PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

sexta-feira, 14 de julho de 2017

O(s) Filme(s) Achado(s) de Hoje: REC vs Quarentena

E ai.

REC VS Quarentena


Hoje falarei de dois filmes e suas continuações, ambos sendo found footage. Muito provavelmente você já até os conhece, tratando-se de um dos melhores founds e mais influentes da história, e um dos mais descarados plágios e também grande influenciador, porém nesse caso da forma mais negativa possível. Um foi um grande acerto, o outro um grande erro, e infelizmente ambos se tornaram descartáveis e esquecíveis por conta de suas continuações.

Porém, bora la! Lembrando que haverão spoilers.

Boa leitura!

[.REC]


Este é um filme espanhol ao estilo found footage de terror, que consegue ser perfeito em todos os elementos: Maquiagem, Edição, Sons, Terror, História... tudo é perfeito nele.

Nele é mostrada a história de uma jovem repórter e seu câmera-man, fazendo um documentário sobre o corpo de bombeiros da região. Eles acabam dando a sorte de no meio das gravações, pegarem um chamado e ganham a autorização pra acompanhar os heróis do fogo em uma de suas missões.



Mas, chegando no destino, um prédio sem qualquer indicio de incêndio, eles descobrem que a chamada foi para lidar com um morador que se portava estranho. E ai começa o terror, pois no meio da investigação dos bombeiros e da pequena equipe de jornalismo, o prédio inteiro é isolado e entra em quarentena. 



Assustados, sem saber o que ta havendo, os moradores, bombeiros e jornalistas começam a discutir, e tentam sair, mas são ameaçados de morte no caso de qualquer tentativa para escapar do local. O suspense toma conta, até que os grandes antagonistas da parada surgem: Zumbis.



Alguns moradores aparecem violentos e descontrolados, devorando geral, e o medo domina o prédio inteiro. Depois de tentativas de sair, tentativas de se esconder, tentativas de descobrir o que tava havendo, só sobra o câmera-man e a jornalista, e no fim, sobra mais ninguém.

O filme extrapola no quesito mistério, dando indícios e explicações rasas sobre o que esta havendo. Não fica claro dizer se os zumbis realmente são zumbis, ou se são pessoas com o demônio no corpo, ou uma arma biológica, ou um novo tipo raiva transmitida por animais. Há inúmeras explicações, mas nenhuma concreta. 



Também não fica claro quem é responsável pela quarentena, se é uma empresa privada ou governamental, se eles tem uma cura ou estão fazendo alguma pesquisa, se sabem exatamente o que há la ou se tiveram ocorrências em outros locais. O espectador se sente tão perdido quanto os personagens, e cara, isso é horripilante pois cria uma atmosfera realista muito intensa.



Toda hora há algum evento interessante que parece estar mostrando algo importante pra história, mas só incrementa ainda mais o mistério, como a parte da menina doente que, primeiro diz estar com uma gripe, depois piora e descobrem que ela foi mordida pelo cachorro dela, depois surge a informação de um investigador de fora que o cachorro foi a origem do vírus, e depois a garotinha vira um zumbi consciente e desaparece. Tudo faz parecer que ela é a origem de tudo, mas há vários outros arcos que levam pra outras interpretações, o tempo todo.



No final por exemplo, os jornalistas encontram um tipo de altar improvisado em um dos apartamentos, pra uma entidade demoníaca citada em recortes de jornais e até num gravador, que parece estar narrando um exorcismo. Daí, no meio da escuridão, aparece uma mulher toda deformada e debilitada, assustadora ao nível Guilherme Del Toro, e a galera fica com o furiculo trancado.



Bem, sabe todos os clichês que existem em comum nos found footages genéricos por ai? Então, vários deles surgiram em Rec, porém nesse filme eles fizeram sentido e entraram no contexto. Por exemplo: 

Elenco Massacrado

Todo mundo morre no fim, e isso faz sentido afinal, eles tavam trancados num prédio com um monte de mortos vivos tentando mata-los, e o governo ou seja la quem era mirando na cabeça de qualquer um que tentasse fugir. Era uma situação de morte garantida, e pior, era necessária para evitar que o que quer que tinha naquele lugar, jamais saísse pra conhecer e infectar o mundo.

