu também faço isso, alias, os sites que você apresentou eu costumo consultar para reforçar minhas ideias... mas você se engana ao mencionar que são "oficiais"...

      Na internet, não há nada que pode-se dizer "oficial" a ponto de ser definitivo. Não estamos falando de 1 jogo, estamos falando de um título, e títulos compõem vários jogos, feitos, produzidos, desenvolvidos e distribuidos por várias empresas e pessoas diferentes. É impossível definir uma "time-line" exata com base apenas em 1 dessas equipes, seria necessário unificar todas elas em uma só, e depois estudar tosos os jogos a fundo e definir uma linha de tempo exata validando o que deve ser validado, em prol do título. Claro que as empresas não farão isso, não é trabalho delas, e sim dos fans, definir a time-line dos jogos. O trabalho deles está em desenvolver e vender, o nosso é estudar. Isso que nos torna tão especiais (além de bancarmos e motivarmos o trabalho dos caras). Logo, não adianta pegar as palavras da Konami e aceita-las como verdade absoluta, quando você mesmo concordou que uma interpretação fiel e bem trabalhada surgiu de um dos muitos fans que estudam Silent Hill em busca de respostas.

      Apenas pense, se faz sentido, porque descartar? Onde foi que eu ignorei fatos de Silent Hill em minha "teoria"? Justamente pelo contrário, as empresas o fizeram na "teoria" deles, e sim, até mesmo o cara que fabricou a caneta que assinou o contrato de venda de direitos autorais da trama Silent Hill tem "teorias" sobre Silent Hill. Não importa se quem divulgou a mesma foi a Konami, ou o diretor-chefe de Silent Hill, ou o criador, não importa, são "teorias". O que as valida não é a assinatura, e sim a lógica. Como fans, temos de saber identificar essa lógica.

      Meu objetivo é justamente esse, impor na base da marra, a lógica. Eu visitei tantos sites irmão, já li tanta coisa que, no final só deixava a trama ainda mais confusa, pelos erros bobos apresentados oficialmente, que apenas enxerguei que essas empresas de jogos fazem coisas pra vender e estão pouco ligando pro trabalho real dos caras que fizeram os jogos, os caras de verdade.

      Excluir

    2. Apesar dos sites da Wiki serem muito bem trabalhados, eles não são completos, muito menos infalíveis. Há muita coisa neles que não apenas são meras "teorias" ultrapassadas, como também há fatos comprovados que são apresentados e tratados como "teorias", sendo que nesse caso eles são comprovados e tudo mais, faltando só a interpretação mesmo. Ahhh, é uma bagunça isso... mas no final, o que importa é entender aquilo que se quer entender, e pra isso, o que realmente vale é saber o que pensar e acreditar... se ta conseguindo me entender?

      Biblia... sim, realmente há maravilhosas Bíblias, não apenas de Silent Hill como de vários outros títulos famosos, desde revistas de jogos até sites oficializados... mas até mesmo Bíblias tem erros de interpretação e tradução... e pelo que sei, toda bíblia usa metáforas que atiçam e dependem de interpretação para fazerem sentido, e só fazem sentido em meio a determinados contextos...

      O problema é que, não estamos estudando um jogo, estamos estudando uma franquia de jogos... e é preciso considerar toda a franquia pra interpretar a franquia. Simples assim.

      Não é a primeira vez que vejo e sou forçado a responder comentários sensatos como o seu, e cara, eu penso exatamente como você, e te entendo, não tenha dúvidas.

      E assim, quando eu disse que todos são alienados, foi justamente por esse episódio nosso. Ignorância a parte, eu quis dizer que os chefes do mundo dos games nos forçam a engolir suas ideias, para venderem mais, e as vezes eles até fazem do jeito certo, trazendo conteúdo realmente digno e que explique as coisas de forma convincente e objetiva... mas é só as vezes. Você realmente acha que eles pegam todos que tiveram as mãos nos projetos Silent Hill para estudar a trama e definir a história de forma compreensível? Cara, nem numa empresa pequena todos tem direito a fala, imagina numa enorme e renomada, com muito mais títulos do que pode-se contar.

      Dica irmão: Acredite naquilo que você consegue entender, e não apenas no que te contarem.

      Espero que tu comente mais, e cara... eu to fazendo uma análise sobre Kingdom Hearts que te juro, ta demorando muuuuuito pra terminar... mas acho que vai dar problemas iguais aos que surgiram na "religião" SH e Mega Man... rs

      Excluir
    3. Outra coisa, não espere encontrar todas as informações estampadas. Se você precisa ver a certidão de casamento de Harry Manson pra acreditar que ele se casou, você não encontrará, mas não significa que isso não aconteceu. Eu expliquei tudo que me levou a acreditar que Harry o fez, e também deixei claro que somente assim as coisas fariam sentido no universo completo de silent hill. Á furos, que podem ser preenchidos com teorias, desde que estas façam sentido dentro do universo de Silent Hill. Eu não disse que Harry se casou novamente (ou juntou, que seja) só porque isso explicava e ligava a história de SH SM com Silent Hill 1 e 3. Não havia outra esposa na época de Harry e a mesma já havia falecido, e a mulher que aparece no final de SM não é a mesma mulher com quem Harry era casado em SH1, nada disso aparecem em artigos, eu digo isso com base nas imagens, tipo aquela foto na abertura de SH1 que mostra Harry e sua falecida esposa segurando Cheryl ainda bebê. Apenas percebi que não eram a mesma pessoa, logo, não tinha como sequer serem realidades paralelas onde, sei la, Harry tinha morrido no acidente de carro e a esposa havia continuado viva... como as wikis sugerem. A lógica não permite tal interpretação.

      Nem tudo em SH fica explícito, cabe a você interpretar e se for esperar artigos e imagens pra toda e qualquer parte da história, ai sim você nunca vai entender nada, não apenas Silent Hill, todos os jogos e histórias existentes. Nem tudo é contado em seus mínimos detalhes e mesmo aquilo que é contado em seus mínimos detalhes tem detalhes faltando. Entende?

      Excluir
    4. Pra encerrar, bem vindo ao blog, e fico feliz em ter sido encontrado por um fan de responsa feito tu, sr Shadow. Tomara que tu discorde das demais análises de Silent Hill, assim poderemos debater... e eu amo debater com gente que traz conteúdo!

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. Olá Shady, obrigado pelas boas vindas! Bom saber que mais pessoas se aprofundam na mitologia dessa série!

      Então cara, de fato apenas o site da Wikia não é oficial, mas o outro (Books Of memories) é a tradução do livro que foi lançado pela Konami em formato físico no japão, portanto sendo Oficial.( E muita informação da Wikia de SIlent Hill, foi tirada do livro, a maioria na verdade)

      Exclarecimentos a parte, vamos as teorias!

      Então, como você falou, nem tudo está escancarado pro jogador nos games, principalmente nesse episódio,(apesar de que eu duvido muito que se Harry tivesse mesmo se casado novamente, isso não seria citado de algum modo em SH3) mas ainda assim amigo, durante os anúncios no lançamento do game, sempre foi deixado claro que era uma reimaginação, eu ainda acredito nisso, até porque se você for resumir bem o game,é a seguinte história:

      Harry morreu em um acidente de carro, o mesmo acidente que ocorre no inicio do jogo, que na verdade foi há 7 anos atrás, e tudo o que acontecia no jogo era mistura de imaginação e memórias de Sheryl, por isso o nome 'Shattered Memories', como você bem sabe.

      Aqueles monstros, na verdade são o "mecanismo de defesa" da consciência de Cheryl, por ela não deixar ele morrer em paz em sua memória, e talvez pro acreditar que ele ainda esteja vivo,ela não aceitou sua morte, a luta do jogo inteiro, é o psicologo dela tentando fazer ela encarar e aceitar a verdade cruel. Tanto é que o jogo era pra ter acabado quando ele morre afogado perto do final do game, mas Cheryl insiste em reviver ele novamente,ela não deixa o coitado morrer em paz, e ele acorda embaixo da ponte sem saber como foi parar ali (pra variar né) mas nesse caso ele tinha morrido, e ele fica mais confuso ainda!

      Então é isso, passamos o jogo todo jogando num mundo paralelo criado na cabecinha de Cheryl, que da vida as lembranças e histórias, mas não tem realmente nada de continuação do SH3, é apenas uma releitura do primeiro jogo com nomes, lugares e referências (um fã service), pra atrair novos e velhos jogadores, e também pra não mexer no primeiro Silent Hill, que é muito cultuado e traria muita revolta dos verdadeiros fans da série,se fosse de fato um remake, e por isso a Climax já tinha deixado claro que seria uma reimaginação.

      Agora uma coisa eu concordo, o problema da série é que é feita por muitas pessoas, troca de estúdios como aconteceu a partir do SIlent Hill Origins, outra coisa que prejudica a série é que ela não tem uma pessoa específica como no caso de Metal Gear, (com o Kojima cuidando de cada detalhe de todo o jogo e e ajudando a equipe), e essa falta de organização pode inclusive acabar com a franquia de vez,pois podem mudar coisa e causar inconsistências pra mitologia da cidade e dos acontecimentos,vamos torcer pra que isso não ocorra nunca,pois aposto que metade das pessoas que trabalharam no SIlent Hill do PS1, nem se envolvem mais com a Série

      E falando em Hideo Kojima e Metal Gear, ficou sabendo que o Próximo game da série, será ele que vai dirigir?

      Então era isso, abraços e espero que entenda, sei que você acredita mesmo que SHSM seja canônico, e respeito sua opinião, da mesma maneira que eu não acredito, e tenho meus motivos pra isso, portando são opiniões diferentes, mas o que importa é que realmente gostamos da série, e estudamos ela mais a fundo,fazendo dela algo muito mais interessante!

      Abraços!

      Excluir
    7. Hehe, lindos argumentos.

      Vou de trás pra frente em minhas respostas:

      Então cara, acredita que bateu um desanimo com os créditos de PT?! Tão apostando muito em nomes famosos pra base do novo título da série, só que Silent Hill nunca precisou disso pra ser fod4... e isso ta me assustando. Eu vi o teaser e na boa, adorei, adorei mesmo... mas ainda assim, sinto que se houver uma pequena desvirtuada nos padrões originais de SH, a coisa toda vai feder. Eu ainda acho que, vai ser um ótimo jogo, desde que não abandone as raizes de SH. Gráfico nunca foi o forte de SH, e sim terror psicológico... e se tu reparar no teaser, apesar de em prática o psicológico contrastar legal com o gráfico, o que pesa mais em título e assinatura é "Gráfico". Enfim... eu ainda fico na vontade de ver um sh protagonizado por crianças rs...

