PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Creepypasta: A Verdade Por Trás de Carros



A Disney é famosa por sempre trazer para o público infantil, várias histórias que nos fazem refletir sobre a vida e tudo mais... A questão é que essas histórias, todas elas, se tornam rapidamente e facilmente, marcantes na vida de todos. É muito difícil assistir algo distribuído pela grandiosa Disney sem deixar escorrer aquela lágrima... Pois bem... Existe uma lenda que diz que toda história animada que a Disney põe a mão possui em si, uma carga de mensagens subliminares que encantam automaticamente o telespectador. Pois bem, venho aqui desmascarar a Disney, e mostrarei a verdade por trás dos belos traços de grandes animações disponibilizadas por ela.

Você conhece a animação “Carros”? Você conhece a história? Conhece mesmo? E se eu lhe disser que a história infantil que abrilhantou os cinemas mundiais foi inspirada na vida de uma pessoa? E se eu lhe disser que apesar da inspiração, a história que cedeu a mesma não teve o mesmo fim bonitinho?







Um piloto veterano competindo pela vitória mundial, conhecido por sua determinação e por seu temperamento, Marcou seu nome na história por ser o mais velho a ganhar o Grande Premio, o mais velho a subir ao pódio e o mais velho a pontuar... Um piloto que, durante suas corridas, conseguiu a incrível proeza de empatar... Um piloto que, obrigado por sua equipe, teve de abrir mão de sua vitória para que outro participante, seu colega de equipe, um aproveitador a tivesse...  Essas coisas não soam familiares? Sim... A familiar história do carrinho vermelho estreante que busca sua taça pistão é baseada e inspirada na vida de um piloto chamado Luigi Fagioli. Até ai, beleza, homenagens a parte, tanto faz de onde veio. A história é bonita e te faz chorar, como as clássicas histórias da Disney... Mas é evidente que as coisas vão muito mais além do que o mero entretenimento. Luigi foi grande, mas também teve um fim macabro e de longe comovente. Ele sofreu um acidente em uma de suas corridas, num túnel, ficando gravemente ferido, porém vivo. Ele foi levado ao hospital e tratado... Tudo estava indo bem até que... De repente... Seu estado agravou e ele faleceu, sem qualquer razão... Sem qualquer explicação. 



Relâmpago McQueen, um carro estreante, jovem, de personalidade forte que busca marcar seu nome na história como sendo o primeiro estreante a ganhar a Grande Copa Pistão. Durante sua grande corrida, ele empata, com seus 2 maiores rivais, um veterano e um aproveitador. Uma nova corrida é marcada para a semana seguinte, onde somente os 3 correrão, disputando a taça. Algo ocorre com o estreante e ele desaparece por um tempo antes da grande competição. No dia da competição, Relâmpago aparece mais maduro, diferente, e consegue facilmente obter a vitória, porém, ele sacrifica a mesma para ajudar o Veterano a cruzar a linha de chegada, enquanto o Aproveitador vence. 



A história de Carros é essa. Compare e tire suas próprias conclusões. Eu não estou aqui tentando impor nada, não quero que você simplesmente venha e acredite em tudo que eu digo. Mas fatos são fatos. E até então, tudo que mencionei é real. Pesquise se quiser, eu não lhe impedirei, não tenho como fazê-lo, nem quero. Tudo que quero é te ajudar a ver a verdade, a enxergar as coisas de outra forma, sempre perguntando e questionando, sempre buscando a plena verdade. Agora, gostaria de disponibilizar a verdadeira história... a mescla real entre a arte e vida: 



Relâmpago McQueen é uma referencia ao espírito de Luigi Fagiolli, sendo a maior semelhança entre ambos, o fato deles serem igualmente determinados e temperamentais. Durante o filme, acompanhamos Relâmpago desafiando outros dois carros, O Rei e Chick Hicks.


O Rei simboliza a alma de Luigi, um veterano, sábio, velho, gasto. Chick Hicks simboliza a equipe de Luigi e tudo que lhe causou qualquer tipo de transtorno em vida, todos os males, não apenas um, mas todos como um só, ganancioso, invejoso, aproveitador. A grande corrida onde o empate ocorre nada mais é que Luigi sofrendo seu acidente. A linha de chegada é o túnel. O empate é o choque, a batida.


Uma nova corrida é marcada, para ocorrer uma semana depois... Para que o desempate seja feito. Isso é o diagnóstico de Fagiolli, o tempo de recuperação sendo especulado por algum dos paramédicos. Relâmpago então é levado sem descanso para a cidade onde irá acontecer a corrida, sendo isso a representação do momento que Luigi vai pro hospital, todo machucado, porém vivo e o seu tempo de espera para se recuperar, é representado pelo tempo de espera para a próxima corrida. 


Luigi então tem uma complicação séria em seu estado de saúde e entra em crise. Esse é o momento que Relâmpago acaba sendo desviado para a Rota 66. 


Relâmpago encontra uma cidade onde ele arranja confusão com as autoridades locais, e fica preso, até que pague suas dívidas com a cidade. Eis o Purgatório.


Lá, Relâmpago evolui, aprende, se desenvolve, cresce, amadurece. Ele conhece vários carros diferentes, com quem interage durante toda sua estadia naquela cidade, até que pague seus crimes. Este é o momento que Luigi responde por todos seus feitos, durante toda sua vida, no julgamento que precede o destino de sua alma. 