Puxado pra Trás




Esse é um clichê vergonhoso imitado por todo filme de found que tenta terminar surpreendendo com uma morte inesperada do último sobrevivente. Sabe aquela cena do infeliz caído no chão de frente pra câmera que do nada, é puxado por algo pro meio das trevas e deixa câmera la, focando o vazio? Então, isso nasceu em Rec. Só que em REC isso faz sentido e surpreende, afinal foi a primeira vez que tal cena foi reproduzida num found e de quebra, foi muito bem incorporada. 



O momento é crítico, a garota ta tentando se esconder e entra num buraco na parede, um túnel ou duto de ventilação, não da pra saber por que é muito escuro (a primeira vez que assisti essa foi minha impressão, mas vi outras vezes e ela cai no chão mesmo... estranho, parece até que mudaram o final...), e ai, coloca a câmera a sua frente, não pra gravar sua cara com meleca, nem pra se filmar propositalmente em seus últimos momentos, no caso, ela ta la se escondendo e a câmera é sua amiga, pelo menos até o monstro feminino puxa-la com tudo e sabe-se la qual foi o desfecho...



Quem dera...

[.REC²]
(Possuídos)




Então, com o sucesso de baixo investimento do filme anterior, uma sequência era confirmadíssima, e ai chegou o Rec 2. Ele não era perfeito, mas ficou decente, até o meio dele pelo menos. O realismo se manteve no estilo de filmagem, também respeitou a edição... até certo ponto... mas tudo desandou na metade do filme quando quiseram "explicar de mais" e re-estrelaram alguém que já deveria estar morto, mas, vamos por partes.



O filme conta uma história que se passa minutos após o término do primeiro Rec. Basicamente, o governo que tava por trás da quarentena e pra por ordem na bagaça, eles decidem autorizar uma investida militar no bagulho. Um monte de soldados, com câmeras nos capacetes (daí a justificativa pra múltiplas filmagens dessa vez) entram pra resgatar sobreviventes, ou exterminar tudo que tivesse comprometido, e vai um padre também pra exorcizar geral.



Os caras fazem isso por conta de um investigador/pesquisador que entrou no filme anterior pra fazer coleta de sangue e administração de antídoto, mas não voltou. Cientes do perigo, os caras vão preparados pra matança. 



Pra aumentar ainda mais a perspectiva da situação, 3 pirralhos com uma câmera decidem curtir nesse prédio proibido, entrando pelos esgotos por um ponto que é trancado logo em seguida (um furo descarado na história, considerando o sacrifício que foi pros quarentenados encontrarem alguma alternativa pra sair, que desistiram no fim justamente por não haver nenhuma)



E ai, com mais um elenco inteiro de novos sobreviventes e o maincast anterior como zumbis (tudo some na primeira parte e fica só no suspense, mas na segunda brota zumbi de tudo quanto é canto) a parada desanda de vez com o surgimento dela, a moça do filme anterior... 




Na real já fica estranho quando encontram e tentam exorcizar a menina do filme anterior, que não da em nada mas belê...


Pois é, os caras encontram ela, resgatam e relatam que é a única sobrevivente, e ai começam os ataques dos mortos acelerados, geral vai sendo morto um a um, e no final, sobra só a mina, que se revela "A Possuída" (que manja das imitações de vozes legal). 



Em uma rebobinada da fita dela, mostra o que houve em seus últimos momentos: A mulher tenebrosa vomitou algo na boca dela e deu no pé. 


Isso NÃO É um beijo de língua.
Pois é, ela sai alias, viva e resgatada, mas com o demo no corpo. Que final daora né? Pois é... não. Seguiram uma lógica trágica de que o protagonista deveria ser mantido e que precisavam mostrar que o mundo não estava salvo, o que abria uma brecha pra continuações, usando a mesma fórmula. Soa uma ideia familiar pra você? Quê??? Ouvi um "Atividade Paranormal"?!? Pois é isso mesmo!!!

Seguindo essa exata fórmula os caras encerraram o segundo filme, o que com toda certeza não ficou legal, pois foi muito bagunçado, não misterioso. Respostas definidas, porém forçadas (um vírus demoníaco pra agradar todos os lados), a ideia do primeiro filme foi defasada nesse segundo... e tudo deveria ter terminado aqui... 


Mas eles precisavam continuar....

[.REC³]
(Genesis)




Um casamento zumbi, uma nova origem pro vírus do filme anterior e adeus found footage, pois o gênero da filmagem muda de terror pra trash e de found pra hollywoodiano, NO MEIO DO FILME! 


Até os primeiros 20 minutos, o filme segue legal, mostrando os bastidores de um casamento, na perspectiva do câmera-man contratado pra registrar o mesmo. Só que, quando tudo começa a virar bagunça, a câmera quebra e ai... o filme abandona o estilo found footage.