      Seguinte, há referências sim ao casamento de Harry ainda em SH3. Pelo menos leves insinuações de que Harry teve uma vida longa com sua "nova" Cheryl, até trocar o nome dela. Tamo falando de 15 anos praticamente, de vazio em enredo entre SH1 e SH3, então muita coisa pode ter acontecido (e de fato aconteceu, pois é isso que é contado de certa forma fragmentada em SHSM, só prestar muita atenção em tudo, desde as mensagens fantasmas até aqueles cartazes impressos nos locais... as vezes, um mero som significa muito) Por que acredito que Harry se casou:

      No final de SH3, Heather e Douglas vão embora... bele, pesadelo zerou. Mas embora pra onde? O universo de SH se resume a SH, o que se passa fora de la não importa muito, apenas o que acontece la dentro, ao menos para os jogos. Mas, sabemos que toda história continua de alguma forma, e não existem finais felizes. Heather não viveria sozinha, ela nã otinha capacidade pra isso, era muito apegada e dependente de seu pai, e jovem. Ela também não viveria com o detetive, ele é um estranho, qual o sentido de passar a viver ao lado de um estranho só porque ambos tiveram um pesadelo juntos?! Seguinte, o cara era um detetive contratado pra espionar a vida de Heather, ele sabia tudo dela e inclusive de sua vida anterior... qual seria essa vida anterior? Aquela que ela teve antes de mudar seu nome para Heather, e não aquela que ela teve em outro corpo, num outro tempo.

      Harry saiu de SH com um bebê no colo... acha mesmo que ele sozinho iria ser o suficiente para dar uma vida para sua filha? Acha mesmo que o garanhão do Harry viveria tantos anos sem se relacionar nem uma vezinha? Sério cara? A lógica incontestável e baseada entre os eventos de SH 1, 3 e SM, indicam sim que ele se casou e cara, SHSM mostra isso claramente! Apenas olhe os quadros cara...

      Seguinte... tu é fan, e como fan eu não posso apenas enfiar minhas teorias na sua goela abaixo e sair feliz porque te convenci. Eu sei que estou certo... simples assim. Não é somente ignorância (sim cara, é ignorante pra k7 o fato de um cara idiota tipo eu sair dizendo que é dono da verdade, quando muitos outros esfregam a verdade popular na cara com tanto prazer), eu sei que estou certo porque eu conheci e estudei todas as teorias existentes, incluindo as Oficiais (e quando digo isso ,digo que li o livro inteiro cara, e eu mesmo traduzi essa joça, interpretei as imagens, e mesmo no Books of Memories, eu achei fatos incompatíveis e teorias muito falhas.) e no final cara, eu desenvolvi originalmente as muitas teorias que apresento aqui. Eu não to inventando nada, eu apenas liguei os pontos e, com o poder da imaginação humana a mim atribuída, fui capaz de interpretar e teorizar coisas que explicavam detalhadamente o que era até então inexplicável, sem em momento algum desmentir as coisas que os jogos traziam.

      Excluir
    8. Cara, eu já vi franquias serem destruídas por conta de teimosia, e as empresas são teimosas cara, muito. Silent Hill é bom porque é feito por cabeças diferentes, isso cria universos e dimensões diferentes, medos diferentes, terrores diferentes, conflitos psicológicos diferentes, valores diferentes. Uma coisa feita por uma mesma cabeça não seria Silent Hill rs... então a Equipe é fundamental. O problema é que, não cabe a essa mesma Equipe se esforçar pra explicar aquilo que eles não entendem. Se você vive num mundo colorido de Azul, se um dia viajar para a cidade do arco-íris, você vai se manter próximo a o que for Azul... afinal é o que você conhece. Pois bem, Silent Hill é um arco-íris, e os jogos são suas cores. Te garanto que quem escreveu as muitas teorias que tu tanto se baseia pra entender SH está focado em uma ou duas cores. Posso garantir isso porque na boa, eu não entendi nada pela forma como explicaram... e não é porque sou burro não, também pudera, acha que sou tão ignorante assim? (nesse caso, "ignorância" se refere ao fato de mesmo tendo conhecimento, negar o mesmo, coisa que eu não costumo fazer. Sou ignorante no sentido de arrogância, onde eu não suporto rejeição de ideias)

      Cara, eu to falando e falando mas saca, de que adianta? Eu não posso te convencer que minhas ideias são as mais corretas possíveis sozinho, então vou apelar legal:

      Jogue de novo.

      Você leu minha análise e minha mera opinião. Também compartilhou de algumas de minhas teorias enquanto conheceu, mesmo duvidando e discordando, outras. Mas seguinte, eu tenho completa certeza de que estou correto, e já deixo claro que nossas fontes são as mesmas... então, sei que a úncia forma de mostrar e provar que estou certo é permitindo que você descubra isso por conta própria. Apenas jogue.

      Se você jogar de novo, olhando com meus olhos, ou ao menos passar a reparar nas coisas que eu destaquei pra ti, vai descobrir a verdade. Aliás, apenas deixe suas ideias fluirem e repare muito, mas muito em todos os detalhes. Jogue pra me desmentir se quiser. Já conheci pessoas que o fizeram, e conseguiram, me desbancando legal e adicionando coisas que eu também não havia percebido, reforçando ainda mais minhas teorias brutas.

      Você é capaz de enxergar... você consegue então o faça! Suas ideias são fortes, mas você também é esperto. Sabe que sua necessidade de entender é maior que tudo, então, jogue!

      Pra te motivar um pouco mais a jogar, amigo, sabia que Harry não morreu na água? A morte dele, que resulta nele acordando na praia, é resultado de uma das consequências erradas do jogo. SHSM é um jogo de escolhas, dessa forma as escolhas determinam os resultados e sequências... enfim... eu também achava estranho o fato de Harry se afogar no mar congelado e depois acordar, salvo sem motivo, até que, descobri que esse era só um dos resultados. No correto, Harry consegue abrir a porta do carro e escapar nadando, e tudo isso é mostrado. Jogue e descubra como, e tu vai ver que esse jogo vai muito mais além do que você conhece.

      Pra encerrar, eu também enfrentei rejeição às minhas ideias na franquia Mega Man, mas no final só aprendi mais com os erros e acertos que tive, afinal, é assim que um fan deve ser. Precisamos aprender e aprender ,evoluir e nos adaptar, do contrário a vida de um fan seria chata de mais. Se você aprender, eu agradeço se me ensinar. Mas não use as palavras dos outros... tipo... não se baseie nas ideias de gente que ganha independente do que você acredita ou não... se baseie na sua própria interpretação e certifique-se de ser objetivo.

      Velho, obrigado por aparecer, e cara, continue estudando SH... quem sabe um dia a gente se entenda rs.

      Excluir
    9. Cara, eu inclusive terminei a versão do Wii neste final de semana...e prestei atenção em cada detalhe, mas eu volto a dizer, o game e´uma releitura sim, um universo paralelo, não tem chance do game ser após os eventos do SH3, acho que você é a unica pessoa no mundo que acha isso....

      Mas eu percebi que não você realmente não aceita ideias contrárias, eu nem vou ficar perdendo tempo digitando e digitando...porque você mesmo acha que sua teoria é a correta e ponto final,não da margem nem pra dúvida,cara, a Climax e Konami não teriam motivo algum pra fazer um jogo como continuação do SH3 e dizer que não é, não faz sentido, o problema é que você sismou tanto com sua teorias que não é capaz de aceitar que o game é uma releitura, mesmo a produtora do game afirmando isso antes do game ser lançado!

      Mas é isso ai, foi legal debater contigo até, mas enquanto você continuar achando que é o dono da verdade, fica difícil... abraços!

      Excluir
    10. Sussa brow, mas o mundo é movido por pessoas diferentes, e pensamentos diferentes. Não vá com a massa se quer se destacar. Eu não sou ninguém, mas pelo menos tenho convicção de minhas ideias.

      Percebi um certo rancor em seu comentário, e entendo a razão disso. É chato debater com gente teimosa, onde você vê claramente que não há chance alguma de mudar a opinião dela. Agora, repare bem, por que um cara criaria uma postagem vinculada a várias outras, em um blog voltado somente pra isso, sem fins lucrativos ou profissionais, só pra expor uma ideia absurda e aparentemente sem pé nem cabeça que vai contra todas as ideias do mundo? Te garanto que não estou falando da boca pra fora, e se você realmente acha que estou tão errado assim, porque não tenta explorar essa minha ideia? Se arrisque... e liberte-se de sua própria teimosia... por um pequeno período, me dê uma chance de te convencer, e siga meu conselho: Jogue de novo, de novo e de novo, até realmente ter visto tudo do jogo.

      Pra vender vale tudo, e você mesmo mostrou no seu comentário anterior que sabe bem que as empresas tipo a Climax e a Konami fazem de tudo pra obter sucesso em suas vendas. Seguinte: Markenting não significa nada. Devil may Cry também foi vendido como Releitura e no final não foi nada disso. em grandes títulos há muito disso cara, é markenting.

      E você não faz ideia de quão feliz estou em ao menos uma pessoa no mundo ter percebido, que minha originalidade pagã é, no mínimo, original.

      Eu não consigo acreditar no que não encontro nos jogos. considero válido apenas aquilo que pode ser explicado dentro do universo dos jogos, é la que vivo, e é la que estudo.

      Jogue cara. Na versão de Wii tem multi-idiomas. Eu joguei a versão de Wii em inglês e espanhol, a versão de PS2 pelo menos 4 vezes, 2 delas com um tradutor, amigo meu, com quem eu jogava e debatia sobre Silent Hill (alias, saudades Tuck, ele disse que vai me deixar zerar Silent HillS no PS4 dele se eu comprar a mídia xD), tal qual me sacaneou tanto com as respostas que me fez ver os finais e consequências corretas e erradas de todas as passagens no jogo. Cara, você é fan e sua revolta com minha teimosia é tão visível que só tenho a implorar: Somente jogue até entender de verdade.

      Uma vez, em outro título no qual também sou apedrejado legal, eu aconselhei um cara que talvez me odeie até hoje a jogar. Pois bem, não sei o que ele descobriu, mas o melhor amigo dele entrou no meu pequeno circulo de contatos e me disse que ele achava que eu era só um maluco qualquer que decidiu causar com ideias absurdas e abstratas sobre coisas que nem tinham com o que gerar tanta paranoia. Mas no final, ele explicou que o cara entendeu que eu sou apenas um cara que curte muito o título em questão, a ponto de por puro gostar, por puro amor, ter gerado uma história original e respeitosa, fiel aos detalhes e plausivelmente correta, tal qual não poderia ser derrubada por qualquer outra, só pra entender.