"Só espero que o Doc tenha pena de sua alma."
Com o tempo, McQueen descobre coisas que acabam ligando ele ainda mais com a cidade. Luigi começa a entender como funciona a pós vida. É justamente neste momento, em que Relâmpago fica mais ligado com a cidadezinha, que a maior autoridade da cidade, o denúncia e entrega-o para as pessoas de fora. Este é o momento que Luigi está voltando a si, sendo levado de volta para a vida através das várias tentativas dos médicos em reanimá-lo. 


A corrida então, com os três participantes unidos, inicia. Luigi chega a sua ultima passagem, e é nesse momento que ele precisa escolher para onde vai. A corrida não é fácil e Relâmpago põem em prática todo seu aprendizado na pequena cidade de Radiator Springs, e vai rumo à vitória. Luigi corre em direção à vida.


Porém, O Rei sofre um acidente, o que leva Relâmpago a renunciar sua vitória, não cruzando a linha de chegada. Ele retorna, e empurra o veterano para “Sua ultima vitória”. Luigi, vê sua alma não conseguindo acompanhar seu espírito, e se vê na obrigação de retornar, e ajudá-la a atravessar... Para o outro mundo. O aproveitador atravessa a linha de chegada, vencendo a corrida. Tudo o que era ruim, todas as magoas, tudo que é mundano, fica com seu corpo, enquanto sua alma e espírito vão para o outro mundo. 


Relâmpago volta pra Radiator Springs. Luigi Fagiolli morre. 


                                                                      
Então... Imagine você que toda essa história foi passada pra você de forma oculta. Você que assistiu Carros, sabe o peso emocional que o mesmo lança no final. Agora, você entende o porquê de ter chorado e se comovido ao término do filme infantil e colorido. Essa carga foi passada pra você de forma subliminar. Agora pense... Quanto mais você sabe sobre o que assiste? 


4 comentários:

  1. Respostas
    1. Curtiu? Foi o primeiro trabalho que fiz... tecnicamente, pro blog. Minha ideia era escrever minhas ideias... tudo por que essa mesma postagem foi recusada num site... eu decidi fazer meu próprio pra divulgar minhas próprias ideias, afinal, o fato de um site não curtir, não significa que outras pessoas também não curtam... eu pensei em fazer mais algumas creepy, mais trabalhadas, mas acabei descobrindo a paixão por analises rs...

      Sabia que no dia que escrevi eu li pro meu irmão entender, e depois ele leu e talz... e recentemente ele do nada veio comentar sobre essa mesma creepy, dizendo que ela fazia sentido?! Ele tinha visto uma matéria ou algo relacionado a carros e o esquema de homenagens, e de fato, aquele carro azul la era uma homenagem a um corredor, e possivelmente outros carros também seriam... dai, a postagem ficou com maior mérito, pelo menos pro meu irmão... demonstrando que minhas ideias não são tão absurdas assim... loko né?!

      Sr Just, prazer conhece-lo... seus comentários são curtos mas... significativos... eu achei que ninguém tinha curtido essa minha aventura hehe...

      Excluir
  2. olá, tenho um canal no YouTube, que é bem diferenciado, pois sou uma das poucas garotas que fala sobre o assunto terror, creepypastas e outras coisas. Estava eu, em busca de uma creepy boa mesmo e diferente do comum, sobre a Disney e dou de cara com essa. é ótima. gostaria muito de contar ela e quem sabe mais textos seus (colocando direitos autorais).
    Se quiser conhecer mais sobre o meu trabalho e meu canal, entre em contato comigo pelo email canalpsicose01@gmail.com.
    Agradecida pela atenção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só lamento não saber seu nome... por enquanto rs. Mas infelizmente eu não escrevo creepys... quando comecei o blog tinha o objetivo de mostrar que é possível fazer coisas se se dedicar, sem fazer porcarias aleatórias. A ideia de escrever essa creepy nasceu numa noite em que ela se consagrou... foi tudo muito rápido porém bem feito... e me senti satisfeito. Mas com postagens posteriores acabei pegando gosto por escrever sobre jogos e filmes de terror... mas... preciso dizer que me sinto honrado em ser ligeiramente reconhecido pela srta... e será mais do que um prazer acompanhar seu trabalho, e se achar possível até contribuir com ele.

      Obrigado por aparecer por aqui (anonimamente, mas apareceu rs) e irei visitar seu canal... alias... eu só não crio um próprio pois não sei se terei conteúdo, e minha voz é uma porcaria... rs...

      Ah... existe um cara que encontrou o DM recentemente, que trabalha com "Desvendamento de Creepys"... eu gostei do trabalho do cara e até pensei em contribuir com ele também, mas não tenho ideias de como fazê-lo. Porém...

      Estou providenciando uma analise sobre um dos jogos mais perturbadores e subliminares que já joguei, e existem creepys bem idiotas sobre ele, mas o próprio tema dele e a verdadeira história por trás dele é uma creepy muito bizarra. Eu pretendo falar sobre ele, e analisa-lo no estilo "Morte". Prometo que quando fazê-lo irei citar seu nome (que vou descobrir) e o nome do cara... e pedirei humildemente que avaliem rs.

      Ah, outra coisa... sobre "terror" existe uma série de jogos (provavelmente você conhece) que acabei de terminar as análises principais, chamado Silent Hill. Em sua maioria (busquei fazer isso em todas) apresento "teorias" e interpretações originais minhas, normalmente voltadas pro lado mais bizarro das coisas. Se puder avaliar, e se possível compartilhar as ideias em seu canal (não esqueça, se puder, citar o DM) eu agradeceria muito.

      Bem, é isso. Seja bem vinda... e espero ter mais comentários seus (geralmente eu me comunico pelos comentários)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+