Câmeras por todos os ângulos, atuações sem razão pra serem amadoras (afinal, tava super dirigido) e pra ajudar, trilha sonora de suspense e totalmente descontrolada, e cara, humor, um humor pastelão e sem a menor noção ou razão pra estar la. 



As vezes há transição de found footage pra filmagem comum, mas é sem qualquer lógica e algo estranho de entender: Afinal, o que o filme quer? As vezes faz um mega suspense pra mostrar algo que ta la, no fundo, misterioso e escondido e logo em seguida, mostra tudo pela perspectiva do outro lado!



E pra piorar tem os personagens (TODOS) que servem de alívio cômico num filme que segue uma premissa de longe interessante: Mostrar outro mini apocalipse zumbi.



Na real, a história fala de um ocorrido que precedeu o REC original, mostrando que ocorreu um surto do vírus num casamento, onde a veterinária do cachorro da mina possuída (que na real, mordeu o cachorro) leva o vírus sem querer querendo pro casamento enorme em um terreno enorme. 



Quase todo mundo morre, e quem sobrevive luta pela sobrevivência tentando sair de la o mais rápido possível? Não, eles querem encontrar outros sobreviventes e unir o casal feliz, pra assim terminar o casamento... eu acho. Eu parei de prestar atenção no filme quando vi isso:



Ta, é uma tosqueira de envergonhar, e no final, a noiva é infectada e acha o marido, que se deixa infectar dando o último beijo (cheio de gore)... 


ISSO é um beijo de língua.
Ao mesmo tempo que todos são metralhados pelo exército que criou um perímetro de quarentena la.



Fim do filme, fim da franquia... 


Quem dera... afinal o REC 3 foi feito por um dos diretores do REC, o outro também tinha seu projeto e já tava anunciado o lançamento... pra que????

[.REC]⁴ 
(Apocalipse)




Pois é, a franquia voltou às origens, sabe como? Não... eles não voltaram ao found footage... eles voltaram a utilizar a protagonista do primeiro filme! É... uma bost4.



O filme nem é ruim, mas também nem faz mais sentido se chamar "REC". Eles apenas comercializaram a marca e mandaram qualquer coisa que tivesse zumbi, e a mina do primeiro filme, pois por alguma razão, acreditaram que o sucesso do mesmo se atribuía a ela (é isso que eu entendi).



Não sei porque, eu vi nele uma encenação de Resident Evil Revelation misturado com Cold Fear, dois jogos que se passam em alto mar e trabalham com a impossibilidade de fugir dos monstros clandestinos, no caso de REC, zumbis.



E ai tem a história da mina resgatada sendo levada pra uma base em alto-mar, pra ter seu sangue investigado e o vírus impregnar todo mundo la.



Rola exatamente isso, descobrem que ela ta com o demônio em forma de parasita e ela começa a infectar todo mundo, o bicho se espalha, o barco fica lotado de militares armados até os dentes mas vulneráveis e um bombadão que é tipo o protagonista, mas se ferra no fim. 



Alias, ela quem salva a pátria no final, se livrando do parasita (que passa a buscar o receptáculo ideal pra sobreviver) e bem, um gordinho também vive, gordinho que eu achei que ia morrer mas vibrei por ele viver (rs... me identifiquei). 



Mas bem, o que dizer? Não é found então eu nem deveria mencionar, mas só pelo fato de ser da franquia REC, lamentavelmente eu preciso considerar sua existência. 



Não é nem spin-off essa porcaria, mas sinceramente, falando do fundo do coração... prefiro REC 4 do que REC 3. O 3 literalmente debochou dos fans da franquia... o 4 pelo menos tentou mostrar um fim (com um pequeno gancho pra possíveis continuações, mostrando o bicho parasita entrando num peixe... mas ainda assim era um fim). 




E eu torcia pra que esse fosse realmente o fim... 


Mas nah... eu descobri a continuação espiritual (eu que chamo assim ta).

Quarentena
(Quarentine)




Pois é, não é feito pela mesma galera do primeiro filme, pois nem é um filme espanhol. Os caras venderam os direitos de REC pro cinema americano e adivinha o que eles fizeram: Um Remake.



Na verdade, é exatamente a mesma história, ao estilo found footage, com exatamente os mesmos personagens, mesmas reviravoltas, mesmos mistérios, mesmos sustos e até, mesmos clichês do primeiro REC, só que feito por atores americanos.