      Eu só entendi o que precisava, e se um dia eu perceber que estou errado, será um prazer assumir. Mas pra isso, só se lançarem um jogo contradizendo tudo o que falei até então, DESDE QUE seja leal aos fatos de todos os jogos, inclusive Shattered Memories, pois você considerando releitura ou não, não pode descarta-lo pois não é spin-off. Nenhum jogo com trama original, personagens originais, temática original, e enredo original pode ser considerado spin-off, e você não pode desconsiderar jogo algum de uma linha de tempo, a menos que ele seja spin-off (releituras em sua maioria são spin-offs, pois começam uma nova saga, uma nova trama, e isso as desliga da trama anterior, tornando-as spin-off.) Eu não vi isso em Shattered Memories, e se você jogar de novo, e de novo, e de novo, talvez perceba isso. Na verdade, tenho certeza que perceberá.

      Cara, como percebi que você se irritou com minha estupidez eminente, eu lamento muito por tê-lo ofendido ou incomodado. Mas assim, só jogue.

      Excluir
    11. Concordo com o Shadow, eu vim aqui ler essa análise e descobri essa teoria, mas, realmente não faz sentido, não só por ter uma time-line oficial da Konami, mas sim pq o jogo mesmo diz isso. Depois que eu li isso aqui eu fiquei uns 5 dias direto só pensando nisso, acreditando, mas tentando desvendar, não acreditei totalmente, então eu joguei de novo e percebi mesmo que não dá.

      Excluir
    12. Tudo bem sr. De toda forma, minha ideia e interpretação foi essa... agradando ou não, pra mim serviu, já foi o suficiente e estou completamente satisfeito com a analise e com a minha interpretação. É triste ver que ela não agrada a todos... mas só o fato do sr ter lido, já foi de bom tamanho. O fato do sr ter me dado o benefício da dúvida, e ter jogado novamente pra ter certeza sobre sua própria linha interpretativa, já me deixa bem feliz.

      Sobre a(s) time-line(s) oficial(is), eu prefiro analisar à minha maneira, e seguir minhas próprias time-lines, baseadas no que eu mesmo entendi. Não me calo diante uma informação oficial, uma vez que ela não contribua de forma definitiva para uma interpretação digna, na minha opinião.

      E sr(es), nem grila(em)... eu não sou o dono da verdade e não tenho o direito de tentar forçar ninguém a acreditar no que digo ou deixo de dizer. Simplesmente adorei o fato de terem se dado ao trabalho de ler o meu trabalho, criticando-o ou não, aceitando-o ou não, já me ajudaram muito.

      See yah... e bons jogos!

      Excluir
  8. Vou te contar, de toas as coisas que eu podia imaginar, essa nem de longe poderia passar pela minha cabeça!Sério você é muito inteligente mesmo! Uma sugestão muito ''especial'' de um jogo que eu tenho é o Rule of Rose, esse é um prato cheio para você destrinchar e não, não é point click!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk... vi que tu curte coisas psicologicamente abaladoras... Eu to jogando o Rule of Rose, joguei durante minhas férias pra analisar mas daí tive problemas familiares e tive de parar. Mas recomeçarei um dia, e vlw a dica... rs...

      Excluir
    2. Pode crer!AMO ESSAS COISAS!!Cat Lady, downfall,Fran bow... todos clássicos, e eu sou um eterno apaixonado por games de horror!Ah e em também silent hill mobile, mega assustador e impactante também!
      PS: Mudando um pouco de assunto, cara tem um vídeo no youtube (ah vá é mesmo?kkkk) do jogos da Alice, que é Sweet Dreams, a mesma música que toca no filme Sucker Punch, no começo. Eu recomendo porque é impressionante como a música que já é lina se encaixa no game!

      Excluir
    3. Beleza, se pa eu ponho esse vídeo pra fortalecer minha análise sobre o Madness. Ai, mudando de assunto ainda mais, tu ta ligado que vai rolar um novo Alice do Mcgee, só que em filme agora, uma animação ao invés de jogo?! Daora né? Apesar de eu curtir jogos, acho que um filme é uma ótima forma de alavancar o público. Falando de filme, tu conhece algum filme estilo "Trick'r Treat"? Se já viu? Em pt o nome é "Conto do Dia das Bruxas". Eu gosto de filmes nesse gênero, com terror ou impacto psicológico que faz pensar depois. Se tu tiver recomendações de filmes assim, serei eternamente grato. Sucker Punch foi maravilhoso. Também agradeço pelas recomendações de jogos... só fico triste por não ter mais tanto tempo pra jogar logo tudo e ser feliz rs... enfim...

      Vlw!!!

      Excluir
    4. Pode colocar! Com certeza vou assistir,acho uma ótima ideia!! Esse filme também vou ver, deve ser muito assustador! Recomendo ''A Orfã'' e ''Os Olhos de Júlia'' dois filmaços, muito chocantes! Os Olhos de Júlia eu quase chorei no fim do filme, foi muito lindo você precisa assistir esses dois!

      Excluir
  9. Velho, na boa....ninguém aqui ta com rancor cara hauhauauaua! Da onde você tira isso?

    Veja bem,você vê coisas que não existe tanto no jogo como nos comentários....velho, ser fã é uma coisa, mas você é meio fanático mano, isso é um jogo, não uma religião pra você tentar pregar sua crença!

    E cara, é a quarta vez que termino o game, eu leio tudo etc etc, na boa velho...eu não vou ficar jogando e jogando só pra concordar com sua opinião, eu repito,eu não acredito que seja uma continuação de SHSM, EU não acredito cara, por minha opinião e leitura do game, o fato da Climax e seu produtor, Mark Simmons, ter dito que o game é uma reimaginação, é apenas um detalhe verídico.

    E outra cara, eu não me incomodo nem um pouco em você acreditar na sua teoria... pelo contrário,é seu direito, mas você sim, se incomoda, e tenta a todo custo convencer as pessoas que ela é verdadeira, chegando a afirmar que você "sabe que esta certo" cara, uma coisa é você acreditar em algo, e tentar mostrar sua opinião pras pessoas, deixando claro que é sua teoria e ponto final. Outra é você impor verdade absoluta e teimar, velho, parece até aqueles moleques de 14 anos fazendo birra, fica meio infantil cara, você queima seu filme e do seu blog!

    Sua teoria é legal, algumas coisas fazem sentido, outras não mesmo! Mas de fato é apenas uma teoria que foi desmentida antes de nascer, foi morta antes do game lançar cara! Você quer discutir com o produtor do game velho? Você ta igual a Cheryl mano, não aceita a verdade...

    Cara, um conselho, curta seu game, sendo ou não uma reimaginação, se você gosta dele , assim como eu, é o que importa. Nenhum de nós vai mudar a opinião do outro, não to com rancor nada,eu nem me estresso por coisas assim velho...só acho que você viaja tanto em algumas teorias como no que os outros pensam delas.

    Mas é isso, ai, cara cuidado pra não virar membro da Order huhhuahhauahuhu :P

    Não vou mais ficar discutindo com você velho,não faz sentido,seguimos cada um com sua opinião, afinal isso é diversão,não algo pra ficar encucando, eu sou fâ, curto mesmo, mas você exagera um pouco hehe.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ta certo... eu exagero mesmo. Mas é que me esforcei tanto pra escreve o que interpretei que quando surgem pessoas me desmentindo eu perco o controle e me irrito... é meu jeito de ser.

      Mas você tem razão, o que eu tinah de fazer eu já fiz: Compartilhei minhas teorias e fim. Mas na boa, frases como "Sua teoria morreu antes mesmo do jogo ser lançado" é bem ofensivo, se você considerar que minhas teorias existem justamente pra contrariar esse fato.

      Eu ainda vi em Shattered Memories uma continuação e deixei muito claro o porque, e não consigo engolir o que todo mundo engoliu de que essa maravilha é uma droga de uma releitura. Se tu pensar, não tem nada de releitura irmão... alias, se você considerar Silent Hill Shattered Memories apenas, ai sim, da pra considerar como uma releitura do primeiro jogo, reimaginando os fatos e tudo mais... só que se você pensar em Silent Hill Saga, não da pra ignorar as ligações e concordâncias, e também, não há furos que impossibilitem a união das duas histórias cronologicamente... não da pra ignorar... mas se todos teimam tanto em ignorar, eu mostrei o que podia mostrar e fim, já escrevi a análise com tudo que podia por, então, meu trabalho ta feito, cabe ao leitor concordar ou discordar... indiferente pra mim, meu objetivo é só divulgar.

      Seguinte, eu peço pra jogar de novo, mas você não tem obrigação nenhuma disso. Joga se quiser e ponto. Mas ai, uma dica: Dentro do carro, explore ele inteiro antes da água enche-lo por completo e sintonize a rádio numa música que funcione. Você abrirá a porta, olhará pro carro, dará tchauzinho, nadará até a superfície, encontrará Bennetti e entenderá como Harry escapou do afogamento. Mas mesmo sem isso, lembre-se que em SH sempre acontece de pessoas dormirem e acordarem em locais diferentes sem ter noção de como chegou la, é coisa de SH, e se você pensar em Shattered Memories como um jogo fora dos padrões de SH, as doideras realmente não farão sentido e alimentarão a ideia de que a mocinha la ta só confusa. Mas dentro do universo de SH, coisas sem sentido fazem sentido sim.

      E mais, eu adoraria ser membro da Ordem, porque cara, seria bizarro... mas ok... você quem manda.

      E cara, eu to ligado, é só uma opinião minha, mas eu a defendo pois como você mesmo disse: "parece que você é o único do mundo que pensa assim" então, porque não continuar tentando achar gente que pense igual?

      SHSM não é uma releitura, é uma continuação, e eu expliquei o porque várias vezes, você acredita no que quiser acreditar.

      Vlw por aparecer cara, e por me responder, eu fico muito feliz em saber que mesmo na discórdia, existe respeito... se bem que eu sou paranoico e realmente vejo coisas onde não tem, ou percebo coisas que normalmente os outros não percebem. Doidera a parte, esse sou eu... e se isso condena minhas postagens, que seja... faço o que gosto da forma que gosto e pronto.