E esse é o grande diferencial dos caras: Elenco americano.




Eu sei la, acho que as vezes a fama de hollywood sobe a cabeça da galera e eles acham que só pelo fato de algo ser filmado fora dos EUA, não tem a mesma "qualidade" por assim dizer. Juro que não entendo, nem me interesso pelas razões pra refilmarem algo que foi simplesmente perfeito, mas admito que Quarentena ficou uma verdadeira e irreverente bost4.



Em resumo, uma mina e seu camera-man fazem uma matéria sobre o corpo de bombeiros, flagram uma chamada, acompanham, filmam zumbis, ficam presos, todo mundo morre e no fim, a mina é arrastada pra trás, do meio de uma sala escura.




Cara, se tivesse tido ao menos uma atuação legal... mas nah, é uma porcaria mesmo.




É um plágio, mal feito e mal editado, com clichês somados à trama, mas nada que mude de fato o que o Rec foi. Sabe filmes como O Chamado, que trouxe pro cinema ocidental elementos apavorantes do cinema oriental e por conta disso, tornou-se um exemplo? Pois é, não tinha razão pra fazer isso, ou tentar fazer isso, com Rec. Meu, até Power Rangers é mais criativo e único com relação aos Super Sentais do que a porcaria do Quarentena com Rec. É tipo uma cópia muito, mas muito descarada e sem a menor razão pra existir. 


Mas foi tolerante o suficiente pra gerar uma continuação...

Quarentena 2 
(Quarentine 2 - Terminal)




Um monte de soldados invadem um prédio e investigam a morte da galera que tava em quarentena??? Nop. dessa vez mudaram a história. Agora, tudo se passa num aeroporto em quarentena por conta do vírus que se espalhou por la, graça a um veterinário com ratos infectados ou algo assim.



A história é legal, mas não usa o estilo do primeiro filme. Esqueça o found footage (apesar de as vezes dar alguns relances do estilo) mas espere por algo no mínimo decente. O filme mostra o terror de uma galera forçada a ficar num terminal do aeroporto até uma segunda ordem (acontece direto quando se viaja pra outro país... mó chato isso aê... nunca viajei mas to ligado das paradas). 



A galera vai investigando o que acontece até que, começam a se infectar, dai um mata o outro, eles chegam a achar antídotos, e até a se armar, mas no fim só sobra uma mina e um pirralho, e um cara que quer tacar o terror e infectar todo mundo só de birra... acho que é isso, eu dormi nessa parte... as três vezes que assisti... 



Daí os dois jovens saem pelos esgotos do terminal, ou algo assim, mas a mina é infectada no último instante e se sacrifica pelo bem do pirralho. 




Ai ele sai, e todo mundo fica feliz... 



Exceto pela fato dos ratos infectados saírem pelo mesmo lugar, e infectarem um gato, que infecta um cachorro, que infecta a pirralha do REC e do Quarentena também, que infecta todo o resto do planeta 



E no fim todo mundo morre, e da-se origem ao "28 Days Later" (Extermínio) ou... eu sei la, as histórias são tudo parecidas.


Ps.: Extermínio é um filme de zumbis também, mas ele não tem nada haver com Quarentena, apesar do tema ser exatamente o mesmo: Raiva Humana Incurável. Ele não é found footage mas é até que bem legal, e no inicio até lembra The Walking Dead.... e ele tem continuações, também bem legais. Mas se eu for falar de tudo quanto é filme de zumbi bom, vish... tem muito viu... e esse não é meu objetivo... não agora... mas acho que um dia vou escrever sobre todos os que já assisti e curti... hm... enfim...


Obrigado pela leitura!!!


Se curtiu, pelo amor de deus comenta, e eu agradecerei! Se não curtiu, pode me xingar... eu vou agradecer da mesma forma. 

See yah.

2 comentários:

  1. E ae!
    Primeiramente, desculpe a demora. os últimos dias tem sido bastante complicados para mim. Ainda nem pude aproveitar sua análise do Guitar Hero. E falando em música, Chester nos deixou, o que me deixa ainda mais chateado. Mas a vida segue.

    Rec(1) é de longe um dos meus filmes favoritos de zumbis, junto com 28 Dias depois,e Zumbilândia, sim eu gosto kkk sendo um dos meus temas culturais favoritos, preciso perguntar. O Sr acha que este tema já está desgastado demais, batido demais, e que dificilmente virá coisas novas e interessantes sobre?