      Gostei de ti, mesmo você tendo me odiado... (ta, você vai dizer "eu não te odiei, você ta chapado cara) mas eu sou meio louco mesmo, nem grila.

      Excluir
  10. Velho, e pra finalizar minha postagem, se SHSM fosse mesmo após SH3, você acha mesmo a Cheryl não lembraria de Cláudia, Douglas e Vincent? Eles também deveriam aparecer no SHSM,sendo que os outros personagens do primeiro Silent Hill e até outros que nunca existiram aparecem né?

    Então por que eles não aparecem,nem em mera citações?

    Simples meu amigo, simplesmente porque na linha temporal de SHSM os eventos ocorridos em SH3 NUNCA EXISTIRAM entendeu? Você explicou, explicou, teorizou e até viajou um pouco, mas esse fato você omitiu da sua análise ou simplesmente não aceitou sei lá, o fato é que ela não cria/lembra nenhuma cena com esses personagens porque eles não existiram na linha temporal do game, simplesmente porque ele é uma reimaginação inteira do primeiro game ou no máximo, após ele.

    Qual a sua teoria e explicação pra isso ? Ta vendo porque você não está tão certo com pensa? Se o game realmente fosse uma continuação, esses personagens teriam alguma participação nas lembranças de Cheryl,você diz que eu sou teimoso, mas você é muito mais cara....eu enxergo os fatos, apenas isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fácil.

      Quais as histórias abordadas em Silent Hill Shattered Memories? A morte de Harry? A perseguição da Ordem? O Aborto do Caipiroto? Claudia, Vincent, Douglas, são personagens dessas histórias, e não é isso que atormenta as lembranças de Cheryl.

      Cheryl sofre pela morte de seu pai, mas ela sabe exatamente como ele morreu. O que ela tem dúvidas em suas memórias, o que ta fragmentado, é aquilo que ela compartilha com a outra Cheryl. No jogo, ela é estudada e tratada como uma pessoa tentando superar a morte do pai, mas na verdade, se você conhece Silent Hill, vai reparar que o que atormenta Cheryl mesmo é a outra Cheryl e suas lembranças corrompidas com as lembranças que a Heather conquistou. Resumindo, a mente dela não suportou as personalidades e histórias diferentes, forçando ela a criar uma lembrança zoada de sua própria história, COMO PESSOA. SHSM não conta nada relacionado a aventura de Cheryl em Silent Hill, e sim, o conflito pelo qual ela passa pra entender o que aconteceu com sigo mesma nesse processo. Lembre-se: Cheryl são três em uma. Em SH3 no final, isso fica explícito, principalmente quando ela fica cambaleando entre as diferentes personalidades, coisa que parece ser mero "golpe" dela pra atingir Claudia, mas que na real era verdade mesmo, e ela estava se confundindo. É por isso que ela é medicada cara... simples assim. Evite acreditar no médico, ele é um babaca.

      Excluir
    2. E de onde você tirou que omiti isso? O fato de eu não ter dito com todas as palavras não significa que eu escondi personagens... Eu não escondo e ressalto fatos pra dar credibilidade as minhas análises. Se é o que eu pareço fazer, pena viu, porque isso é baixo e uma hora ou outra os fatos falsos nunca batem. E se você realmente faz questão que eu mencione isso, apenas pegue o texto que colei acima e compare com o que escrevi na análise, você vai achar justamente o que mencionei, com outras palavras talvez, mas encontrará. Eu só não citei nomes, porque na boa, eu sou muito ruim pra isso... minhas memórias são tão turvas quanto de Heather rs... Mas assim, valeu essa explicação pra ti ou, parece tudo inventado? Omitido? Ignorado?

      Excluir
  11. Ah cara...relaxa, com eu falei, não te odeio nem nada, olha, não sei sua idade..mas não sou nenhuma criança, tenho 29 anos e jogos desde os 7...e então, eu realmente não levo esses debates virtuais pro lado pessoal, portando fique tranquilo, mas eu não concordo com sua ideia,e digo isso com a mesma convicção que você acha que a sua teoria é a certa, todos tem teorias em todos os games da série, eu tenho as minhas pra cada jogo, porque muita coisa não é pronunciada pela Konami, mas esse lance do SHSM é diferente, porque não es tamos falando só do jogo, mas sim da cronologia.mas já falamos demais nisso que até cansou hehe.

    Eu só acho que de todas as teorias de todas as pessoas que eu li , de todos os games da série, você é a unica pessoa que tenta convencer as pessoas que a sua é a "oficial, a certa, vocês estão todos errados e eu sou super inteligente e achei o que ninguém achou"....

    Cara... isso soa muito prepotente, já li teorias maravilhosas por exemplo de pessoas sobre Silent Hill 2,e as mesmas eram humildes o suficientes para deixar claro que tudo poderia ser falho, mas você não...você já começa de cara chamando as pessoas de alienados, isso, aquilo, já começa ata cando e se defendendo...isso eu não gostei mesmo no sue modo de escrever,só acho que você deveria ser mais humilde, como e falei, parece criança fazendo birra.

    No mais, fica na paz velho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É meu jeito de escrever cara... hehe... faz parte da personagem. Eu me sinto bem mais livre dessa forma. Pessoalmente, normalmente eu busco ser humildão e dependendo do momento, posso ser inclusive tachado de molenga por praticamente não demonstrar opinião. Eu me solto legal ao digitar e concordo, sou prepotente sim. Inclusive, eu reli a análise e pensei em diminuir a arrogância das palavras mas... nah... faz parte da postagem. É uma forma de provocar o leitor, minha forma de provocar... e gerar debate. Eu adoro debater, principalmente em comentários, pois isso enriquece de mais a postagem. Tu acha que geral que le para na postagem em si? As pessoas partem pros comentários, eu parto pros comentários, e lá que a postagem ganha vida e enriquece, ou perde toda a veracidade.

      Curiosamente, nosso episódio foi resultado disso... mas eu concordo contigo. Só que não posso mudar esse meu jeito de falar (e sim, eu sei o risco de afastar leitores) mas é meu jeito cara, é meu perfil como escritor. Claro que, eu posso me retratar se quiser... alias, eu chamei e continuo chamando geral que caiu na lábia da Konami e Climax como alienados... e eu achava que tinha deixado claro porque sou tão extremista mas... bele... sinto muito se isso lhe atingiu. Na real, sinto muito pela minha forma estúpida de digitar. Não quis ofender, nem dizer que sou dono da verdade. Eu só acredito muito nas coisas que descobri... só isso.

      Pense quantos outros leitores, escritores, fans, blogueiros, jornalistas e comentaristas eu preciso enfrentar e escutar uma pá de ladainhas sobre minhas teorias serem fajutas porque "A empresa determinou que isso é isso" sendo que a determinação da mesma não tem fundamento algum, além da própria assinatura (como se o nome significasse algo...)

      Excluir
    2. Eu defendo a ideia de que não importa o que dizem fora dos jogos, o importante é o que se apresenta dentro deles. De toda a equipe, alguém queria que enxergássemos o que eu enxerguei, então por causa dessa pessoa (ou pessoas) que fez questão de incluir o que eu encontrei na história, e permitir que eu captasse tais conexões no enredo, eu continuo defendendo essa minha interpretação como absoluta. Errado ou não, eu ao menos consegui explicar o jogo das próprias empresas de forma que fizesse jus ao título (é um SH) sem dizer que ele era um spinoff e ignora-lo na cronologia (na mitologia de SH não existe isso de realidade paralela... pelo menos não da forma que divulgaram em SM... e cara, sério que tu ainda acha que SM é releitura da história do primeiro? Não viu as pistas man? As diferenças? São jogos muito, muito diferentes... e se você conhece a mitologia de SH [E você conhece que to ligado] então deve ter sentido uma vontadezinha de me dar o braço a torcer... o que tu perde com isso? Vai sair do grupo massante de pessoas que acreditaram nas divulgações oficiais sem escrúpulos... isso é tão ruim assim?)

      Enfim, kkkk... eu fiz uma baita falsa promessa na análise, disse que quem lesse até o fim iria concordar comigo... mas ok... fazer o que. Não sou profeta, sou apenas um visionário gamer. kkkk... De toda forma, eu expliquei tudinho da forma como entendi, e pra mim, descartei completamente a ideia de que este é um remake, pois ele não se encaixa nessa categoria. É um jogo que começa com o mesmo contexto do original, mas a temática, sequencia, jogabilidade, enredo e principalmente, foco, não é o mesmo. Se fosse uma releitura, teria falhado muito, pois abandonou completamente a ideia do jogo original, inclusive todo o enredo. E mesmo se fosse numa realidade paralela a do jogo original, te garanto que não faria sentido algum dizer que é releitura, pois no mais, não é... O jogo é muito original em todos os quesitos e inclusive tem um título original... quem acreditou na divulgação preguiçosa pra mim, perdeu muito. O jogo tem mais a oferecer do que apenas um spinoff da saga.... e pior que eu expliquei tudo na análise... mas ainda assim, sem chance de convencer os fans que realmente mereciam esse conhecimento.

      Por fim... eu sou só um cara qualquer que jogou... meu conhecimento se baseia nos jogos e em todas as outras fontes sobre os jogos... e mera criatividade. Fazer o que, eu não sou nada nem ninguém... então, eu entendo o fato de me ignorar.

      Excluir
  12. Cara, e uma ultima coisa, que apenas prova sua prepotência.... você já me responde dizendo o seguinte:

    "Mas é que me esforcei tanto pra escreve o que interpretei que quando surgem pessoas me desmentindo eu perco o controle e me irrito... é meu jeito de ser."

    Observe a palavra "DESMENTINDO" cara você não têm provas e provavelmente nunca terá de que sua teoria é verdadeira entende? Pra alguém desmentir você , primeiramente tudo o que você escreveu teria que ser verdade absoluta provada, mas não é,então a palavra correta seria " DISCORDANDO" e não desmentindo.

    Ta vendo cara? Eu sei porque você se irrita, por que o que você quer, é que todo mundo venha aqui e diga amém pra você, porque tem muita gente leiga na série que joga sem saber nada do enredo, sem saber o que é a Ordem, Samael, Alessa etc, ou aqueles que viram os filmes e partem pro jogo achando ser igual, ai tudo o que você diz, esteja certo ou errado, será certo pra eles.

    Então é isso... hoje fui eu, amanha pode ser outra pessoa que entenda mais da série e venha aqui, com outra teoria, que também discorde de você, e assim é a vida velho, não da pra agradar todo mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Certo... ta... eu nã otneho palavras cara. Você venceu. Eu estou errado e minha postagem é um monte de ladainhas e perda de tempo. Acredita quem quiser... alias nem tem o que acreditar... são mentiras, pura invenção. Tudo o que peguei de dentro do jogo eu mesmo inventei, e o fato de tudo isso ser possível encontrar la dentro, é só mera coincidência... enfim, eu sou tão idiota em ficar irritadinho pela mera discórdia daqueles que entendem muito mais sobre Silent Hill do que o bobinho jovem e amador aqui sabe... quem sou eu pra me posicionar e defender uma tese... a vida não é formada por pessoas e ideias, inovações e criatividade... um jogo não existe pra ser interpretado, muito menos um jogo com o título Silent Hill, então ,quem sou eu para fazê-lo. Como você disse... a vida é assim e poxa... eu não sei viver ainda... tenho tanto a aprender cara...

      Preciso aprender a escutar os outros e baixar minha cabeça quando gente mais inteligente e sábia que eu se quer possa imaginar ser um dia, falarem algo que eu acredite veemente que pode ser desmentido (nesse caso, pois é uma verdade absoluta, só pelo fato de vir de uma boca santa e soberana, acima de qualquer erro, mesmo se este puder ser apontado) Eu, não sou nada. E como um nada me portarei.

      Exagero a parte, seguindo as Leis da Morte... encerro minhas postagens sobre Silent Hill aqui, e que minhas opiniões deixem de ofender as pessoas.

      Lamento muito por compartilhar minha estupides mas, eu realmente achei que sabia alguma coisa... pena que eu vivi uma mentira que jamais teve se quer chance de ser considerada. Sou tão estúpido em achar que poderia analisar uma franquia tão renomada quanto Silent Hill =/

      Não sou um fan, sou um... poser.

      Excluir
    2. É, viu como eu me deixo levar... eu sou extremista de mais kkk... mas sério, eu criei as Leis da Morte justamente pra isso. Não quero ficar me matando pra digitar e editar textos que serão taxados como mentiras, sendo que tudo que fiz neles foi apontar o que encontrei nos jogos. Você querendo acreditar ou não, e você achando que eu não tenho fontes e que tudo oque disse nunca será real, pois não há provas, então na boa, jogue. Eu disse o que achei nos jogos, se você jogar, vai achar, e se não achou, é porque não jogou direito, eu lamento. Mas quando digo jogue, digo jogue a franquia também beleza. Eu sei, você já jogou todos os Silent Hills 40 vezes... mas cara, se eu achei, te garanto que você também achará. E não, eu não enxergo apenas o que quero enxergar não. Já quebrei a cara legal em rever teorias que de fato não tinham fundamento... inclusive, eu re-joguei todos os SHs durante anos, alternando entre eles, pegando versões diferentes, com idiomas diferentes, sempre com um cagaço de achar algo que indicasse o quão errado eu estava. E no final, eu só fortaleci minhas ideias. As vezes, a forma como eu falo não é clara, eu tenho dificuldade pra ser claro as vezes... então vai você nos jogos e faça o que eu fiz, estude-os sem pensar nas teorias pré-existentes. Crie a sua própria (você tem várias né? Então, estude elas...) e cara, veja o que você entende e pronto.

      Fico triste... porque curti pacas você, mas justamente por sua opinião fui forçado a descontinuar meu projeto de criar análises próprias da franquia SH... Fiquei demotivadão, pois suas palavras foram significativas pra mim, e eu levei pro pessoal, afinal os textos que apresentei aqui são pessoais. Uma crítica tão... clara... quanto a sua desanima legal.

      Sou eu, e com certeza se alguém aparecer e disser "A cara, para não, adoro suas análises" eu vou voltar, pois a lei exige isso... mas na boa, suas palavras me pegaram legal... algo que me machuca é ser chamado de mentiroso... e querendo ou não, você o fez.

      Mas na boa, se já leu as outras análises de SH? Da uma olhada.... talvez você encontre mais alguma coisa pra criticar hehe... eu adoro ouvir críticas, inclusive negativas... isso me alimenta... eu fico desanimado e desmotivado... porém algo em mim queima e minhas ideias afloram... minha atenção nos jogos também aumenta, e eu fico com vontade de jogar tudo de novo pra ver onde foi que errei... e bem, isso é tão bom kkk...

      Enfim, obrigado por comentar Mestre Shadow.... e velho, abandona o blog não... prometo que tentarei ser menos desprezível... rs... mas as postagens de SH acabaram.

      Excluir
  13. Meu deus, cara..você é realmente um fanático, se duvidar, mora e Silent Hill huhahuahuhuahuau!

    Cara, sem drama né? Menos... Olha, não chamei você de mentiroso, por que sei que você acredita em sua teoria, isso não é mentir, só deixe claro isso para os leitores, não tome como verdade absoluta que tudo fica claro,simples.

    E por mais que algumas coisas estejam no jogo, é como eu falei, são interpretações cara...todo mundo tem uma interpretação diferente para cada evento ou mistério do game, por isso eu digo que nenhuma seja verdadeira entende? São teorias, e o legal de SH é isso, a possibilidade de variação.

    E como falei, eu achei legal sua teoria, e é bem bolada inclusive,algumas coisas fazem sentido cara, mas outras não, e eu acredito que se fosse mesmo uma continuação do SH3, em algum momento Cheryl citaria algum evento ou ao menos uma lembrança em forma de memento ou fantasma,posso estar errado, mas é o que penso. Viu só? Cada um de nós acredita em algo, e eu não acredito na parte que você diz que o único conflito na mente de Cheryl é a morte do pai, pra min toda as 3 vidas dela a pertubam,e portanto deveria ter outras citações, e como não teve, não acho que seja uma sequência.

    E para de drama velho, continue escrevendo e fazendo o que gosta, infelizmente eu hoje não tenho mais tempo de criar blogs e fazer análises, mas é legal ver a sua paciência,criatividade e disposição.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tendeu... pelo meu lado eu tento observar Cheryl-Heather-Cheryl e a conexão entre as duas vidas que ela teve. Tecnicamente, Alessa não foi uma Cheryl. Então a mente dele fica confusa entre as duas existências iguais (a filha de Alessa, e a filha de Harry).

      Silent Hill é realmente complicado de explicar ou entender, e eu mesmo aprendo mais a cada jogo.

      Concordo contigo... tenho de baixar um pouco a bola e parar de paontar o que digo como verdade comprovada e absoluta. É apenas uma interpretação, original mesmo, mas interpretação. Pra mim é verdade, mas pode não ser pros outros que não concordam, e um erro enorme é taxar quem pensa diferente de "alienado". Eu entendi...

      Seguinte, eu ainda acredito que SHSM não é releitura. Eu vi nele potencial pra continuação, e apontei o porquê. Se mesmo assim você acha que não faz sentido, ok... =/

      Excluir
  14. Aewww cara..acho que finalmente nos entendemos (ao menos no quesito de deixar claro o que é interpretação é o que é fato) .

    Então velho, eu sei que você acha mesmo que seja uma continuação, e tem seus motivos pra isso, eu continuo analisando o SHSM como um jogo único entende, sem depender dos demais,não importa o rótulo de atribuem pra ele, seja ele uma releitura, reimaginação,Spin Off etc... Eu apenas acredito que ele foi feito quase como um Reboot, mas sem alterar a franquia principal, a maioria dos personagens do primeiro e algumas semelhanças com o terceiro game, de fato é um game da Cheryl, não do Harry Mason eu arriscaria a dizer... (mas também eu lembro que de fato, na época, a Climax e o diretor , Mark Simmon, afirmou que o game se tratava de uma comemoração aos 10 anos da franquia, e que não entrava na cronologia, e eu como sou formado em letras, e tive que fazer muita pesquisa no campo acadêmico sobre obras de literatura, sempre tive a obrigação de primeiro ir atrás dos fatos comprovados...pra somente depois aplicar as teorias entendeu?) Mas esse sou eu, você é você e faz do seu jeito....cada um segue seu caminho nesse mundo de teorias, e sempre um aprende com o outro.

    Bom, eu fico feliz de ver que você entendeu minha mensagem sobre o fato de não tomar coisas como verdade absoluta, por mais que elas pareçam pra você...isso prova que debates sempre nos amadurecem cara!

    Abraços, a gente se fala quando eu tiver algo mais pra debater contigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu cara, como eu disse, eu aprendo muito com os comentários... e aprender é viver

      Excluir
  15. Ah, quando tiver tempo sobrando mesmo, vou ler suas outras análises!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor! Eu ficaria muito grato se o fizesse. Quero muito ver o que você vai achar das outras teorias. xD...

      Excluir
  16. Respostas
    1. Uma palavra que diz tudo... obrigado... (a menos que "BOM" seja abreviação para "Bobagem Ordinária Mentirosa"... dai eu ficarei triste... T_T...) De toda forma, obrigado cara...