    Parabéns pela análise dos filmes, ficou muito boa. E de quebra vai me fazer assistir Quarentena 2. Fiquei com preconceito depois de assistir o primeiro e achei que o segundo também seria uma cópia americanizada de Rec 2 mas fiquei feliz em saber que não. Irei assistir assim que puder.

    Recebi seu e-mail com o audio, e já ouvi. Devo responder aqui no blog ou via e-mail mesmo?

    Abraços!

    Chaos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hei sr Chaos! Fiquei no aguardo do seu comentário, e espero que as coisas tranquilizem pra ti. De qualquer forma agradeço por não ter esquecido do DM.

      Ontem quando cheguei do trabalho meu irmão me deu essa notícia, eu não sei como reagir. Ao pesquisar sobre bandas eu vi que é algo até meio comum no mundo artístico, e nunca sabemos o que realmente ta acontecendo com nossos ídolos. Eu adoro o Chester, e não sou o único... se ele realmente se matou, é porque as coisas estavam realmente complicadas. Recentemente pesquisei sobre o Robin Williams, e quando vi que ele não só morreu, mas sim se matou, eu fiquei pasmo. O cara era idolatrado e tinha uma família que o amava, e nem isso o salvou... tipo... eu não sei o que pensar. Só sei que o que mais me chocou não foi a morte dele, mas as circunstâncias. Juro que quando meu irmão falou "Se viu o que aconteceu com o Linkin Park", e veio todo chateado me mostrar uma notícia no celular, eu lembrei dos Mamonas Assassinas e pensei "Putz cara, eles morreram num acidente numa turnê... que merd4" mas vi a notícia sobre o Chester e... não reagi. Até agora to sem saber como me portar, o cara era incrível e eu adoro o trabalho dele mas... ah mano, foi uma escolha né? Se é que foi suicídio mesmo... ah eu sei la. Mas é uma pena.

      Bem, REC é um dos meus filmes favoritos tanto em found quanto de zumbis, e curiosamente eu também adoro Zumbilândia (apesar de ser humor, é mais fiel ao tema que muito filme "sério") e tem um chamado "Todo Mundo Quase Morto" que mano, é maravilhoso também. Madrugada dos Mortos é um dos que mais curto, bem mais que o original, e da saga dos 28 dias... não tanto mas curti. O novo filme "Train to Busan" ou "Invasão Zumbi" conseguiu me agradar muito, mesmo parecendo plagio do primeiro jogo zumbi da Teltalle no seu clímax (alias preciso terminar as analises de TWD). Te dizer, eu amo o tema... e acredito que tem muito futuro sim. Guerra Mundial Z não é um filme ruim, e tem continuação programada, e tipo, eu espero grandes coisas. Dependendo do material, o tema pode ficar sim muito desgastado... tipo VHS2, ele trata de Zumbis 4 vezes! Ai fica bem chato... mas quando fazem algo equilibrado, pode ser até assustador. Por exemplo, eu to adorando The Walking Dead, mesmo os zumbis meio que virando apenas antagonistas secundários, ainda é uma série bem legal que através de seu drama, mostra bem uma existência apocalíptica. Tem o Fear The Walking Dead, que mostra o lado dos vilões principais ao lado dos secundários (zumbis) e tipo, também é muito daora. Enfim, eu acredito que tem muito por vir ainda, mas é bem difícil voltar ao gênero "terror".

      Nos tempos atuais, o terror ta bem defasado. Os filmes não conseguem mais te deixar com medo de dormir... eles no máximo te deixam enojado. Os zumbis atuais giram em torno de gore e horror... o lado terror mesmo ta meio perdido, mas isso vale pra todo o gênero terror (se bem que dizem que o "Corra" conseguiu trazer uma palinha do terror real... mas eu ainda não vi).

      Obrigado sr Chaos. Eu tive de rever a análise pois originalmente fiz no trabalho, sem fotos ou os vídeos pra assistir, e quando cheguei em casa percebi alguns erros que precisei corrigir, então fico feliz por ter lido após as correções. Agora, sobre Quarentena 2... se empolga não... o filme não é bom... mas é diferente e isso já vale a pena conferir. Só pra aumentar a biblioteca zumbi.

      Pode responder por comentários? Prefiro assim, mas se tiver alguma informação pessoal, manda por e-mail. Enfim, faça o que for mais fácil pro sr.

      Valeu sr Chaos, a análise ficou simples mas o sr curtiu, então ta valendo!

      See yah.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+