      Excluir
  17. Nossa! eu sou uma fã incondicional do SM,admito que o que me fez apaixonar por esse Silent hill foi 2 coisa: 1°,foi o primeiro jogo de ps2 que joguei na minha vida (ja tava com 20 anos hein O.o)e 2°, pq foi o primeiro SH que eu joguei,mas essa paixão começou com o filme o que me fez correr atras da historia dessa saga. Com o tempo pesquisando e conseguindo dinheiro para comprar meu ps2 ( jogava com o do meu tio) e comprando os outros games da franquia pode me aproximar mais e entender um pouco melhor SH. E quanto eu mais pesquisava, lia ( e jogava) sobre o SM mais eu amava esse jogo.Resumindo eu so quero dizer que essa sua analise me mostrou mais alguns pontos de vistas sobre esse jogo, alguns eu ja suspeitava mas fiquei feliz em saber que mais alguem enxergou eles ^^ outros nunca passaram pela minha cabeça, mas são bem plausiveis viu. Eu amo Shattered memories,podem dizer o que quiser sobre ele,e eu (é uma opinião pessoal ta)acredito que quem se diz fã dessa saga não fica xingando e menosprezando e dizendo "eu odeio esse SH,pq" cheio de mimi,fã que é fão respeita todos os jogos da saga e sempre ver todos os lados do jogo,pesquisa e o mais importante... joga quantas vezes for preciso. Parabens pela analise,vou ler as suas outras de SH,e por favor continue,mesmo se tiver uns chatos por ai enchendo seu saco . Abraços ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei alguém com uma história de vida gamer semelhante?! OO???! Leia minha análise sobre "Terror em Silent Hill", justamente o filme. Eu comecei a jogar por causa dele... e como você, comecei por um dos rejeitados. Eu comecei pelo SH4... mas é bem na mesma linha concorda? Pelo menos em pseudo fans que se acham sabidões metendo bala só porque não conseguiram entender e, decidiram repetir as críticas de quem achou que entendeu. Sério, meu deus, estou surpreso com suas palavras, de verdade. O esquema da pesquisa moça... eu pesquisei antes de jogar, alimentei meu conhecimento sobre SH, li uma ´serie de matérias sobre ele, analises, história. Posso dizer que antes de jogar os SHs eu já sabia as histórias deles... e te juro que me surpreendi com o tanto de más interpretações que fui obrigado a engolir. Se eu não tivesse lido seu comentário, já acharia que minha visão tinha sido bizarramente a única no universo... e deus, estou surpreso! De verdade. Ontem mesmo me disseram, sobre uma teoria de SH2: "Sua visão ta errada pois ninguém pensou como você, e esse jogo é antigo, se nem mesmo os foruns oficiais levantaram uma teoria se quer parecida com a sua, de onde você tirou que ela faz sentido?" tipo, me disseram que eu não tenho o direito de entender da minha forma, porque no mundo ninguém entendeu dessa forma... é tão... limitado não acha? Sério srta Dyórgia, se puder comentar mais vezes eu estarei mais do que lisonjeado, estarei confortável! Você é aquil oque busco: Alguém que enxergue como eu. Há vários leitores magnifícos neste blog, como também há essas pessoas que enchem o saco e se limitam muito ao "senso comum"... mas... bem... agora vejo que... o que eu vejo... não é loucura! Eu... estou feliz por ter encontrado meu blog srta... e por favor... aproveite! SM é um dos meus favoritos, o segundo pra ser real... o primeiro é o 4 rs.... porque foi o primeiro. Seja muitíssimo bem vinda!

      Excluir
    2. Lembro que quando comprei o SH4 e fui da uma pesquisada,saber o que os fâs acharam e tal (para quem tava começando a entrar no mundo dos games e SH não foi muito animador não O.o mas enfim...), tenho certeza que se tivesse lido essas opiniões antes de comprar o jogo eu jamais o compraria depois,mas ainda bem que não fiz isso^^.è o SH que MAIS me assustou,serio. E vc ta certo , ele é outro rejeitado,me corrija se estiver errada mas acho que isso se deve principalmente pq ele não se passou na cidade Silent hill. Lembro de ter lido esse mesmo argumento varias vezes. Enfim eu so queria acrescentar mais essas similaridades ai entre a gente (SM 1° paixão e SH4 2° paixão ^^).Obrigada atenção e carinho nas suas palavras (emocionada aqui cara ^^) e abraços.

      PS: Manda esses fãs chatos fazer terapia com o doutro sabidão (ou com o PH O.O)

      Excluir
    3. kkkkk.... Terapia com o PH é tenso moça, isso é coisa que se recomenda?! Kkkkk

      Mas assim, como eu disse, estou animado com sua presença, pois me identificquei contigo e vice versa... e é difícil isso viu. A maioria dos fans é do tipo que decora todos os nomes, de cada rua da cidade, cada letra de cada artigo e ainda por cima conhece todas as teorias mais famosas de SH, além de ter lido e decorado cada página do Lost Memories... porém, destes jogadores, dificilmente tem algum que jogou Silent Hill com seus próprios olhos e ousou arriscar uma interpretação própria e independente de "guias de interpretação". O que nós dois temso em comum é que enxergamos com nossos próprios olhos, e isso que nos fez ver a mesma coisa. Eu que estou emocionado, estou muito feliz alias, achei um semelhante num mundo lotado de opostos.

      E moça, obrigado por aparecer, por ler meu trabalho e por ter me mostrado que, por mais diferete que eu possa ser, sempre haverão pessoas que me entendem, e se eu der sorte, sempre acharei gente como você, com tanto em comum. Seja novamente bem vinda, e espero que lhe agrade com outros textos sobre SH!

      Até! E Feliz Ano Novo moça!

      Excluir
  18. Caramba isso ta rendendo ainda?

    Feliz ano novo a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que ta, não só esse sr, outros textos que fiz também tão bem comentados e divulgados. Há duas páginas no face que veem debatend oe massacrando minhas ideias, mas ao mesmo tempo, encontrei bastante gente que não só respeitou, mas até concordou com algumas cosias que eu disse. Alguns foram unanimes, outros não... mas ta indo muito bem sr. De toda forma, obrigado por dar as caras Sr Shadow.... e Feliz Ano Novo! (repare... forma "FAN")

      Excluir
  19. desculpa os erros de português ai ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem nada com o que se desculpar. Eu que peço desculpas pelo sistema de edição estar travado... é que a página ta formatada para não ser copiada, eu fiz isso porque tinha gente roubando postagens e repostando em foruns, como deles.... Mas eu pretendo corrigir essa opção, em 2015 rs. (Até eu sofro pra editar textos em comentários T_T)

      Excluir
  20. Muito interessante as análises dessa franquia cujos enredos são inquietantes. De fato, eu só joguei o 2 e o 4, tendo concluído apenas este primeiro (e, creio, no final ruim - do suicídio), e por me perder em meio ao entusiasmo mediante as mil possibilidades de investigação e o apelo psicologicamente constrangedor, mesmo cursando Psicologia, não conseguiria interpretar deste modo. Enfim, gostaria de saber dos outros finais, segundos suas palavras, "podres", desta versão. Fiquei ainda mais curioso. Parabéns, e continue nos instigando a jogar e comprovar com nossos próprios olhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certo sr:

      Sleaze & Sirens : Nesse final, Harry aparece gravando um vídeo erótico num motel, com Lisa e Michelle. Isso é uma conclusão baseada no psicológico erotizado de Cheryl. Eu achei esse final podre, pelo fato de indicar que Harry era um tarado, um pervertido, diminuindo o personagem de uma forma deprimente. Harry fez muita coisa no passado, o terror que enfrentou, a mera ideia e insinuação de que ele era um cara ruim (gravar um vídeo erótico na mesma fita em que tem um vídeo da filha... deus) me deixou irritado, de veras irritado. Pelo lado lógico, esse final surge apenas se o jogador apresentar tendencias pornográficas, olhando e buscando por tudo de sexual que possa surgir. Tal personalidade influência na conclusão sobre Heather.

      Wicked & Wick : Harry aparece apanhando, literalmente apanhando de sua mulher sem revidar, em meio a uma discussão envolvendo sua masculinidade, virilidade e compromisso. O cara é posto pra baixo e tratado como um lixo, e não reage de forma alguma. Esse final nasce das atitudes e escolhas individualistas do jogador, onde ele busca somente por lazer e coisas para si mesmo, sem se importar com mais ninguém (incluindo Cheryl). Esse final mostra um perfil deprimente pra Harry, onde de um heroi ele passa a ser só mais um cara mesquinho e manipulável, sem motivação pra viver por si mesmo, muito menos pelos outros.

      Drunk Dad : Nesse final Harry chega em casa bêbado, e da uma bronca e insulta sua própria filha, que filmava tudo com a câmera da família. Esse final coloca Harry no papel de um pai descontrolado, que causa mal para todos ao seu redor sempre que bebe, como se ele fosse desse tipo de homem que enche a cara e espanca a família toda noite. Esse final surge com um perfil alcoólatra do jogador, onde o mesmo sempre busca por bebidas, seja na aventura de Harry ou no questionário de Cheryl.

      Esses três finais fazem Harry se tornar o problema da relação, e são aquilo que conforta Cheryl, veja bem "Conforta" com a morte de seu pai, seu amado pai, tal qual ela não queria aceitar como perdido. O Psicólogo leva Cheryl (e o jogador) a uma conclusão ruim, sobre a existência de Harry, para que seja mais fácil esquecê-lo. Isso eu achei podre... pois é a forma errada de superação, além de não fazer sentido. O jogo, como individual, poderia até ter esses finais em aberto e brincar com o psicológico do jogador, onde o mesmo definia um perfil para seu Harry e sua Cheryl, e obteria aquele final que seu personagem construído merece e participa... agora... Harry já tem um perfil na saga, Cheryl também, e se esse perfil é seguido, nasce o "Love Lost" final do qual falei e defendi na postagem.

      Enfim sr, é isso. Obrigado por ler, e fico feliz por ter feito algo digno de seu interesse e de não tê-lo decepcionado. Sr Toni, seja bem vindo ao DM.

      Excluir
    2. Eu que agradeço!!
      Curto esta interação. Afinal, não encontro fãs deste tipo de game e dispostos a dissecá-los e ainda assim considerar que pode haver lacunas a serem preenchidas. Silent Hill faz isso, tal qual filmes deste gênero, realmente bons.
      De fato, não joguei, como disse, os outros games, incluindo este, mas parece realmente lógico - mas que muitos não perceberiam - que trata-se mesmo de um artifício psicológico esses finais (vividos por Mason sob a mentalização da garota, por sua vez, sob a nossa orientação e responsabilidade), todos muitos ruins, por sinal. E pior, influenciada pelo psicólogo. Mas é mesmo algo muito comum, tal mecânica da psique, realmente inconsciente.
      Enfim, apenas não entendi uma coisa: no trecho último do artigo, você cita que um final correto teria Mason como morto no acidente de carro. Porém, nos dois filmes, ele está vivo, fugindo com a filha, de cidade para cidade. Se eu não entendi, desculpe.
      Valeu!
      Obs: a não ser que você tenha menos de vinte anos, me chame de Marcos mesmo. Rss

      Excluir
    3. Então... meu "Sr" é um tipo de abreviação de "Sir"... pelo menos quando eu pronuncio eu falo como "Sir"... enfim... eu uso isso não como respeito aos mais velhos, mas sim a todos... eu generalizo, e todos que eu considero dignos de respeito eu chamo de "Sr" ou "Srta"... E mais, no blog que isso se estende ao termo "Senhor da Morte" como uma forma de classificar os leitores... rs... Mas você que manda Marcos... se bem que prefiro Sr Marcos. (tenho 24 rs)

      Não entendo de psicologia mas sei que o que o cara fez foi errado, a forma induzida dele trabalhar... tipo... não é certo manipular os paciêntes para acreditarem que estão sendo curados... o certo é cura-los de fato ajudando-os a superar seus males. O que o cara faz com Cheryl é justamente induzi-la a acreditar que estava confusa acerca de seus sentimentos e se aproveita de uma falha psicológica dela, a da múltipla personalidade (afinal, ela tinha as memórias de 3 garotas dentro de si) para fazê-la admitir que estava confusa e errada em sua forma de pensar e lidar com seus problemas... ou seja, ele enganou ela, só isso... porque curada ela não foi... ninguém seria, não dessa forma. Ele grita com ela no final... que tipo de psicologo faz isso? Mas a temática básica do jogo é justamente essa, claro que isso não significa que a história de fato seja essa... como um Silent Hill, as coisas ficam muito mais profundas rs.

      Não entendi qual trecho exatamente você mencionou, eu tentei localizar (principalmente no final) sem sucesso... mas vou tentar explicar: Harry Mason de fato está morto, desde o inicio e aquilo que se passar por ele é só uma memória que tomou forma... pois bem, ele foi assassinado por uma criatura invocada por uma Criança da Ordem em SH3, mas... no jogo todos mencionam que ele morreu num acidente de carro. Pois bem, existe um final, no primeiro jogo, que mostra que ele morreu no acidente bem no inicio, e foi baseado nessa informação que o SM girou, uma de suas bases, mas, nada disso significa que ele tenha morrido de fato no acidente de carro, e ele não morreu, pois sua morte real foi mostrada na continuação do primeiro jogo, a direta, em que ele realmente morre, assassinado. Pois bem ,teorizei de que provavelmente disseram que ele morreu num acidente de carro como laudo para sua estranha morte... mas, também pode ser apenas a ideia do Psicologo la tomando conta da psique de Cheryl, afinal, todas as criaturas são geradas por causa dos argumentos dele, e ele acredita que Harry morreu num acidente de carro, logo, todos também vão defender essa ideia. De onde o doutor tirou essa ideia que é o problema... a pesquisa que ele fez pela vida de Cheryl para seu tratamento se baseou numa senhora mentira, afinal, esse nem era o nome real dela (pelo menos não sempre) e sua vida tem muito mais secredos e pontos macabros do que ele poderia imaginar. A prova disso, a maior prova de que ele não faz ideia de com quem está mexendo, é justamente o final em que Harry passa do lado dele, e ele nem enxerga. Pra ele, Cheryl está tendo um tipo de epifania... mas na real ela ta enxergando uma de suas criaturas... e interagindo com elas, enquanto o médico nem imagina o que ta realmente havendo. Ele não sabe nada de Silent Hill, e suas maldições, e histórias... por isso que jogadores que não conhecem a saga concordam e até entendem o ponto de vista dele... mas o correto é olhar a saga como um todo... e isso que define o real significado do jogo... enfim... acho que ´so compliquei mais kkk... mas assim, você mencionou filmes... de quais filmes está falando? Terror em Silent Hill e Revelation?

      Bem, é isso... até Marcos.

      ..

      Excluir
  21. Parabéns pelo texto!Como fã da franquia,onde zerei todos os games para os consoles,confesso que esse game em particular foi o mais "sofrível" de terminar...

    A jogabilidade foi um problema,visto que era bem diferente das outras versões,mas a história é que na época em que joguei,não me "desceu" de jeito nenhum...mas com essa boa análise,as dúvidas que eu tinha sobre esse jogo foram, de certa maneira,suprimidas...

    Admiro seu trabalho em destrinchar esse roteiro difícil,mas apesar de finalmente entender essa versão da nossa amaldiçoada franquia,continuo deixando-a no ultimo lugar da minha preferência... :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso sr, tudo que eu fiz foi escrever o que entendi. SM é um jogo bem diferente dos demais Silent Hills, mas não merece ser tratado como escória, exatamente como tantos fizeram. Ele leva o título, então, ele é um SH.

      Eu fiz aquilo que acreditei certo, ignorei o senso comum e busquei minhas respostas próprias. Aquilo que disseram sobre SM não me convenceu também, e eu busquei várias respostas, sem sucesso, até resolver procurar com meus próprios olhos mesmo, e foi isso que encontrei.

      SHSM não agrada todo mundo, seja por seu enredo mal compreendido, sua divulgação erronia ou simplesmente por sua jogabilidade muito diferente, por isso não te julgo se não considerado um dos seus preferidos, preferência cada um tem a sua né não... mas... eu me orgulho do fato de você considerar esse um dos SHs, justo como é merecido pra esse título.

      Pena que nem todos pensam assim né sr... de toda forma, obrigado e seja bem vindo sr Jefferson! Espero agrada-lo mais no futuro. Bem vindo ao DM!

      Excluir
  22. gostei muito do texto ficou bem explicado um jogo que eu joguei a muito tempo e ate hoje nao entendi é parasite eve 1 e 2 +__+

    ResponderExcluir
  23. Parasite Eve... não conheço. Pelo que vi parece ser um bom jogo, um rpg survival horror.... bem, um dia é provavel que eu jogue. Gosto de RPGs com ação em tempo real, não em turnos... e Parasite Eve parece ser do tipo com bastante ação... enfim.... vou dar uma jogada.

    Sobre a postagem, obrigado sr... pelo menos meu trabalho não foi em vão rs.

    Seja bem vindo Sr Eric.

    ResponderExcluir
  24. Gosto muito de suas analises de Silent Hill. O meu favorito é Silent Hill 2 e depois que eu li a sua analise desse jogo eu comecei a ver a saga de outra maneira, comecei a ver que qualquer semelhança NÃO é mera coincidência. E eu discuti com um amigo e eu tenho uma teoria de que essa "mãe adotiva da Cheryl" seria a Cybil Bennet. Por que no final verdadeiro de SH1 mostra uma CG da mesma cena de Harry e Jodie (esposa falecida) segurando Cheryl em uma estrada. So que no final, em vez de Jodie mostra Cybil, dando a entender que eles começam um relacionamento. E também no final de Silent Hill SM a "mãe da Cheryl" aparece no mesmo lugar que a Cybil estava esperando Harry. (pensei nisso por que da primeira vez que eu joguei, eu achei que a Cheryl estava com Cybil na cena final)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. G-E-N-I-A-L! Sério, essa sim é uma visão magnifica. Eu mesmo não tinha imaginado isso... cara... que fod4. Se parar pra pensar o designe da Cybil de SH1 e da mãe da Cheryl de SM é muito semelhante, inclusive a coloração capilar, e o tamanho do cabelo também... só que agora solto... cara. realmente faz sentido. Só tem um problema, que eu preciso revisar depois (um bom motivo alias pra acelerar a postagem sobre Homecoming), no SHHC, Cybil é mencionada... e se não me engano ela foi dada como morta após os eventos de SH1.... talvez ela tenha mudado o nome e fugido com Harry (explica a Cheryl não saber que sua mãe é Cybil e te-la projetado em sua versão da história de uma forma tão diferente). Mas eu preciso escrever sobre o HC pra ter certeza (só escrevendo posso garantir algo, pois é a partir dos textos que eu começo a pesquisar tudo o que posso.)

      Parabéns sr Fábio... se me permitir irei estudar essa sua descoberta e se bobear até atualizo a postagem do SM com ela! E com seu nick nos créditos afinal, você e seu amigo descobriram isso. Vou editar uma imagem comparando ambas e estudarei o mencionado em HC, só pra ver se ele não causa alguma divergência. Enfim... seja bem vindo Sr Fábio!!!

      Excluir
    2. Muito obrigado cara!!! É uma honra!!! Tenho varias teorias desse tipo, mas nem todas fazem sentido. Enfim... Obrigado mesmo.

      Excluir
    3. Você viu a analise? Eu alterei, adicionei o que você descobriu e te dei os créditos... ainda peguei umas imagens e dei uma leve editada... que achou? Você construiu uma das teorias da postagem, somos praticamente sócios agora rs. Obrigado sr Fábio... sua visão genial melhorou minha visão, e espero que melhore de outros jogadores e fans da saga SH!

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. Curti muito o que vc fez!!! Valeu mesmo!!! Me sinto honrado por ter ajudado =)

      Excluir
    7. Eu quem me sinto honrado em poder divulgar suas ideias junto as minhas, alias, achei incrivel o que você fez. Tipo, a maioria dos jogadores e fans de SH se prendem a visão comum e oficial, e esquecem o mundo dos jogos, não somente de Silent Hill, se estende muito além do que é apresentado como oficial. As teorias e as descobertas não cabem aos produtores e distribuidores dos jogos, mas sim aos jogadores, tais quais exploram e decifram todos os mínimos detalhes dos jogos. Quem deve teorizar e dar vida a uma cronologia fiel a franquia e sequencia de um jogo são os jogadores, justamente aqueles mais capacitados para tal interpretação. Criadores, diretores, produtores, designers, estão todos voltados pro trabalho tecnico, e eles defenderão ideias individuais e que muitas vezes nem se aplicam completamente ao jogo e suas sequencias. Cada um defende aquilo que lhe faz jus, e pense, um diretor tem sua visão de sua obra, que pode muitas vezes ir completamente contra a visão do designer por exemplo. Enfim, nem todos aceitaram o que eu proponho aqui no blog, já você... não só aceitou e compartilhou de minha opinião, além de respeita-la, como também tomou parte dela e literalmente contribuiu para aumentar e muito a qualidade da postagem.

      Sr, estou orgulhoso não só por você, mas por todos os maravilhosos e respeitosos leitores que vem surgindo no blog. Todos são incriveis, e estou grato com o apoio e parceria de vocês. Bem vindo(s) ao DM!

      Excluir
    8. Tem toda a razão, se eu descobrir mais alguma coisa eu comento também. Muito Obrigado (de novo rsrsrsrsr)

      Excluir
    9. Beleza Sr Fabio, mas lembre-se: Divirta-se enquanto joga!

      Excluir
  25. Ultimo grande jogo do ps2.Ótima análise de novo.Esse jogo foi lançado se não me engano em 10 de janeiro de 2010.
    Abraços Gabriel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi também um dos mais polêmicos e que menos agradou... pra ser sincero eu prefiro a versão de Wii... jogar com Wii Mote é irado...

      Excluir
  26. Cara eu sei que é uma pergunta sem pé nem cabeça,mas na sua opinião Qual é o melhor Silent Hill em questão de gráficos na era Ps2.
    Abraços.Gabriel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com toda certeza Silent Hill 3. Os gráficos do 3 são os mais bonitos, e mais medonhos também. (Eu acho a Heather muito gata então isso também contribui pra minha escolha rs.)

      Excluir
  27. Somos dois.Eu gosto de mulher comum com a beleza natural,e acho meio bizarro mulher marombada.
    Abraços.Gabriel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rs... tu vai curtir a análise de Tomb Raider então... rs.

      Excluir
  28. Aproveitando que vc irá fazer análise de Tomb Raider,faça tambem a análise da saga Metal Gear Solid;principalmente o segundo jogo que é meio confuso para mim por se tratar de temas como:conspiração,incesto,inteligencia artificial,"A Ordem Mundial",o significado da vida,a busca pela felicidade entre outros temas;resumo um dos melhores games da história da humanidade.
    Abraços.Gabriel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra ser sincero não conheço Meta Gear Solid. Na real peguei um recente pra X360, mas não curti. Mas pela sua descrição resumida... bateu vontade de ver como é. Vou ver.

      Mas tudo a seu tempo sr Gabriel. Antes de analisar preciso conhecer o jogo o melhor possível.

      Excluir
  29. Tente jogar o Metal Gear Solid Sons of Liberty 2 que seu cerebro irá bugar,a estória desse jogo é meio confusa,mas como vc consegue ver coisas nas estórias dos jogos que eu eu as vezes nem me toco,esse jogo irá te desafiar;com belos gráficos para a época em que foi lançado(2001) ótimo som e boa jogabilidade.
    Abraços Gabriel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falando assim até me empolga a ideia de jogar MGS... vou correr atrás. Existem gêneros que eu adoro: Hack and Slash, RPG, Action, Adventure, Survive Horror... mas há gêneros que não gosto: FPS, Point and Click, Puzzle... E tem por ultimo os jogos que não tenho muita atração, mas até me divirto jogando: Corrida, Luta, Stealth... Pela forma como você descreveu, Metal Gear parece um misto de Action com FPS e Stealth... vou jogar!

      Excluir
  30. Tipo de todos esses generos que vc citou;os únicos que eu realmente não me interesso são RPG,Puzzle e Point and Click o resto eu jogo de tudo um pouco.E cara se vc jogar com gana e querer gostar do jogo não irá se arrepender Metal Gear a saga é muito show.
    Abraços Gabriel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou jogar pode acreditar.

      Mas antes disso, veja meus planos:

      1° Fazer a análise de Kingdom Hearts
      2° Fazer a análise de Alan Wake
      3° Fazer a análise de Silent Hill Revelation
      4° Fazer a análise de Tomb Raider
      5° Fazer a análise de The Walking Dead Season 1
      6° Fazer a análise de Mega Man ZXA
      7° Fazer a análise de Castlevânia Dracula X
      8° Fazer a análise de Donkey Kong Country 3
      9° Fazer a análise de Zelda - Four Swords
      10° Fazer a análise de Resident Evil 1
      11° Fazer a análise de Prince of Persia - Sands of Time

      E ai sim vou começar a jogar novas franquias... dentre elas Metal Gear Solid.

      Pode demorar, acredite, não demorará tanto assim... mas terei orgulho em postar cada uma dessas análises, pois me dedicarei ao máximo em cada uma.

      Ah, e você me inspirou a fazer uma análise especial... será e não será sobre Jogos, e será extremamente interessante.

      Sr, vlw!

      Excluir
  31. No aguardo.Dessas análises que vc citou estou mais interessado em ler a do Resident Evil 1,Prince of Persia-Sands of Time e Silent Hill Revelation.Que tal de análise especial é essa que vc falou,agora tô curioso.Criei coragem e ativei meu perfil empoeirado.Abraços Gabriel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica mais fácil saber com quem falo dessa forma sr Gabriel...

      A análise especial tem haver com o que conversamos. Eu não vou falar o que é antes, pra não estragar a surpresa, mas vai ser bem legal.

      Excluir
  32. Cara obrigado por me responder tão rápido.Posso pedir mais uma coisa pra depois?Faça uma análise de alone in the dark the new nightmare.E vc não esqueceu de fatal frame não né? Valeu meu amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tinha medo que você perguntasse isso... Fatal Frame... vish. Vai ser tenso mas prometo que escreverei sobre ele também.

      Vai ser um desafio em tanto, mas precisarei falar de Metal Gear, Fatal Frame, Mega Man Legends, Alone in The Dark e Resident Evil (são jogos que apesar de ter jogado, nunca zerei então, será um desavio zerar, conhecer, entender e explicar...)

      Bem, tomara que eu seja capaz de tudo isso.

      Excluir
  33. Respostas
    1. Valey Sr Maurilio, tem como não ficar feliz por ter agradado? Obrigado mesmo por ler e comentar.

      SH SM é um senhor jogo! Da até vontade de jogar de novo rs.

      Excluir
  34. Muito obrigado por amenizar minha confusão, fiquei muito satisfeito com sua análise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por ter sido útil sr! Bem vindo ao blog.

      Excluir
  35. Muito Bom!!, sempre achei esse jogo muito injustiçado também, o ruim dessa idéia de Silent Hill, e os monstros serem criados na cabeça de um personagem é que dá idéia de que o jogo nunca "existiu de verdade"... mas mesmo assim adoro essa franquia maluca rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O jogador precisa adaptar sua visão e compreensão no mundo dos games pra se acostumar com SH... é muita loucura psicológica que só vai ficando cada vez mais complexo a cada novo jogo lançado.

      Sr Lugas, to vendo que ta curtindo as analises, isso é ótimo! E sim, o SM foi o mais sofrido da franquia, até mais que o 4 (que nem era considerado Silent Hill aos olhos dos mais fanáticos).

      Excluir
  36. Po eu gosto dessa franquia todos games sào 10 mas para lhe complicar mais: Vc esqueceu do final ufo.hahaaaha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe... pior que eu esqueci mesmo. Mas isso foi desde o primeiro, dai eu meio que evitei falar dos finais UFOs... mas... haverá um post inteiro pra eles.

      Flw sr Elder.

      Excluir
  37. cara faz tempo que você fez essa analise mas estou passando para comentar que você está de parabens, claro que você coloca muito de suas opiniões nas analises porque o jogo algumas vezes é muito interpretativo e você teve uma interpretação que até entao eu não tive desse Shatered Memories e isso me fez ficar mto feliz pq eu sempre quis q ele fosse uma continuação de outros SH e você me confirmou isso apesar de como eu disse ser uma opinião que é 100% válida pra min, eu to falando isso justamente pelo que voce comentou o jogo sempre foi vendido como um remake e eu não queria acreditar pq, digamos seria um remake bem bagunçado e mto bagunçado até ver sua analise ( que por sinal a mais completa e muito bem feita da internet) eu não tinha entendido muito toda a historia e vendo videos eu não tinha respostas então foi procurando que eu cai aqui, então parabens mesmo e ja estou indo ler outras analises suas, me conquistou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr Maickon, obrigado por ler e cara, eu fico felizaço por ter chegado aqui e por ter curtido. O meu principal objetivo com essa analise foi compartilhar e defender aquilo que eu acreditava: SHSM é tão bom e importante quanto qualquer outro episódio da franquia, e foi um erro muito rude dos fans e dos críticos detona-lo como mero reboot.

      Bem, essa é uma das analises que mais me incentivou a respeitar e acreditar na minha própria interpretação, e apesar de ao longo do tempo eu ter entendido que cada um tem sua perspectiva, sua crença, sua visão e sua opinião, também aprendi que existem certas ideias que, por mais estranhas ou rejeitadas que sejam, quando idealizadas da forma correta e de forma respeitosa e coerente, tem mais valor do que aquelas espalhadas em massa.

      Como você, eu não vi em SM um jogo menosprezável ou com o intuito de imitar, ou reimaginar, algo que não precisava de nada disso. Eu vi nele originalidade e um novo capítulo pra franquia, e fiquei honrado em compartilhar isso.

      Seja bem vindo ao blog, e espero que curta as demais análises... alias, quando eu comecei, SM foi uma das que eu mais esperava chegar a escrever, justamente por acreditar que seria a mais polêmica, mas me surpreendi pacas pois a mais polêmica na verdade foi a de Silent Hill 2. Algo que eu disse, e uma interpretação minha que praticamente fez o jogo mudar completamente de tom, foi mal recebido por vários fans e cheguei a sofrer com críticas bem negativas. Mas, também encontrei vários que compartilharam e adoraram a ideia, mesmo que isso nunca seja 100% válido pra todos. Tudo é questão de opinião e daquilo que procuramos... só que algo que eu adoro fazer é, apesar de brizar muito, jamais sair do jogo e usar fatores externos como parte da interpretação... e isso pra mim já é um ponto de destaque crucial.

      Enfim, see yah!

      Excluir
  38. Nostalgia define,vendo uns debates hards em 2014 ai com o Shady,sobre esse game fodástico.

    ResponderExcluir
  39. Tb tive está visão sobre o jogo. Que ela estava pertubada por causa da morte do pai em SH3. Não que era um remake. Adoro silent hill so não zerei o primeiro(é um erro, presciso zera esse jogo). Me identifiquEI com vc sobre o jogo acho ele incrivel e a galera não entende e diz que é uma merda. Mesmo ocorre com o SH4 adoro ele gosto até mais que o 3 e o pessoal em geral ou odeia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certos games esperam pela interpretação dos jogadores, além do que é divulgado comercialmente. Cabe a quem gosta definir uma linha lógica entre os vários produtos vendidos. Silent Hill sofreu bastante por seu valor comercial, e o que realmente importava, foi ofuscado e ignorado pelos fans. Por sorte tem gente que enxerga o que o jogo realmente significa e o que os envolvidos na produção queriam passar.

      SHSM é um dos games que eu mais curto, e mais defendo, e eu fico feliz por saber que o sr concorda e se identifica com essa interpretação. Muitos preferem rejeitar e aceitar o básico disponibilizado oficialmente. Como o sr disse, SH4 e SM foram os mais prejudicados pelas divulgações, como a balbucia de que SM era remake, ou o descaso de que SH4 era feito por outra equipe. No fim o que importa é o material resultante, e na boa, eu amo a franquia SH pelo que ela se tornou.

      Acredite, todos os SH's foram terrivelmente mal interpretados, principalmente pelos críticos, analistas e até mesmo elenco de produção. Descartaram muito conteúdo do jogo pra construir teorias bobas e vagas... um dos jogos que eu me surpreendi ao ver que a interpretação oficial estava totalmente errada foi SH2. Os fans se deixaram enganar feio pelo "oficial".

      Enfim, desculpe pela resposta longa, eu fiquei animado pelo sr ter lido esse post e ter curtido, daí me empolguei pra responder...

      Seja bem vindo ao blog sr Rafael!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+